Publicidade

Estado de Minas CINEMA

Você se lembra de 'O diabo veste Prada'? Confira 15 curiosidades do filme

O longa, com Anne Hathaway e Maryl Streep, celebra 15 anos e será exibido nesta terça (27/07). Pedido de looks emprestados está entre as curiosidades


27/07/2021 04:00 - atualizado 27/07/2021 10:00

(foto: Barry Wetcher/FOX FILM)
(foto: Barry Wetcher/FOX FILM)

O diabo veste Prada” completou, em 2021, 15 anos desde sua estreia. Inspirado no livro de mesmo nome – escrito por Lauren Weisberger, ex-assistente da famosa editora da revista “Vogue”, Anna Wintour –, a produção é até hoje uma das favoritas dos fãs de moda e do público geral.

Com um elenco de peso, com nomes como Anne Hathaway, Maryl Streep, Emily Blunt e Stanley Tucci, o longa será exibido no “Cine Life”, do Star Life, nesta terça-feira (27/07), a partir das 22h30. A história gira em torno de Andy (Anne Hathaway), uma moça recém-formada e com grandes sonhos, que vai trabalhar na conceituada revista de moda “Runway” e sua função é ser assistente da diabólica Miranda Priestly (Maryl Streep).

A seguir, 15 curiosidades do filme, para matar as saudades dos fãs:

1. Gisele Bündchen, que aparece nos corredores da revista “Runaway”, só participou com a condição de  não interpretar uma modelo.

2. O icônico cabelo branco de Miranda Priestly foi sugestão da própria Meryl Streep.

3. Meryl também mudou o tom de voz da personagem que, originalmente, seria gritona e estridente.

4. Todas as cenas do filme foram gravadas em 57 dias, em Nova York e Paris.

5. Por conta do orçamento, não foi possível levar Meryl a Paris. Por isso, foi utilizado o chroma key nas cenas em que a atriz aparece na capital francesa

6. O estúdio queria Rachel McAdams no papel de Andy, mas a atriz recusou o convite.

7. Anne Hathaway foi a nona escolha para a personagem. Scarlett Johansson, Natalie Portman, Kate Hudson e Kirsten Dunst foram sondadas.

8. Merly Streep ficou deprimida durante as filmagens. A atriz usou o “método de interpretação” para dar vida a Miranda.

9. Quando Meryl aceitou o trabalho, disse que queria uma cena que capturasse bem o mundo da moda, o que resultou no clássico monólogo do suéter azul-celeste.

10. O “New York Mirror”, jornal que contrata Andy, no final do longa, realmente existiu, mas encerrou suas atividades em 1898.

11. A personagem Emily não seria britânica, mas Blunt fez a audição com seu sotaque britânico e todos gostaram.

12. O filme utilizou figurinos avaliados em mais de US$ 1 milhão. Foi preciso pedir alguns looks emprestados para compor o guarda-roupa do longa.

13. A peça mais cara de todo o figurino, US$ 100 mil, foi o colar do joalheiro Fred Leighton, usado por Meryl Streep. 

14. Profissionais da indústria da moda não queriam ajudar na produção do filme por medo de serem rejeitados por Anna Wintour, inspiração do longa.

15. O manuscrito de “Harry Potter e as relíquias da morte”, que Andy consegue para as filhas de Miranda, foi leiloado por US$ 586. O dinheiro arrecadado foi doado à ONG Dress for Success.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade