Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

As tendências da gastronomia para 2019


postado em 03/02/2019 05:04

O ano de 2018 foi marcado por muitas mudanças para nós. O aumento pela procura de alimentos orgânicos e saudáveis, o crescimento das comunidades de vegetarianas e veganas, a explosão das dietas “low carb”, etc. A busca por uma saúde melhor provoca uma reflexão até mesmo na indústria da carne, que está buscando melhoria da matéria-prima.


Para 2019, continuaremos a trilhar esse caminho. Os chefs e cozinheiros buscam a cada dia produtos orgânicos de origem e até os menos convencionais, cultivados e distribuídos de forma consciente e sustentável. Já existe uma hashtag mundial, a #realfood, que traduz o conceito de “mais mercado, menos supermercado”. O café tende a ser uma das estrelas gastronômicas em pratos, drinques e sobremesas. O barista se torna um profissional requisitado, o que para nós mineiros, como maiores produtores do mundo, é uma boa notícia. Muitas harmonizações inéditas irão surgir no mundo da mixologia e coquetelaria. As produções gastronômicas com fermentação natural estão em crescente evolução. Será um ano de muitas novidades neste segmento, a exemplo da kombucha, uma bebida fermentada através do chá preto. Outra aposta é nos pratos que valorizam nossa origem e transmitem emoção e prazer.


A busca pela dieta consciente – também chamada de alimentação mental – se liga mais fortemente à maneira como nos relacionamos com esses alimentos, suas origens, características fisiológicas, benefícios, maneira de consumo, modo e forma de cozê-los. O conceito de alimento saudável é o menos processado possível, como sobremesas com menor quantidade de açúcar, menos gorduras saturadas e sal. Termino com a frase de Hipócrates: “Deixe seu remédio ser comida e sua comida ser remédio”. Até breve!


Publicidade