Publicidade

Estado de Minas Conta-gotas

Dicas para deixar a salada mais atraente e saborosa


01/11/2020 04:00 - atualizado 30/10/2020 09:59

(foto: Pixabay )
(foto: Pixabay )

A salada faz parte do dia a dia de muitas pessoas que se preocupam com a saúde e gostam de enriquecer o cardápio. Pensando em dar um toque mais criativo às refeições diárias, o Comitê Umami separou dicas que vão deixar qualquer salada de dar água na boca. Confira:

1 – Troque o básico pelo mais gostoso
É possível combinar as folhas tradicionais com queijos, castanhas, frutas e legumes, por exemplo. Experimente acrescentar queijo parmesão e tomate-cereja à preparação.

2 – Varie nos molhos
Uma dica é usar o caldo do limão e pêssego grelhado com cebolinha e creme de leite. Outra alternativa é a mistura do molho shoyo com azeite de oliva, suco de limão e gengibre ralado.

3 – Prefira preparações coloridas
Invista em folhas, como alface, acelga, endívia, rúcula, agrião e couve, e em legumes e tubérculos cortados em fatias, como cenoura, beterraba, batata-doce e mandioquinha.

4 – Invista também na saúde
É possível criar pratos totalmente novos com ingredientes pouco comuns que, além de proteger o organismo, agregam muito sabor, como o cogumelo e o milho.

5 – Escolha proteínas
Experimente acrescentar peito de frango desfiado, atum, salmão, sardinha ou até cortes magros de carne vermelha para dar um toque especial ao prato.


Dente de siso: todo mundo precisa tirá-lo?


Os dentes de siso são os últimos dentes a aparecer e a sua extração é uma cirurgia que causa muito receio às pessoas, gerando questionamentos se a remoção é necessária. “Cerca de 60% a 70% da população é indicada para fazer essa extração. Por isso, é importante sempre fazer uma radiografia para verificar se eles realmente estão presentes, pois podem estar dentro do osso e, às vezes, o paciente nem sabe da sua existência”, comenta o cirurgião bucomaxilofacial Fábio Ricardo Loureiro Sato. Os dentes podem estar associados ao aparecimento de cistos e tumores nos maxilares. Por isso, em muitos casos, a extração é recomendada. “Entretanto, caso o dente consiga erupcionar totalmente e o paciente consiga manter uma boa higienização, a sua extração não é obrigatória”, explica.

Ciência da felicidade


O 7º Encontro Internacional pela Felicidade & Bem-estar será realizado entre 23 e 27 de novembro, por meio das plataformas on-line, devido à pandemia. O evento propõe a discussão de temas fomentando a criação de uma plataforma de conhecimento inspirada na ciência da felicidade e ancorada nas pesquisas mais recentes vivenciadas no Brasil e no mundo. Vários especialistas vão se reunir, discutir casos de sucesso unindo teorias e vivências de forma útil, inovadora e aplicável, visando ao entendimento dos aspectos estruturantes da felicidade. O evento vai se     constituir de três eixos temáticos: pessoas resilientes, organizações humanizadas e cidades felizes. Cada eixo terá palestras, painéis e casos. Inscrições pelo link: https://app.virtualieventos.com.br/7encontrofelicidade/inscricao. O valor varia entre R$ 59 e R$ 142. Até 10 de novembro, as inscrições estão com va- lores de primeiro lote.
 

5 maneiras de evitar o esperdício de alimentos


(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
 
De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, cerca de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos são perdidos ou vão para o lixo. Portanto, reduzir o desperdício de alimentos é uma ação adicional e simples que pode ter um grande efeito. Existem várias maneiras de reduzir  o desperdício de alimentos e viver de forma mais sustentável.

Confira cinco delas:

» Planeje com antecedência
» Considere cozinhar com ingredientes mais sustentáveis
» Porcione adequadamente o alimento em seu prato
» Reaproveite os alimentos que estão prestes a estragar
» Doe o excedente para quem precisa
 

Ecocardiografia e imagem cardiovascular


(foto: reprodução)
(foto: reprodução)
 
A obra conta com 70 capítulos divididos em nove partes. Ao longo da leitura, é possível se inteirar de temas complexos relacionados à cardiologia de forma clara, contribuindo para a formação e atualização de profissionais, graduandos, residentes e pós-graduandos que optaram em cuidar do coração.
Ecocardiografia e imagem 
cardiovascular

Autores: José Luiz Barros Pena, cardiologista, ecocardiografista e coordenador da residência e especialização em ecocardiografia do Hospital Felício Rocho, e Marcelo Luiz Campos Vieira, ecocardiografista do Instituto do Coração e do Hospital Israelita Albert Einstein.
Editora: Thieme Revinter
Preço: R$ 1 mil

Dores nas pernas: quando 
buscar um especialista?

 
(foto: Letra Comunicação e Marketing/Divulgação)
(foto: Letra Comunicação e Marketing/Divulgação)
 

Uma simples caminhada pode ser um sufoco para algumas pessoas. A dor nas pernas, sensação de cansaço, inchaço, entre outros sintomas, fazem com que coisas simples se tornem um pesadelo na vida de muita gente. Nem sempre uma doença pode estar relacionada e, em determinadas situações, essas características são consequências de transtornos desenvolvidos em outros locais. Guilherme Jonas, angiologista e cirurgião vascular, comenta que as causas são variadas. Portanto, o primeiro passo é procurar um especialista. “Sentir um desconforto após um longo dia em pé, por exemplo, é normal. Porém, este é um caso isolado. O paciente deve ter em mente que nenhuma dor constante é normal. Ela pode ser consequência de hábitos recentes, velhos ou, até mesmo, sintomas de outra doença. Por isso, procurar um profissional é sempre o mais recomendado.”



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade