Publicidade

Estado de Minas MINISSÉRIE

Com olhar sensível, minissérie da Netflix mostra relacionamento na 3ª idade

'Meu amor: Seis histórias de amor verdadeiro' revela a trajetória de seis casais de diferentes partes do mundo que estão juntos há mais de 40 anos


28/04/2021 04:00 - atualizado 28/04/2021 08:32

Moradoras da favela da Rocinha, Jurema e Nicinha estão juntas há 43 anos. Homoafetividade, religião e sonho da casa própria estão no episódio das brasileiras(foto: FOTOS: Netflix/Divulgação)
Moradoras da favela da Rocinha, Jurema e Nicinha estão juntas há 43 anos. Homoafetividade, religião e sonho da casa própria estão no episódio das brasileiras (foto: FOTOS: Netflix/Divulgação)
Juntas há 43 anos, Jurema e Nicinha viveram uma história de amor digna de cinema. Elas se conheceram quando a primeira tinha 20 anos e a segunda, 14. Tornaram-se amigas e depois formaram um casal. Ao longo dos anos, entre idas e vindas, o relacionamento se firmou e hoje elas criam seus filhos e netos na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro.

Essa história é contada no quinto episódio da minissérie "Meu amor: Seis histórias de amor verdadeiro", da Netflix. A produção é um projeto do diretor coreano Jin Moyoung e mostra a trajetória de seis casais de diferentes partes do mundo que estão juntos há mais de 40 anos. Cada um dos seis episódios é dirigido por um cineasta local.

No caso do episódio que se passa no Brasil, a direção é de Carolina Sá. Com olhar atento e cuidadoso, ela acompanhou Jurema e Nicinha ao longo de um ano com o objetivo de registrar o cotidiano do casal. A câmera revela como um casal homoafetivo se relaciona na periferia de uma das maiores cidades do Brasil, mas também fala de um detalhe importante na vida das duas: a religião.

Devotas de Exu e Oxalá, compartilham alguns dos rituais de fé que praticam, como a ida à praia às sextas-feiras para fazer oferenda aos orixás. Empregadas domésticas, elas também mostram a realização de um sonho: construir uma casa para morar longe da cidade.

Os outros episódios também revelam um olhar afetivo para relações e pessoas de culturas diversas. O primeiro, dirigido por Elaine McMillion Sheldon, mostra a relação entre os norte-americanos David e Ginger. Aposentados, eles vivem numa fazenda localizada no interior dos Estados Unidos. Com idade já avançada, os dois decidem preparar seus testamentos e planos de cremação.

Já o segundo episódio, com direção de Chico Pereira, se passa na Espanha e é protagonizado pelo casal Nati e Au- gusto. Apaixonados e bastante ativos, eles curtem a vida até que ele começa a enfrentar problemas de saúde.

Ambientado no Japão, o terceiro episódio é focado na relação entre Kinuko e Haruhei. Os dois se conheceram na instituição onde ele fazia tratamento para hanseníase. Por conta da idade avançada, quem precisa de cuidados agora é ela, e Haruhei faz isso com a maior paciência do mundo. A direção é de Hikaru Toda.

O quarto episódio se passa na Coreia e é dirigido pelo autor do projeto, Jin Moyoung. O diretor acompanha Saengja e Yeongsam, um casal bastante dedicado aos negócios da família, até que os filhos começam a insistir para que ela pare de trabalhar para preservar a própria saúde.

E no episódio derradeiro, o diretor indiano Fahad Mustafa mostra a história de Satyabhama e Satva, um casal cuja produção de algodão foi afetada pelas mudanças climáticas, o que obriga seus filhos a procurarem oportunidades em outros ramos de negócio fora da cidade onde nasceram.
Relação entre Saengja e Yeongsam é mostrada no quarto episódio, ambientado na Coreia: saúde e negócios marcam a história dos dois
Relação entre Saengja e Yeongsam é mostrada no quarto episódio, ambientado na Coreia: saúde e negócios marcam a história dos dois

DOCUMENTÁRIO 

Em todos os episódios, é perceptível o cuidado com os personagens e com a cultura que cada um deles representa. Por isso, a opção de não ter como foco a história propriamente de cada um dos casais, mas seu cotidiano e a maneira como eles se relacionam com as culturas tradicionais de cada país.

"Meu amor: Seis histórias de amor verdadeiro" é um desdobramento do documentário "Meu amor, não atravesse o rio". A produção, lançada mundialmente em 2013, acompanha o casal de idosos Jo Byeong-man e Kang Kye-yeol até os últimos momentos de seu casamento de 76 anos. Para isso, o diretor Jin Moyoung os acompanhou por 15 meses.

"Meu amor", a série, não é fruto de um mergulho tão profundo assim, mas revela bastante das pessoas que retrata. Ao focar no relacionamento de pessoas da terceira idade, a minissérie oferece um olhar sensível sobre a vida, sem se tornar autoindulgente.

“MEU AMOR: SEIS HISTÓRIAS SOBRE AMOR VERDADEIRO”
 Minissérie em seis episódios
Netflix


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade