Publicidade

Estado de Minas DE GRAÇA

'Festa do cinema italiano' exibe filmes premiados em Berlim e Veneza

Produções dirigidas por Emma Dante, Irmãos D'Innocenzo e Giorgio Diritti, entre outros cineastas, integram a programação on-line em cartaz até dia 27


17/06/2021 04:00 - atualizado 17/06/2021 06:54

"As irmãs Macaluso", dirigido por Emma Dante, abre a festa italiananesta quinta-feira (foto: Festa do Cinema Italiano/divulgação)

Três filmes premiados nos festivais de Veneza e de Berlim são os destaques da “8 e meio Festa do cinema italiano”, que tem início nesta quinta-feira (17/06). Até
27 de junho, o evento on-line vai exibir gratuitamente 15 produções, 11 delas inéditas no Brasil.

O longa de abertura do evento é “As irmãs Macaluso”, terceiro filme da cineasta Emma Dante. Vencedor de três prêmios secundários no Festival de Veneza em 2020, o drama, dividido em três momentos temporais, acompanha cinco irmãs que vivem em um apartamento em Palermo, na Sicília. Quando uma delas morre acidentalmente, há profundas transformações no relacionamento das outras quatro.

CRIANÇAS 
Vencedor do Urso de Prata de melhor roteiro na Berlinale de 2020, “Fábulas sombrias” é o segundo longa dirigido pelos gêmeos Damiano e Fabio D'Innocenzo. Num verão sufocante, crianças à beira da adolescência de um subúrbio de Roma tentam sobreviver em meio à banalidade do mundo de seus pais. Algo está prestes a explodir na história aberta pelo narrador, que revela ter encontrado o diário de uma garota.

Os irmãos D’Innocenzo costumam trabalhar juntos em vários projetos – colaboraram, por exemplo, com o roteiro de “Dogman” (2018), o celebrado filme de Matteo Garrone. “Desde sempre a gente nunca fez uma divisão (de tarefas) muito precisa, matemática. Não há isso de quem escreve, quem produz, cuida dos atores. Quando trabalhamos juntos, buscamos trocar e, para nós, essa é uma forma de nos divertir”, afirma Damiano.

A dupla testou cerca de 300 crianças para “Fábulas sombrias”. Meninos e meninas aparecem em várias cenas fortes. “Quando escolhemos fazer um filme sobre crianças, sabíamos como tratá-las como crianças. Mas fizemos isso no sentido positivo do termo. Foi muito interessante. Elas fizeram com que tudo o que queríamos contar parecesse muito simples”, acrescenta Fabio.

Elio Germano, que vive um adulto infantilizado em “Fábulas sombrias”, venceu o Urso de Prata de melhor ator em Berlim pelo filme “A vida solitária de Antonio Ligabue”, de Giorgio Diritti. O drama, baseado em fatos, conta a história do artista italiano que viveu entre a Suíça e a Itália de forma nômade e errática, tendo sido internado por transtornos mentais. O filme acompanha o despertar de Ligabue para a pintura na Itália dominada pelo fascismo.

ROMA 
Outro destaque é “Rômulo e Remo: O primeiro rei”, de Matteo Rovere. Ambientada em 753 a.C, ano da criação de Roma, a narrativa remete à lenda dos fundadores da cidade eterna. Os diálogos são em protolatim (que precedeu o latim arcaico).

Todos os filmes terão duas sessões durante os próximos 10 dias – cada título ficará disponível por 24 horas a partir da estreia. As exceções são quatro produções de Alice Rohrwacher, que poderão ser acessadas durante toda a Festa do cinema italiano.

A mais conhecida é “Lazzaro Felice” (2018), premiado como melhor roteiro no Festival de Cannes. O evento vai exibir também “Corpo celeste” (2011) e “As maravilhas” (2014), além do curta “Omelia Contadina” (2020) e o curta-documentário “Uma canzone” (2014).

“8 E MEIO FESTA DO CINEMA ITALIANO”
Desta quinta-feira (17/06) a 27/06. Transmissão no site do evento (festadocinemaitaliano.com.br) e na plataforma Looke (looke.com.br). Gratuito. Filmes disponíveis por 24 horas, a partir das 18h do dia da estreia. Títulos do programa Foco Alice Rohrwacher ficarão disponíveis até as 9h de 28 de junho.

PROGRAMAÇÃO

QUINTA (17/06)
» “As irmãs Macaluso”, de Emma Dante
» “5 é o número perfeito”, de Igor Tuveri

SEXTA (18/06)
» “Fábulas sombrias”, de Damiano e Fabio D'Innocenzo
» “Bangla”, de Phaim Bhuiyan

SÁBADO (19/06)
» “Volare”, de Gabriele Salvatores
» “Troca tudo!”, de Guido Chiesa

DOMINGO (20/06)
» “Rômulo e Remo: O primeiro rei”, de Matteo Rovere
» “Irmãos à italiana”, de Claudio Noce


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade