UAI
Publicidade

Estado de Minas SAN DIEGO

Disney anuncia dois novos filmes dos 'Vingadores' da Marvel na Comic-Con

Novos títulos concluirão próxima "saga" de mais de uma dúzia de filmes e programas de televisão interconectados no "Universo Cinematográfico Marvel"


24/07/2022 09:14 - atualizado 24/07/2022 09:30

Atores da Disney participam da Comic-con
Atores da Disney participam da Comic-con (foto: Jesse Grant / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)

A Disney anunciou uma nova saga de filmes de super-heróis da Marvel com dois novos títulos de "Vingadores" no sábado na Comic-Con e deu aos fãs um primeiro trailer de sua sequência de "Pantera Negra".

As produções da Marvel dominaram as bilheterias do mundo nos últimos anos. "Vingadores: O Ultimato", lançado em 2019, tornou-se rapidamente o filme de maior bilheteria da história, arrecadando mais de US$ 2,79 bilhões.

"Eu me pergunto se vocês não se importam de se antecipar um pouco", disse o presidente do estúdio, Kevin Feige, aos fãs obstinados de super-heróis reunidos no salão da apresentação por mais de uma hora no Centro de Convenções de San Diego.

"Vingadores: A Dinastia Kang" e "Vingadores: Guerras Secretas" chegarão aos cinemas em 2025, anunciou o presidente. Esses filmes seguirão os passos de "Vingadores: O Ultimato", que criou uma agitação na mídia sem precedentes ao reunir as intrigas apresentadas nos filmes anteriores da Marvel.

Os dois novos títulos de "Vingadores" concluirão a próxima "saga" de mais de uma dúzia de filmes e programas de televisão interconectados no "Universo Cinematográfico Marvel", anunciou Feige.

A recente franquia da Marvel explora o conceito do "multiverso", popularizado em desenhos de super-heróis nos quais universos infinitos - e versões infinitas de cada herói e vilão - coexistem.

A apresentação encerrou o dia mais importante do evento de cultura popular da Comic-Con com o trailer da sequência de "Pantera Negra", que tem estreia prevista para 11 de novembro.



Entrando no palco cercado por uma trupe de dança colorida e bateristas africanos, o diretor do filme Ryan Coogler prestou homenagem à estrela do primeiro filme "o falecido e grande Chadwick Boseman".

Boseman morreu de câncer em 2020 e seu papel não foi retomado na nova versão.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade