Publicidade

Estado de Minas conta-gotas

Suor excessivo


08/11/2020 04:00

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)



O suor é um fluido excretado pelo corpo, que tem um papel importante na manutenção da temperatura corporal. Porém, algumas pessoas podem desenvolver um distúrbio que leva a uma produção excessiva de suor, chamado de hiperidrose, classificada como primária focal, aparecendo na infância ou adolescência, normalmente nas axilas, mãos, pés, cabeça e rosto; ou secundária generalizada, que pode aparecer na fase adulta, por conta de uma condição médica ou por efeito colateral de medicações. De acordo com a dermatologista Lilian Odo, em ambos os casos, o diagnóstico deve ser realizado por um especialista, que poderá conduzir a melhor forma de tratamento. Além das alternativas profissionais – medicamentos e tratamento cirúrgico –, existem recomendações comportamentais que podem melhorar a qualidade de vida dos pacientes, como evitar calor excessivo, buscar um profissional que auxilie o controle emocional, evitar alimentos picantes e consumo de álcool. Deve-se também evitar roupas apertadas, tecidos sintéticos, calçados fechados; aumentar as trocas frequentes de meias e sapatos, usar palmilhas absorventes, talco para os pés e meias de algodão.
 
 
 
 

Biocor Instituto recebe Prêmio Excelência da Saúde 2020

Erika Vrandecic, diretora do Biocor Instituto (foto: Biocor Instituto/divulgação )
Erika Vrandecic, diretora do Biocor Instituto (foto: Biocor Instituto/divulgação )

  O Biocor Instituto é reconhecido como Excelência da Década através do Prêmio Excelência da Saúde 2020. A cerimônia de premiação, em sua 8ª edição, foi realizada on-line em 22 de outubro, devido ao contexto da pandemia por conta do novo coronavírus. O evento contou com a participação de representantes das instituições brasileiras que tiveram mais destaque na última década. Nesta edição, o reconhecimento não foi dividido em categorias. O Grupo Mídia, responsável pela premiação, levou em conta pesquisa de mercado e ações ao longo dos últimos 10 anos, entre elas investimentos em infraestrutura, qualificação do atendimento ao paciente, conquistas de acreditações, prêmios, responsabilidade socioambiental, inovação e tecnologia, transparência e compliance, ensino e pesquisa.



Laser X dependência dos óculos

(foto: pixabay )
(foto: pixabay )

O “novo normal” da pandemia enxugou os custos com viagens, cursos, congressos e abriu espaço para investir no bem-estar. Quarentões que desde a primeira infância usam óculos para corrigir miopia, dificuldade de enxergar a distância, agora podem corrigir simultaneamente miopia e presbiopia, a famosa vista cansada, que dificulta enxergar de perto depois dos 40 anos. De acordo com o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, a técnica cirúrgica conhecida como monovisão é bastante antiga. O que mudou é a precisão do laser. Em vez de moldar a córnea com fachos de luz, ela faz a correção ponto a ponto. Por isso, o resultado é muito mais preciso. O especialista afirma que a monovisão não é exclusiva para míopes. Se você tem hipermetropia, dificuldade de enxergar de perto ou astigmatismo, que distorce a visão para perto e longe, também pode acabar com a dependência dos óculos de leitura. Queiroz Neto ressalta que a técnica da monovisão é indicada até 10 graus de miopia, seis de astigmatismo e de hipermetropia. Durante a gestação, a cirurgia é contraindicada. Outras contraindicações são olho seco, doença na córnea, retina ou glaucoma, córnea fina, doenças autoimunes ou que dificultem a cicatrização.


Shot para aumentar a imunidade


O Projeto PróViver, da Una Linha Verde, envolvendo alunos e professores dos cursos de nutrição, educação física, fisioterapia e biomedicina, ensina a fazer o shot da imunidade, que contém propriedades cientificamente comprovadas na potencialização da boa saúde, com ingredientes poderosos como o limão (vitamina C), própolis (antimicrobiano), gengibre (anti-inflamatório) e cúrcuma (antioxidante). 

Confira a receita:

Ingredientes
1 limão
10 gotas de própolis
1 colher de chá de gengibre ralado
1 colher de chá de açafrão
1 colher de chá de mel

Modo de preparo
Em um copo pequeno, misture todos os 
ingredientes com uma colher e beba em 
seguida, preferencialmente pela manhã.
 
 

Preenchedores faciais


À medida que os anos passam, vários fatores podem contribuir para o envelhecimento do rosto, incluindo a genética, alterações dos tecidos moles e da estrutura óssea, expressões faciais repetitivas e fatores ambientais. Com isso, muitas pessoas começam a perder a definição ao redor do queixo, pescoço e mandíbula, geralmente mudando o formato do rosto. De acordo com uma pesquisa global realizada pela Allergan Aesthetics, 42% das pessoas que fazem preenchimento facial desejam alterar o formato do terço inferior do rosto. Em outras pesquisas, as mulheres relatam que o formato oval, simétrico e com boa proporção é o ideal para o terço inferior, proporcionando uma mandíbula mais definida, com uma separação clara entre a área do pescoço e do queixo. Além disso, pesquisas realizadas com consumidores mostram que 60% das pessoas se preocupam com a aparência do rosto e, de acordo com muitos especialistas, a aparência do terço inferior pode desempenhar um papel importante em como nossa face é percebida, ou seja, se somos vistos como mais ou menos atraentes em nossa atratividade facial.




5 alimentos para fortalecer os ossos


Quando se trata de fortalecimento dos ossos, os itens derivados do leite são os primeiros a vir à mente. Porém, existem outros alimentos que são ótimas fontes de cálcio e nutrientes, auxiliando na prevenção de doenças como a osteoporose. Para auxiliar quem busca uma alimentação saudável visando ao fortalecimento dos ossos, a nutricionista da Superbom, Jessica Santos, selecionou cinco alimentos que não podem ficar de fora dessa dieta. Confira:

lSoja: alimentos à base de soja atuam no enrijecimento da ossatura

l Tomate: é rico em minerais como ferro, magnésio, fósforo e potássio, componentes ligados à formação dos ossos. Além de ter vitamina A, que age na prevenção do câncer

lVegetais verdes: a ingestão de grandes quantidades de vegetais verdes, como brócolis, couve-flor e espinafre, ajuda a aumentar a densidade óssea, devido ao fato de esses alimentos serem ricos em cálcio e vitamina D

l Amêndoas: essa semente oleaginosa é uma ótima fonte de cálcio e magnésio

l Óleos de semente: óleo das sementes de canola, linhaça e gergelim são ricos em ômega-3, que agem no aumento da absorção 
de cálcio pelo organismo


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade