Publicidade

Estado de Minas ATÉ DOMINGO

Festival Música Estranha busca novas formas de interação com o público

Programação on-line tem showcases, debates e oficinas. Entre atrações, M. Takara, Carla Boregas, Dudu Tsuda e Marcus Bastos


24/04/2021 04:00 - atualizado 24/04/2021 09:43

Som e imagem se mesclam no projeto que M. Takara e Carla Boregas apresentarão no domingo (foto: Festival Música Estranha/Divulgação)
Som e imagem se mesclam no projeto que M. Takara e Carla Boregas apresentarão no domingo (foto: Festival Música Estranha/Divulgação)

A cada novo festival digital, um novo formato. Com versões anuais e presenciais em São Paulo desde 2013, o Festival Música Estranha realiza neste fim de semana sua primeira edição on-line, a de número “8 e meio”, referência ao antológico filme de Federico Fellini, pois remete “a um estado de suspensão, um hiato entre passado e futuro”.

Neste sábado e domingo, de manhã à noite, serão realizadas nas redes sociais e plataformas do evento atividades que abrangem música e audiovisual. “Buscamos fugir do formato clássico de transmissão de shows ao vivo. O desafio era encontrar um jeito novo, que mesmo diante de tantas restrições ainda despertasse o interesse do público, oferecendo uma experiência diferente diante da tela, para os dois lados. A edição nasce, então, ancorada na interação entre artista e espectador, em formato mais informal”, explica o curador Thiago Cury.

A programação abrange showcases, debates e oficinas que tratam da música de invenção (que pode soar estranha num primeiro momento) e das artes visuais. Há também atividade destinada a crianças e adolescentes, chamada “Música estranhinha”. O público será chamado a participar, tanto que os encontros entre artistas contam com mediadores convidados.

Mineira radicada em São Paulo, a videoartista e professora Patrícia Moran será a mediadora da intervenção deste sábado (24/4). Ela estará ao lado de Dudu Tsuda e Marcus Bastos, dupla responsável pela intervenção urbana “Silêncios”. A obra, que trata da morte, vai apresentar quatro gongos instalados em diferentes espaços públicos de São Paulo, que serão filmados e transmitidos on-line.

Já a dupla Carla Boregas e M. Takara se une ao artista Dimitre Lima para o festival. Com pesquisas individuais que têm em comum a fuga do espaço urbano e de seu alto custo de vida, eles vão apresentar, no domingo, obra de som e imagem que dialoga com opostos (ruído e silêncio, urbano e natureza, etc).

DESTAQUES


   Sábado (24/4)

•18h –Dudu Tsuda e Marcus Bastos. Mediação de Patricia Moran

•21h – Al Revés. Mediação de Daniel Carrera

•22h – Lello Bezerra e Sérgio Machado. Mediação de Kiko Dinucci

   Domingo (25/4)

•17h – Fernando Velázquéz e Kiko Dinucci. Mediação de Raimo Benedetti

•18h – M. Takara, Carla Boregas e Dimitre Lima. Mediação de Gui Werneck

•20h – Coletivo Capim Novo. Mediação de Sonia Ray

FESTIVAL MÚSICA ESTRANHA 8 E MEIO
Neste sábado (24/5) e domingo (25/5), nas plataformas e rede sociais do evento (YouTube, Instagram, Twitter, Facebook e Twitch). Programação completa aqui.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade