UAI
Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Lagum homenageará Tio Wilson, neste sábado (13), em sua volta aos palcos

Repertório terá canções lançadas durante a pandemia, como 'Ninguém me ensinou'. Banda vai se apresentar no Star 415, no Jardim Canadá


13/11/2021 06:00 - atualizado 13/11/2021 08:26

Três integrantes da banda Lagum olham para a câmera, enquanto o quatro músico olha para o lado
Banda Lagum aguarda com expectativa o reencontro desta noite com os fãs (foto: Webber Pádua)

Eles estão de volta. A banda mineira Lagum vai subir ao palco neste sábado (13/11), em Nova Lima, ansiosa – e feliz – por retomar sua agenda presencial. A expectativa é ver os fãs reunidos para cantar as músicas lançadas durante a pandemia.

O último show do grupo ocorreu num drive-in, em setembro de 2020. O público acompanhou a banda dentro dos carros, cumprindo as regras de isolamento social. Mas aquele 12 de setembro foi um dia marcado pela tristeza: o baterista Breno Braga, o Tio Wilson, morreu após sofrer parada cardiorrespiratória nos bastidores do evento.

Aquele momento vai ficar para sempre na memória do cantor Pedro Calais (vocal), dos guitarristas Otávio Cardoso e Jorge, e do baixista Chico Jardim. “Daqui pra frente, vamos sempre levar o Tio Wilson. É o que temos feito em nossos clipes. Ele vem na nossa memória direto sempre que estamos conversando, tocando. É difícil tanto para a gente quanto para os fãs e a família dele”, diz Calais.
 
A banda mineira segue com bateristas convidados em seus próximos shows. Por enquanto, não há planos de um novo integrante para substituir Tio Wilson.

A expectativa é grande em relação ao reencontro com o público de Belo Horizonte. “Estamos com essa expectativa acumulada há muito tempo. BH é onde crescemos, onde começamos a carreira. Voltar ao palco aqui é muito significativo e emocionante. Esperamos que seja emocionante tanto para a gente, pela volta, quanto para os fãs”, diz Calais.



Durante a pandemia, a Lagum foi obrigada a se afastar dos palcos, mas não deixou de lançar canções. Uma delas já tem lugar especial no setlist: “Ninguém me ensinou”.

“Vai ser a música de abertura, pois marca a transição desse tempo parado para o movimento. É homenagem para o Tio Wilson, será uma das mais impactantes, a energia mais forte do nosso novo repertório”, adianta o guitarrista Jorge.
 
Até o fim do ano, a banda promete lançar seu terceiro álbum. Os músicos evitam adiantar o que vem por aí, mas deram algumas pistas ao conversar com o podcast Pouquinho.

Os três últimos singles de 2021 são divulgados desta forma: “MUSA DO INVERNO”, “EU E MINHAS PARANOIAS” e “EITA MENINA”.

Isso tem motivo, explica Calais. “A letra maiúscula é justamente para a gente criar uma associação. Antes de ler o nome, você bate o olho e vê que são todas maiúsculas”, afirma o cantor.

“Também tem as capas, pinturas dentro de um quadro com o nome escrito fora. Tudo isso é a construção de uma identidade visual para o nosso próximo álbum”, adianta.

Além da Lagum, vão se apresentar os DJs André Mayrink e Kingdom, além de Papatinho. No espaço Star 415, só será permitida a entrada com apresentação da cópia do cartão de vacinação ou ConectSus com as duas doses/dose única contra a COVID-19.

Quem não completou o esquema vacinal deve apresentar o resultado do teste negativo para o novo coronavírus, realizado 72 horas antes do evento.

Lagum

Neste sábado (13/11), às 20h, no Star 415. Rua Star, 415, Jardim Canadá, Nova Lima. Com André Mayrink, Kingdom e Papatinho. Classificação: 18 anos. Ingressos: R$ 60 (promocional), R$ 80 (1º lote), R$ 100 (2º lote) e R$ 120 (3º lote). À venda em https://star415eventos.com.br/


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade