Publicidade

Estado de Minas MUDANÇA DE VIDA

Hora da faxina para começar 2022

O feng shui é uma tradição chinesa que busca melhorar a energia vital dos seres por meio da harmonização dos ambientes


02/01/2022 04:00 - atualizado 02/01/2022 09:19

Katia Gonzalez, consultora de feng shui há 30 anos
Katia Gonzalez, consultora de feng shui há 30 anos: "A dica é bater o travesseiro pela manhã, colocar no sol e se abrir, para a noite, trabalhar seus sonhos, criatividade. O momento é de prestar atenção nos mínimos detalhes que fazem a diferença desta energia para fluir e adaptar o ser no novo planeta" (foto: Arquivo Pessoal)


São três décadas de experiência e vivência no feng shui, referência no mercado e com uma intuição, sensibilidade e sabedoria que contagiam a todos que se aproxima. Falo da mineira Katia Gonzalez, consultora de feng shui e terapeuta corporal, que ensina que o feng shui é uma técnica, não tem nada a ver com espiritualidade, mas com energia que circula entre as pessoas, faz a diferença e ninguém vê. Não existe mais aquela história de falar que fulano tem energia ruim, mas sim que ela tem energia incompatível com a sua, se você é fogo e ela é água, por exemplo, é incompatível a convivência, é preciso ter respeito às diferenças a cada um dos cinco elementos.

Na tradução, feng é vento e shui água, nada segura, nada detém. “É uma técnica de 3 mil anos, em que descobrimos que não somos nome e sobrenome. Antigamente, a primeira pergunta era qual seu nome, onde mora, quem é seu pai, a gente não era um ser, mas informações herdadas por meio da família. Na verdade, somos ser que nasce, cresce e morre e entrando na virada de era de Peixes, o feng shui ajuda a adaptar o ser no planeta, no espaço dele porque se antes era importante o ter, na nova era, a de Aquário, é ser feliz. Abrindo mão de um tipo de coisa, esquecendo o que foi introjetado no passado, partindo para uma história nova, aprender com os mais novos, apreciar o raciocínio da criança, fazer fluir, acreditar, sentir, trabalhando o coração e o feng shui faz isso.”

Katia Gonzalez explica que, de acordo com a energia da pessoa e sob o olhar da sua escola, a Chapéu Negro, são vários tipos de feng shui e ela trabalha com a bússola baguá. A bússola a mostra onde está caindo a prosperidade da pessoa, a fama, o relacionamento, a criatividade, os amigos, o trabalho, a espiritualidade, a família e, assim, ela sabe onde trabalhar para manter o equilíbrio. 

Katia Gonzalez destaca a importância de ficar atento ao coração, que fará a todos reaprender a ouvir: “Ele é o GPS, ninguém é igual, ao descobrir que é único, aí sim o feng shui faz uma grande diferença porque, por exemplo, se o ser é mental, não pode dormir numa cama de madeira porque terá insônia, se é da terra vai precisar ter água por perto para se hidratar, se não uma fonte, uma cor na parede. Tem quem seja metal, madeira, terra, água ou fogo. Estes cinco elementos são tratados pelo feng shi”.

Segundo ela, o feng shui faz um estudo sobre qual energia a pessoa e aplica a cura. Por exemplo, o ser que é da terra, terá problema de intestino, o de fogo de coração, o de metal tem pele sensível e pulmão, então, a pessoa vai se conhecendo por meio de um diagnóstico pessoal e vai descobrindo quem ela é no planeta. O estudo é baseado no nome completo, dia, ano e mês. Ela explica que quando se aplica o feng shui, contribui-se para pegar o melhor da pessoa e fortalecê-la.

Ao pensar na casa, principalmente, diante da pandemia, Katia Gonzalez destaca que esta tragédia trouxe ensinamentos luxuosos: “Ao colocar a máscara, o recado é fale menos, observe mais. Antes todo mundo estava dando receita, sabia de tudo, todos ficando iguais, mas cada ser é único e tem de ser tratado separadamente. Dentro de casa, passou-se a observar, porque tenho este quadro, quem me deu isso e se viu cercado de coisas que até não faziam bem. Nada de ter por perto coisas que vieram de um pagamento de uma dívida, de uma relação desgastada, uma coisa que acha feia dada por uma pessoa que nem tem relação mais, mas ter coisas que abrem a cabeça, o mapa mundi para ver que há um planeta para ser investigado, cheio de novidades por aí”.

Então, neste momento de ficar em casa, o tempo é para fazer a virada da era. Observar do que se cercou, esvaziar, fazer a limpeza interna, saber das emoções e dos sentimentos. 
 
Ângela Mathylde, psicanalista e neurocientista
Ângela Mathylde, psicanalista e neurocientista: "O importante são as pessoas. Jogar fora o que tem de jogar fora, reorganizar o guarda-roupa, pintar, trocar objetos ou de imóvel, se puder, tudo isso é ótimo, mas o mais importante de todas essas coisas é qual pessoa você quer iniciar 2022? Quais histórias quer perpetuar? Qual história quer acrescentar? Isso que é essencial" (foto: Nathalia Gorito/Divulgação)
 

FELICIDADE, CÂMBIO

Katia Gonzalez avisa que a receita maior de tudo é ser feliz. Tanto que é criadora da #TáFácilSerFelizCâmbio, como forma de motivação para alcançar a felicidade. “Quando a gente é feliz, a gente não erra. E digo câmbio porque nossa linguagem é interplanetária, câmbio desligo, acabou a conversa”, diz.

A consultora alerta que, na Era de Aquário que vai começar, o que vale mesmo é o que cada um pensa, é pensar e atrair. “Pode fazer simpatias, ter sal grosso, mas o que vale mesmo são os bons pensamentos. A dica é bater o travesseiro pela manhã, colocar no sol e se abrir, para a noite, trabalhar seus sonhos, criatividade. O momento é de prestar atenção nos mínimos detalhes que fazem a diferença desta energia para fluir e adaptar o ser no novo planeta.”

Katia Gonzalez lembra que, no fim de ano, muito se fala em desejo de prosperidade. “Antigamente, ela era ligada ao dinheiro, hoje o dinheiro é ligado à consequência de um trabalho. Na nova era ninguém mais vai fazer nada por dinheiro, mas sim o que veio fazer. Nada fará para corresponder à expectativa de alguém, mas ser feliz.” E, claro, tudo começa pela casa. Pode dar o primeiro passo “colocando as fotos para fora, elas registram momentos únicos. As casas estão todas iguais, sem história, tudo clean, cinza e todo mundo com muita melancolia.”

O feng shui pode resgatar os lanços de onde viemos e quem somos, mas com boas lembranças. De repente a foto não está no ambiente adequado, assim como o terço, a imagem sacra, enfim, cada coisa no seu lugar. 

Toda mudança significa, automaticamente, abrir mão de algo, material ou não. O que é o obstáculo para muitos, principalmente quem tem o perfil de acumulador e praticar o desapego não é natural, pelo contrário causa sofrimento. Ângela Mathylde, psicanalista, neurocientista e psicopedagoga, explica que a compulsão ou acúmulo é um transtorno, uma patologia. “Tem pessoas que gostam de guardar determinadas coisas por saudade ou lembrança, mas quando passa a acumular aí pode ser compulsão, tem de ser avaliada.”

Ângela Mathylde enfatiza que mudança é saudável. Mudar de hábitos, de ares, de relacionamentos, de turmas e objetivos... E por quê? Porque muda sinapticamente a questão cerebral. E toda mudança gera motivação, planejamento, objetivo e energia positiva. Não vivemos eternamente com o mesmo tipo de motivação. É preciso continuar mantendo hábitos novos e preservar hábitos antigos para fortalecer os novos. Também não adianta abrir mão de tudo por hábitos novos. O que precisamos é o que os hábitos velhos sejam fortalecidos e que os novos entrem para continuar e permanecer. Sempre precisamos nos planejar e entender o que deu certo, o que não deu e o que tem de mudar. O que deu, deixa permanecer. É assim que temos que viver a vida.”

Ainda que a decisão de mudar seja particular e individual, Ângela Mathylde lembra que a pandemia veio nos mostrar mais do que nunca que viemos sozinhos e iremos sozinhos e que se não investirmos em nós, nunca conseguiremos chegar a lugar algum. A saúde tanto física, emocional, espiritual, depende inteiramente de nós. “O mal só chega se permitirmos. A falta da saúde só chega se não cuidarmos. São questões de escolha, de limite, de empenho, de valorização, afeto, respeito entre outras. Precisamos nos valorizar e isso não significa egoísmo, significa respeito. Temos de nos respeitar primeiro, para respeitar o outro. Saber qual é o limite da nossa identidade, da nossa alegria. O que o outro faz por mim ou o que o outro não faz, qual são as minhas expectativas.”

Sugestões para equilibrar a energia da casa

1) Hall de entrada
Deve ser sempre iluminado e limpo. Plantas compõem a decoração e espelhos convidam a boa energia a entrar no lar

2) Corredor
Se for amante de fotos e quadros nas paredes, o lugar certo é o corredor. Cores claras são as mais indicadas e tapetes são bem-vindos, vão ajudar a energia a circular pela casa inteira

3) CAMA
O ideal é que a cabeceira seja encostada na parede – mas que ela não tenha janela e nem faça divisa com o banheiro. A janela traz sensação de insegurança e a parede com o banheiro pode drenar as boas energias

4) Banheiro
É considerado o vilão energético da casa. Por isso, a tampa do vaso sanitário deve estar sempre abaixada e os ralos devem ter aquele sistema “abre-fecha”. Mantenha a porta sempre fechada para evitar que a energia saia e se espalhe pelo lar

5) PLANTAS
As plantas são grandes aliadas do feng shui, purificam o ar e renovam as energias

6) Deixe o ar circular
Mesmo que a temperatura esteja baixa é importante abrir todas as janelas para o ar circular. Deixe o vento ir e vir para que as energias negativas saiam do seu lar

7) Incenso
Sabia que o incenso ajuda a elevar a energia? Escolha um aroma que agrade a todos em casa e deixe queimando. Ele acalma o ambiente e é bom para meditação

8) Objetos quebrados
Jogue fora, ele traz energias negativas ou, pelo menos, bloqueiam as boas. Pode ficar com eles se consertá-los

9) Aromatizante de laranja
Eleva as boas energias e melhora o humor

10) Evite
Acumular objetos: muitos objetos pela casa retêm a sua energia e bloqueia emoções e a espiritualidade do lar

11) Espelhos
Trazem energias positivas para o lar e ajudam a limpar a mente. Evite peças com pontas cortantes

12) Espalhe cristais
Além de lindos, aumentam as boas energias do lar. Saiba escolher. A turmalina negra ajuda a afastar energias negativas, o quartzo rosa dissolve os sentimentos ruins e substitui por bons. A dica é deixá-los próximos aos aparelhos eletrônicos.

13) Sofá da sala
Regra importante para sala diz respeito à posição do sofá. É recomendado que ele seja encostado na parede, para transmitir a sensação de segurança e proteção. E que ele nunca fique de costas para a entrada da casa. Se não for possível, coloque outro item de mobiliário atrás do sofá para facilitar a circulação de energia. No meio da sala fica o espaço responsável pelas potências de força e paz. Dessa forma, aconselha-se apostar em uma mesa de centro, tapetes e objetos decorativos arredondados

14) SAL
Para quem está mudando para uma casa nova, passe em todos os cantinhos dos cômodos e coloque uma pitada de sal. Ele absorve as energias ruins dos moradores antigos. Depois de 48 horas, aspire e jogue fora de casa esse lixo

Dicas, truques e quebra-galhos

Separar contas pagas de contas a pagar. Nunca deixar uma conta de uma coisa resolvida de outra que não está

Evite dormir com qualquer aparelho, celular, som perto da cama, a distância tem de ser 70cm

Mantenha os fios que passam perto de você esticados, amarrados, não deixe embolar, a energia é muito forte, tem milhões de satélites no ar

Dobre o joelho e volte a rezar, como diz meu sócio majoritário, que é Deus

Nunca pise na sua marca, cuidado com o capacho na entrada das empresas. A marca tem de ficar no alto, ter orgulho, olhar para cima e enxergá-la

Chupe pirulito, qualquer um, precisamos estimular prazer. Ao nascer no planeta, qual a primeira coisa que fazemos: mamamos. Estimula prazer. Neste momento de pouco prazer, com medo de tudo que aconteceu, é bom chupar pirulito, não é mastigar, quebrar, é chupar para estimular o prazer

Evite morar nas coberturas, nos altos das montanhas, nos lugares mais altos. Para estar neste lugar você tem de ter humildade, dobrar os joelhos muitas vezes. A montanha é dada aos deuses, e quando fica muito alto a energia se perde

Se está com medo neste momento do caminhar, das novas perspectivas, da nova mudança, use meia vermelha, que é a cor do primeiro chacra, que ativa o eu vou, eu faço, eu consigo e faz nosso guerreiro querer caminhar

Ano novo pede os tons das águas, o fluir, as gamas de azuis, verdes, rosas passando pelo lilás até o roxo, já que o ano será regido por Mercúrio

A primeira mudança a ser feita é dentro de casa, muda a casa, troca a energia e aí sim, sai para o abraço
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade