UAI
Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Imane Rane conta como é ser jovem negro no Brasil sem focar na violência

Filho de Sérgio Pererê lança seu primeiro EP aos 18 anos, com composições autorais e biográficas. 'Gana' está nas plataformas digitais


27/09/2021 04:00 - atualizado 27/09/2021 07:21

Falar do cotidiano sem focar na violência foi o objetivo de Imane Rane com suas músicas
Falar do cotidiano sem focar na violência foi o objetivo de Imane Rane com suas músicas (foto: Lumii/Divulgação)

 
Nascido em berço musical,  filho do cantor, ator, compositor e multi-instrumentista Sérgio Pererê , Imane Rane seguiu a veia artística da família e, aos 18 anos, lança nas plataformas digitais o seu primeiro EP solo, “ Gana ”, com seis faixas autorais. 
 
O músico diz que esse trabalho é uma proposta de narrar suas vivências como jovem negro de periferia, porém de forma leve, buscando abordar assuntos que não trazem as violências cotidianas como centro da sua trajetória.
 
Imane explica que “Gana” é sobre querer mais do que isso. “É focar primeiro na gente, cuidar dos nossos problemas, especificando o que são as nossas buscas sobre amor, união, inteligência, medos e problemas internos. O objetivo é que as músicas desse EP cheguem às pessoas que se parecem comigo, para que possamos traçar um caminho que não seja baseado apenas em falar com o outro, mas também para falar mais conosco.”
 
O disco traz canções com líricas bem construídas, nas quais o jovem MC demonstra maturidade na construção dos versos e no flow (maneira como o rapper encaixa as palavras e frases no instrumental (beat), trazendo referências de ícones negros nas artes e nos esportes. 
Embora seja jovem, a vivência da música na trajetória de Imane vem de longe. Ele cresceu em meio às artes, em um ambiente em que, além do próprio pai, outras pessoas, entre primos e tios, também se tornaram suas referências. Iniciante no rap, ele já dividiu o palco com o rapper Roger Deff, em 2019, no Festival de Arte Negra (FAN), em um dos palcos principais do evento.
 
SINGLES O artista conta que vem lançando singles que demonstram bem a que veio em um processo de crescimento que pode ser percebido nesse seu novo trabalho. “Minha ideia é sair desse lugar-comum (na abordagem da violência). Resumindo, o objetivo das minhas canções presentes nesse EP é a abordagem das minhas vivências. Isso, diferentemente do que vem sendo abordado atualmente, ou seja, distante desse lugar de violência e de denúncia, o tempo todo.”
 
Imane diz que optou “por abordar as vivências comuns, normais” por julgar que “também são importantes, porque acaba que, quando a gente bate muito em uma tecla, fica mais de um lado. A primeira coisa que perdemos é a normalidade, o comum, o dia a dia, enfim, as coisas simples”.

Ele tem o plano de fazer também um curta a partir das músicas do EP. Sobre o seu processo de compor, ele conta que precisa evitar a dispersão. “Então, quando estou muito na vibe da coisa, consigo fazer e desembolar a letra e, assim, a música flui muito bem. Mas acontece muitas vezes de a letra ficar estacionada um tempo, até eu mexer nela de novo e, em seguida, fazer a melodia, o que é normal também.”
 
Por enquanto, ele não toca um instrumento acústico. “Tenho a intenção de aprender a tocar algo como o violão, por exemplo, o que me ajudará quando for compor minhas músicas.” Ele explica que a linha do hip-hop é muito ampla. “Na verdade, dá para fazer tudo virar rap, mas tenho vontade de, em algum momento, experimentar e fazer coisas diferentes. Não podemos ficar presos a uma coisa só. Não acho legal a pessoa se limitar em algo.”
 
O EP foi gravado em casa, segundo ele, “muito por conta da pandemia também; de não precisar ter essa movimentação toda de sair, transitar para estúdio, essas coisas. Resolvi optar por esse lado solo. Fiz tudo sozinho, gravei, fiz os beats, mixei e masterizei. Fui eu mesmo quem produziu todas as faixas”.
 
None
 
“GANA”

Imane Rane
EP com seis faixas
Disponível nas plataformas digitais 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade