Publicidade

Estado de Minas conta-gotas

Máscaras x exercícios


23/08/2020 04:00


 (foto: AYO Fitness Club/Divulgação )
(foto: AYO Fitness Club/Divulgação )



Com a retomada gradativa da prática de atividades físicas fora de casa, os cuidados com a higienização dos materiais devem ser redobrados neste momento, e o uso das máscaras é imprescindível. O profissional de educação física e gerente operacional da AYO Fitness Club, Júlio César, diz que é comum ouvir pessoas apontando desconforto com a utilização das máscaras durante a prática de exercícios – com dúvidas em relação à inalação de dióxido de carbono. No entanto, segundo ele, pesquisas apontam que o uso de máscaras em diversas intensidades em exercício aeróbico não ocasiona malefícios aos voluntários, mas alguns cuidados podem reduzir o desconforto. “Uma sugestão para a melhora no conforto para utilização de máscaras é fazer a respiração mais profunda durante a prática de exercícios. Outra sugestão é optar por máscaras que utilizam tecido que umidifica menos, como tecido hidrofóbico”, destaca. Ainda, segundo o especialista, é importante evitar máscaras completamente feitas de algodão, pois essas esquentam e propiciam uma ventilação reduzida.





Benefícios da cenoura

 

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
 
Com sabor doce, suculenta e textura crocante, a cenoura é um vegetal de raiz rico em carotenoides, flavonoides, vitaminas e minerais, todos com inúmeros benefícios para a saúde. O perfil nutricional da cenoura inclui vitamina A, biotina, vitamina K1, potássio e vitamina B6. Por isso, segundo a nutricionista Adriana Stavro, a cenoura pode ser benéfica para o organismo humano em pelos menos 13 aspectos, sendo eles: saúde ocular, prevenção de câncer, manutenção da saúde dos cabelos, perda de peso, regulação da pressão sanguínea, saúde bucal, prevenção de problemas digestivos, controle de diabetes, saúde do coração, hidratação e nutrição da pele, aumento da imunidade, saúde óssea e efeito antioxidante.



Intolerância à lactose

 

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

 

A lactose é normalmente conhecida como um carboidrato presente nos leites e derivados e que apresenta um mecanismo de intolerância semelhante ao glúten. Em indivíduos saudáveis, após a chegada da lactose no intestino, ela sofre a ação da enzima lactase, quebrando essa molécula em duas: glicose e galactose, para assim, ser absorvida e desempenhar seu papel no organismo. Em indivíduos que apresentam a intolerância à lactose, ocorre uma baixa produção da enzima lactase, ou até mesmo a sua ausência. Em casos como esses, a molécula de lactose permanece intacta no nosso intestino, causando a drenagem ou absorção de água. Os principais sintomas são flatulência, distensão e dor abdominal, contribuindo para episódios de diarreia, náuseas e vômitos.

» Tipos de intolerância: 
lDeficiência congênita: o diagnóstico ocorre muito cedo; acomete geralmente crianças
lDeficiência primária: diminuição gradativa da produção de lactase ao longo da vida; acomete principalmente adultos
lDeficiência secundária: geralmente, há um histórico de outra situação que levou à intolerância.

» COMO DIAGNOSTICAR?
Pode-se diagnosticá-la por meio de testes de intolerância à lactose (com a ingestão de doses de lactose, observando as reações que causam no indivíduo), teste de hidrogênio da respiração e teste de acidez nas fezes.

» Tratamento
Para a nutricionista chefe do My Nutri, Aryane Emerick, o ideal é ficar sempre atento ao rótulo de cada alimento, verificando a presença de lactose, e pesquisar o que é mais recomendado ou não durante a alimentação.

 

 

 


Queda de cabelo: quando procurar tratamento médico

As causas para a queda de cabelo podem ser externas e internas. Em ambos os casos, investigar adequadamente é o que garante direcionamento para tratamentos eficazes. O que o médico e tricologista Ademir Junior ressalta é que seja levado em consideração a individualidade do paciente na avaliação do problema. Segundo ele, se houver um equilíbrio entre a perda e a reposição naturais dos fios, dentro de uma quantidade aceitável, essa queda é considerada normal. Ademir Junior salienta que um diagnóstico correto da causa é fundamental para contextualizar o tratamento junto ao paciente, e que isso faz parte da competência médica. Por isso, alerta para que um especialista seja procurado em casos de queda excessiva.

 
 
 

Pele bem cuidada no inverno


Ainda falta pouco mais de um mês para o término do inverno. Até lá, é importante não descuidar da pele. A baixa umidade do ar, o vento frio e o clima seco acabam agredindo a pele e deixando-a mais ressecada. Para evitar tudo isso, a linha de hidratantes 
Nivea separou algumas dicas que são fundamentais:

»  Beba bastante água: é importante tomar, pelo menos, dois litros por dia

»  Evite banhos muito quentes: esse hábito remove os lipídeos da superfície da pele e enfraquece sua barreira protetora

»  Adote o uso de um hidratante diariamente: se possível, utilize no pós-banho, pois o vapor ajuda o creme a penetrar melhor na pele.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade