Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Itália como inspiração


postado em 20/01/2019 05:08

(foto: studio tertúlia/divulgação)
(foto: studio tertúlia/divulgação)



Desde que voltou da Itália, Naiara Faria tem testado novas receitas. Algumas delas estão no cardápio da temporada de massas artesanais do La Palma, no Bairro Aeroporto, que apresenta seis criações inéditas da chef. A inspiração, ela conta, vem do que viu e aprendeu na temporada de um mês no Restaurante La Torre, que ocupa um castelo na região italiana de Spilimbergo. O risoto de beterraba com creme de queijo de cabra e espinafre e lâminas de couve-flor é um dos exemplos. “Lá, eles acrescentam ao arroz um creme de beterraba e não pedaços da beterraba, como é comum no Brasil”, comenta. O risoto, então, fica bem rosado. Naiara também brinca com as cores no talharim de cacau com pimenta calabresa, servido com fraldinha de black angus e molho de gorgonzola, que ganha um tom marrom escuro. A experiência no restaurante italiano levou a chef a criar outros quatro pratos com massas produzidas na casa, como o canelone de espinafre ao molho de bacalhau à provençal e o sorrentino de linguiça caseira e champignon ao molho de vitelo com farofa de miga crocante e espaguete de vegetais. O cardápio da temporada de massas artesanais fica disponível até o dia 2 de fevereiro.

 

 

Comida e cultura

Não é simplesmente uma aula, está mais  para uma experiência gastronômica. Renato Quintino recebe os alunos em uma cozinha que parece de casa. Enquanto apresenta ingredientes e ensina técnicas, o chef, com formação em filosofia, história e artes plásticas, sempre encontra uma maneira de conectar a comida com filmes, livros, obras de arte e viagens. No fim, a turma se reúne para comer um menu degustação com cinco etapas (entrada, três pratos e sobremesa). Renato garante que nunca repete as receitas. “De vez em quando, apresento clássicos da gastronomia, mas 90% das receitas são autorais. Tenho a intenção de que cada aula seja completamente diferente da outra”, avisa o professor, que sempre tem opção para veganos, vegetarianos e alérgicos. O chef agora se prepara para receber novas turmas em seu espaço, no Bairro Santo Antônio. Até o dia 3 de fevereiro, estão abertas as inscrições para o curso semestral, em duas modalidades (cinco ou oito aulas). Informações: renatoquintinogastronomia@hotmail.com ou (31) 98876-1331.

 

Pronto para comer

 

O plano inicial era trabalhar apenas com encomendas. Depois veio a pronta-entrega e agora, a pedido dos clientes, a La Parisserie passa a oferecer opções para saborear na loja. O cardápio de bolos, tortas e doces é diferente a cada dia. Mariana Correa serve um bolo que pode ser, por exemplo, de limão, banana caramelada ou chocolate belga com farinha de amêndoas, e três tortas: uma clássica (como tarte tatin e cheesecake), uma sazonal (com frutas e ingredientes da estação) e uma criação da chef (manga com coco queimado é uma das receitas). “A minha ideia de não ter cardápio fixo foi justamente para ter mais liberdade de criação. Além disso, é uma oportunidade legal de experimentar sabores novos”, aponta Mariana. Os doces de balcão, como macarons, caramelos e pâte des fruits (balas macias feitas com polpa de frutas), também estão disponíveis para comer na hora. O espaço, localizado no Bairro Anchieta, abre de terça a sábado e oferece café, chá, cappuccino, chocolate quente e água mineral.


Publicidade