Publicidade

Estado de Minas PARALAMAS

Documentário revela o 'quarto' integrante dos Paralamas do Sucesso

'Os quatro Paralamas', além da trajetória musical, mostra a amizade entre Herbert Vianna, Bi Ribeiro, João Barone e José Fortes, o empresário da banda


22/03/2021 04:00 - atualizado 22/03/2021 07:52

(foto: Curtaon!/DIVULGAÇÃO)
(foto: Curtaon!/DIVULGAÇÃO)
Um baú de fotos antigas se abre, revelando recordações afetivas dos primeiros anos de uma das bandas de rock mais bem-sucedidas e queridas do país: Os Paralamas do Sucesso. No documentário “Os quatro Paralamas”, que acaba de chegar com exclusividade ao Curtaon! (serviço de streaming no Now) e com estreia no canal Curta! prevista para 19 de abril, Roberto Berliner e Paschoal Samora mostram a história da amizade entre Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone e um “quarto elemento” pouco conhecido: José Fortes, o empresário do grupo.

A partir de uma conversa informal entre eles, o filme traz à tona memórias, por meio de material de arquivo registrado por Berliner desde os anos 1980. Em um dos vídeos, Fortes resume a relação entre os componentes do grupo: “Os Paralamas são como uma turma de rua, um time, uma família”. A produção revela, cronologicamente, a formação da banda desde que Herbert se aproximou de Bi e Zé Fortes durante a faculdade, a troca do baterista Vital Dias – que inspirou o hit “Vital e sua moto” – por João Barone, os primeiros shows e discos, além da histórica apresentação no Rock in Rio’1985.

Em uma das passagens mais tocantes do documentário, os quatro músicos comentam o acidente aéreo ocorrido em 2001, que tirou a vida de Lucy, mulher de Herbert, e o deixou paraplégico. Emocionado, Zé Fortes relembra as remotas chances de sobrevivência do cantor. Em seguida, a tristeza dessas lembranças dá lugar à alegria do retorno de Herbert aos palcos. O sentimento de nostalgia toma conta quando o grupo toca canções que marcaram sua história: “Meu erro”, “Quase um segundo”, “Óculos”, “Trac-trac”, “Alagados” e “Saber amar”, entre outras. “No fundo, a gente é um bando de moleques ou um bando de velhos se achando moleques”, define João Barone.

(foto: Curta!/DIVULGAÇÃO)
(foto: Curta!/DIVULGAÇÃO)

NEY MATOGROSSO 
CINEBIOGRAFIA 

Ney Matogrosso, que completa 80 anos em 2021, é tema do documentário “Ney – À flor da pele”, que vai ao ar nesta segunda-feira (22/3), às 22h40, no Curta!. O filme apresenta uma antologia audiovisual composta por entrevistas históricas e clipes contemplando toda a bem-sucedida carreira do cantor. Desde cedo quebrando tabus relacionados a questões de gênero e sexualidade, Ney aborda o tema em declarações concedidas ao longo de vários anos. 
 
(foto: Comedy Central/divulgação)
(foto: Comedy Central/divulgação)
 
 
“A CULPA É DO CABRAL” COM PAULO MIKLOS

Paulo Miklos é o convidado de “A culpa é do Cabral”, que vai ao ar nesta segunda-feira (22/3), às 22h, no Comedy Central. Fabiano Cambota, Nando Viana, Rafael Portugal, Rodrigo Marques e Thiago Ventura batem um papo descontraído com o compositor e apresentador. Miklos conta como foi o primeiro convite para atuar, compartilha com os humoristas piadas de seu avô e diz que as crianças o temem por ter interpretado um vilão. Paulo participa também do quadro “Eu nunca”, falando sobre momentos curiosos de sua vida e carreira.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade