Publicidade

Estado de Minas DIABETES

SUS expande cobertura de pacientes que recebem caneta de insulina gratuita

Com a nova medida, jovens de até 19 anos e adultos acima de 50 anos também terão acesso ao dispositivo, que ajuda no controle do diabetes. Confira


19/05/2021 16:06 - atualizado 19/05/2021 17:03

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

No Brasil, mais de 13 milhões de brasileiros têm diabetes. Destes, estima-se que 7% dependam do uso de insulina para controlar a doença, segundo dados da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Nesse cenário, considerada um dos dispositivos mais modernos para o tratamento do diabetes, a caneta de insulina é uma grande aliada no controle da glicemia, reduzindo quadros de hipoglicemia e possíveis hospitalizações.
 
E, agora, essa tecnologia, disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) desde 2019, poderá ser disponibilizada a uma parcela maior da população. 

É que pessoas com diabetes tipo 1 e 2 acima de 50 anos e menores de 19 anos, faixa etária recentemente atualizada pelo Ministério da Saúde, passam a ter direito e acesso a esse benefício.

De acordo com estimativas da pasta, esta mudança resultará na cobertura de cerca de 50% das pessoas que dependem da insulina diariamente. Anteriormente, o público que tinha acesso à caneta de insulina era de pessoas de até 16 anos e acima de 60. 

Diferente das aplicações feitas com seringas, em que se retira a insulina de frascos-ampola, a caneta preenchida de insulina é utilizada com agulha mais fina e curta, causando menos desconforto na aplicação.

Ela também já vem preenchida com insulina e dosador, o que garante maior precisão e oferece menor risco de erro na aplicação. Além disso, pode ser transportada com facilidade e manuseada com praticidade pelas pessoas com diabetes, seus cuidadores e familiares. 

“O fato deste recurso de tratamento e controle do diabetes estar disponível para uma fatia ainda maior da população brasileira, durante a pandemia de COVID-19 se torna ainda mais importante, pois é um grande aliado na busca do controle glicêmico adequado. Quando os valores da glicemia estão controlados, o risco para a gravidade de uma infecção por COVID-19 é minimizado”, explica a endocrinologista e diretora médica da Novo Nordisk Priscilla Olim Mattar. 

Campanha Caneta da Saúde 


Pensando nos pacientes com diabetes, em suas famílias e no complexo contexto da pandemia, surgiu a campanha "Caneta da Saúde", iniciativa que conta com a parceira da Associação de Diabetes Juvenil (ADJ), Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (Anad) e da empresa global de saúde Novo Nordisk, além de contar com o apoio da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).  

O objetivo é informar e educar a população sobre as vantagens das canetas preenchidas de insulina e engajar e orientar profissionais de saúde que atuam no tratamento e acompanhamento do diabetes, como médicos, enfermeiros, agentes comunitários e farmacêuticos. 
 
(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
 

"O diabetes não é uma condição individual. Trata-se de algo presente na vida de milhões de famílias. Neste novo cenário delicado de pandemia, há pessoas que estão no grupo de risco e podem desenvolver as formas mais graves da doença. A campanha ‘Caneta da Saúde’ chega nesse contexto. É uma maneira de ajudar a manter a saúde em dia dessas pessoas que já sofrem com uma doença crônica. Tudo que precisamos evitar são episódios de hiper ou hipoglicemia, que podem levar o paciente para o pronto-socorro, o que pode expô-lo a riscos adicionais durante a pandemia", destaca Priscilla Olim Mattar. 

Por se tratar de uma iniciativa de utilidade pública, a campanha "Caneta da Saúde" tem abrangência nacional e contará com diversas iniciativas nos ambientes digital e presencial.

No site dedicado à campanha, a população encontrará informações e orientações sobre o diabetes, o uso de insulina, as vantagens e benefícios da utilização da caneta preenchida de insulina disponível no SUS, além de um conteúdo que desmistifica inúmeras fake news sobre a doença e seu tratamento.  

Há também uma área destinada aos profissionais da saúde, com um exclusivo e-book e orientações técnicas sobre a utilização das canetas preenchidas de insulina. 

Além disso, a partir da próxima segunda-feira (24), durante três meses, seguindo as regras estaduais e municipais em função da pandemia da COVID-19, um caminhão circulará por São Paulo, Bahia, Minas Gerais, Paraná e Paraíba, distribuindo kits de orientação e esclarecendo dúvidas da população em frente a algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dessas cidades.  

Já no ambiente digital, a campanha contará com conteúdo no Facebook e Instagram, além de ações com influenciadores digitais e celebridades que vivem com diabetes ou têm algum familiar com a doença. A campanha também conta com um filme que explica os benefícios da "Caneta da Saúde", que será veiculado nas principais redes de TV, como SBT, Globo, Record e Bandeirantes. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade