Publicidade

Estado de Minas SAÚDE

Baixas temperaturas agravam dores reumáticas

Em épocas frias é preciso ter ainda mais cuidado com pacientes reumáticos, que, com frequência, relatam dores intensas nas articulações


12/05/2022 14:38 - atualizado 12/05/2022 18:37

Homem idoso sentindo dor nas costas e sendo ajudado por sua esposa
No Brasil, o reumatismo acomete mais de 15 milhões de pessoas (foto: Freepik/Divulgação)
A queda das temperaturas e a baixa umidade, características comuns do outono e do inverno, são associadas, primeiramente, às doenças respiratórias, mas outro problema também requer atenção: o reumatismo. Pessoas com reumatismo, durante o frio, relatam mais dores nas articulações, principalmente por conta da pouca movimentação e da contratura muscular.

 

No Brasil, as doenças reumáticas afetam mais de 15 milhões de pessoas, de acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia. Essa doença acomete o aparelho locomotor, especialmente as articulações, juntas, cartilagens, ossos, músculos e tendões. São mais de 100 tipos de reumatismo, sendo as mais comuns artroses, artrite, fibromialgia, lúpus e espondilite anquilosante.

 

Segundo o reumatologista da Fundação São Francisco Xavier, Guilherme da Silveira Campos, as doenças reumáticas não pioram ou surgem no inverno, mas os sintomas são potencializados. "Durante o tempo mais frio, notamos queixas frequentes de aumento das dores dos pacientes. Não existe uma só justificativa para o aumento da dor nesta época. A sensação de que a dor piora está relacionada a vários fatores. Um deles seria porque no frio as pessoas ficam mais retraídas, tendem a fazer menos exercícios físicos e, com isso, aumenta o mecanismo de dor", explica.

 

Outro gatilho, ressalta o reumatologista, é o aumento da contratura muscular e dos tendões. A diminuição da temperatura reduz a vascularização da medula óssea próxima à articulação, provocando dor. "Um fator importante é que a umidade do ar é reduzida no outono e no inverno, fazendo com que o líquido sinovial, encontrado na articulação, fique menos fluido, levando a uma rigidez articular maior. Essa menor fluidez também potencializa a dor", completa.

 

Sintomas

 

Os principais sintomas das doenças reumáticas são:

 

  • Dores articulares; 
  • Indisposição;
  • Perda de peso;
  • Lesões de pele;
  • Úlceras na boca;
  • Olho vermelho constante;
  • Febre.

 

 

As dores podem ser caracterizadas como doenças inflamatórias: são mais intensas pela manhã e, ao longo do dia, melhora com o movimento, ou a dor articular mecânica, que piora com o movimento.

 

Prevenção no inverno

 

Durante a estação fria, é essencial que os pacientes reumáticos, cujo principal sintoma é a dor com a movimentação, a exemplo da artrose, tenham cuidados especiais.

"Além de manter uma alimentação saudável e evitar o uso de tabaco e de álcool, é preciso se agasalhar bem, principalmente nas primeiras horas da manhã e à noite, quando as temperaturas ficam mais baixas. Também é importante se exercitar no sol e fazer exercícios em piscinas aquecidas. A palavra de ordem é movimentar o corpo, principalmente idosos, que geralmente ficam mais encolhidos durante as estações frias e precisam fortalecer os tecidos ósseos e aumentar a resistência muscular com alongamentos e caminhadas. Outro fator determinante para prevenir as doenças reumáticas é viver com alegria e disposição", recomenda o reumatologista.

*Estagiária sob supervisão


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade