Publicidade

Estado de Minas

Estreia 'Catherine, the Great', série sobre a mulher que mudou a Rússia

Helen Mirren interpreta a imperatriz culta, inteligente e sexualmente liberada que ajudou a promover o Império Russo a potência mundial. Atração da HBO será exibida a partir de segunda (21)


postado em 18/10/2019 04:00 / atualizado em 17/10/2019 19:13

(foto: HBO/divulgação )
(foto: HBO/divulgação )
Independente, brilhantemente inteligente e sexualmente liberada. Não, não se trata de uma mulher empoderada deste século 21. Catarina II comandou a Rússia de 1762 até 1796, quando morreu, aos 67 anos. Depôs o marido, Pedro III – assassinado pouco depois de perder o trono –, ampliou as fronteiras do império. Culta e mecenas, basta dizer que o fantástico Museu Hermitage, em São Petersburgo, surgiu a partir de sua coleção de arte.

Amiga de Voltaire, influenciada pelos iluministas, correspondia-se com enciclopedistas franceses. Abriu o Instituto Smolny, voltado para a educação das mulheres. Historiadores a incluem no rol dos déspotas esclarecidos. De acordo com eles, a czarina foi fundamental para fazer da Rússia uma potência mundial.

Na segunda-feira (21), estreia na HBO a minissérie Catherine, the Great, estrelada por Helen Mirren. A trama mostra os bastidores do poder na Rússia do século 18, durante o governo da imperatriz. Mirren, aliás, é, praticamente, “expert” em soberanas. Em 2007, a atriz britânica ganhou o Oscar por seu trabalho no filme A rainha, dirigido por Stephen Frears, interpretando Elizabeth II.

Com quatro episódios, The Great... se concentra nos anos de glória de Catarina, mostrando como aquela mulher à frente de seu tempo promoveu reformas com o intuito de modernizar a Rússia. Porém, o destaque especial vai para a vida amorosa da czarina, que teve vários amantes e costumava escandalizar as cortes europeias por causa disso.

Um deles foi Grigory Potemkin (Jason Clarke), comandante do Exército russo. Em meio a escândalos, intrigas e conflitos, os dois desenvolvem uma relação peculiar – não só de amor, mas de amizade e forte cumplicidade –, driblando os adversários e trabalhando juntos para consolidar o poder de Catarina. “Ela reescreveu as regras de governança pela ótica da mulher. Conseguiu, com o tempo e suas conquistas, que a palavra grande fosse incorporada ao seu nome”, afirmou Helen Mirren, que também assina a produção executiva da minissérie.

Jason Clarke e Helen Mirren protagonizam a minissérie Catherine, the Great (foto: HBO/DIVULGAÇÃO )
Jason Clarke e Helen Mirren protagonizam a minissérie Catherine, the Great (foto: HBO/DIVULGAÇÃO )
Além de Helen e Clarke, Catherine, the Great conta com dois talentosos profissionais familiarizados com tramas sobre a realeza. A direção é de Philip Martin, que assinou The crown, sucesso da Netflix sobre a trajetória da rainha Elizabeth II. O roteirista é Nigel Williams, elogiado pela minissérie britânica Elizabeth I (2005), também estrelada por Helen Mirren.

Além de Clarke e Mirren, o elenco reúne Gina McKee, Rory Kinnear, Richard Roxburgh, Kevin McNally, Sam Palladio, Clive Russell, Lucas Englander, Antonia Clarke, Paul Ritter, Paul Kaye, Thomas Doherty, Raphael Acloque, James Northcoate e Andrew Rothney. (Estadão Conteúdo)

CATHERINE, THE GREAT
. Quatro episódios
. HBO
. Estreia segunda-feira (21), às 23h


Publicidade