Publicidade

Estado de Minas conta-gotas

Beber café pela manhã pode causar diabetes


28/02/2021 04:00 - atualizado 25/02/2021 12:07


(foto: Sophie Deram/Divulgação)
(foto: Sophie Deram/Divulgação)


Tomar aquela xícara de café logo de manhã já se tornou uma tradição após uma noite maldormida ou para despertar da moleza do sono. Porém, esse velho hábito pode ser prejudicial à saúde. Isso porque a ingestão de café logo cedo aumenta o índice de açúcar no sangue, podendo evoluir para um quadro de diabetes. Uma das explicações é o fato de a cafeína inibir o estímulo à liberação de adrenalina, hormônio responsável por regular o nível de açúcar no sangue.

“Se existe uma resistência à insulina, o organismo pode evoluir para um quadro de diabetes melitus tipo 2, como também ser um fator de risco para outros problemas de saúde", alerta Sophie Deram, Ph.D. em nutrição e especialista em comportamento alimentar. Fora isso, Sophie também destaca que tomar uma xícara de café também pode ser uma forma de mascarar algo que não vai bem com o corpo. Para ela, quanto maior a indisposição da pessoa, mais forte é a bebida. “O melhor é cuidar de si de forma integral e consumir o café por prazer, após, durante o café da manhã ou em outros momentos do dia”, completa.



Durma bem!

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

A privação do sono afeta o desempenho intelectual, o humor, a memória, o controle do peso corporal, reduz a imunidade e aumenta o risco de doenças como diabetes, hipertensão arterial, obesidade e depressão. Pensando nisso, Marília Rezende, especialista em distúrbio do sono, fez uma lista com dicas para você dormir melhor. Confira:

1. Escolha a melhor posição para dormir – Segundo a especialista, é aconselhável dormir de lado, pois, assim, tem-se um melhor alinhamento da coluna, a respiração ocorre de forma tranquila e facilita a circulação. O uso de dois travesseiros, um para acomodar a cabeça e outro entre as pernas, auxilia o alinhamento da coluna, favorecendo o relaxamento.

2. Saiba quais posições não são indicadas – A posição de barriga para cima não é indicada para as pessoas que roncam ou têm apneia do sono, pois a ação da gravidade faz com que a língua e o palato se desloquem para trás e diminuam o espaço para a passagem do ar. Dormir de barriga para baixo também não é indicado, pois deixa a coluna em posição desfavorável e desalinhada, prejudicando o relaxamento muscular.

3. Prepare um ambiente tranquilo para dormir – Diminua a incidência de luz após as 18h e não leve comida ou trabalho para o ambiente de descanso. E quanto mais frio o ambiente, melhor. Em torno de 20°C a 22°C. Isso facilita a indução do sono, pois o corpo precisa abaixar a temperatura corpórea para que o sono se inicie.

4. Tenha hábitos saudáveis – Evite ir para a cama sem estar com sono, tente acordar no mesmo horário todas as manhãs, evite bebidas alcoólicas duas horas antes de ir para cama, não consuma cafeína após as 17h, ou seis horas antes de ir para cama, faça exercícios regularmente e tenha um ambiente dedicado ao sono.



Xô, toxicidade!

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

Estresse, poluição, maus hábitos alimentares e falta de cuidados diários com a pele podem fazer com que ela sofra com inflamações, manchas, oleosidade excessiva e rugas precoces. Porém, o detox facial é o segredo da beleza. De acordo com a dermatologista especialista em cosmiatria Luciana Garbelini, desintoxicar a pele é um step de cuidado superimportante para mantê-la saudável. Confira as dicas:

Faça esfoliações: “Esse é um dos principais passos do detox facial, pois é capaz de renovar a pele e limpá-la, evitando cravos, espinhas e manchas. Com a esfoliação, a pele ficará livre das células mortas e com a oleosidade controlada. O ideal é fazer duas vezes por semana”.

Aplique máscaras de argila: “Por ter propriedades antioxidantes e antissépticas, elas são capazes de varrer as sujidades do rosto e desobstruir os poros, trazendo sensação de frescor. A argila também é forte aliada na hidratação e renovação celular das camadas superficiais da pele”. A recomendação é que as máscaras faciais de argila sejam aplicadas a cada 15 dias.

Beba mais água: “Ingerir líquidos previne uma possível secura da pele e ajuda o corpo a eliminar toxinas. Por isso, é indispensável manter-se hidratado para ter uma pele iluminada e saudável”. Para isso, a especialista indica consumir cerca de dois litros de água por dia. Sucos naturais e chás também podem ser consumidos para alcançar a recomendação diária.

Tenha uma alimentação balanceada: “Alimentos hiperglicêmicos, como carboidratos e açúcares, aumentam o trabalho das glândulas sebáceas. O resultado é o aparecimento de acnes. Substituir esses alimentos por uma rotina alimentar balanceada, rica em legumes, verduras e proteínas com baixa gordura, resulta na melhora da aparência e saúde da pele”.


“É normal?”

A Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (Sogimig) está com uma série no ar em suas redes sociais. Com criatividade e objetividade, o “É normal?” responde a dúvidas comuns entre mulheres de diversas idades. Questionamentos sobre gravidez, incontinência urinária, menstruação, uso de anticoncepcionais, autoexames, HPV, entre outros, são esclarecidos em suas páginas do Facebook e Instagram (@sogimig) todas as quintas-feiras. A série é composta por depoimentos em vídeo de ginecologistas e obstetras da Sogimig, com informações de qualidade e credibilidade, importantes para combater também as fake news. Com essa iniciativa, a instituição espera, além de elucidar as perguntas, instigar o público feminino às boas práticas em saúde da mulher.
 
 

Chás: substitutos naturais

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

O consumo de chás é uma ótima alternativa para quem deseja tratar algumas doenças, distúrbios ou pequenos incômodos, sem recorrer aos medicamentos sintéticos. Disponíveis em diferentes formas e sabores, a bebida tem em sua composição propriedades que podem prevenir, auxiliar ou mesmo curar enfermidades. De acordo com o médico e speaker Lucas Penchel, da empresa mineira Soulchá, os chás de plantas medicinais são eficazes, mais acessíveis economicamente e provocam poucos efeitos colaterais, tendo por comparação os remédios alopáticos.

“Muitas dessas plantas já fazem parte do princípio ativo de muitos medicamentos industrializados. Os benefícios dependerão do chá escolhido. Alguns têm ações digestivas, diuréticas, calmantes, termogênicas, anti-inflamatórias, antioxidantes, anticancerígenas, entre outras. Outros podem contribuir no tratamento da insônia, ansiedade, compulsão alimentar, controle da tensão pré-menstrual e de condições crônicas, como doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e  câncer”, destaca.

Segundo o médico, o desempenho de um chá varia de acordo com a quantidade consumida, a biodisponibilidade de cada substância e também dos hábitos diários das pessoas. Lucas Penchel esclarece, ainda, que os chás podem ser consumidos quentes, mornos ou frios, e recomenda que a adição de açúcar ou adoçante seja evitada.


Leite condensado x saúde da pele

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

Alvo dos noticiários nos últimos dias, o leite condensado pode ser um grande vilão para o organismo. Se as notícias recentes apenas tratam da questão política do produto, por outro é importante deixar as brincadeiras e os comentários jocosos de lado e prestar atenção no quanto o consumo exagerado desse produto pode trazer danos ao corpo. Não, o perigo não é em relação ao estômago, e sim à pele, como explica a dermatologista Hellisse Bastos.

“Além de levar ao pico da insulina no organismo, o leite condensado faz uma degradação do colágeno em um meio chamado glicação. Isso pode afetar principalmente aquelas pessoas que têm um baixo índice glicêmico”, conta. Um grande problema para a pele da pessoa é que, além de acelerar o processo de envelhecimento, devido à degradação do colágeno, o leite condensado estimula as glândulas sebáceas a produzir mais sebo.

O resultado disso é uma pele mais oleosa e com mais acne. Para reverter o quadro, é importante melhorar a alimentação e estimular a produção de colágeno. Outra dica é usar a aplicação de bioestimuladores de colágeno em áreas específicas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade