Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MARKETING

As empresas precisam definir uma visão. E a visão deve ser inspiradora

Somente competência técnica, recursos financeiros ou ações de marketing não garantem o sucesso das empresas. Elas precisam desenvolver uma visão, que as coloque no futuro desde já


postado em 07/06/2020 06:00 / atualizado em 07/06/2020 08:22

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

O sucesso empresarial exige muito mais do que reunir bens, pessoas e escolher um ou mais mercados. A empresa precisa ter alma. Uma organização, mesmo investindo no processo de comunicação, implementando técnicas modernas de comercialização, lançando ou vendendo produtos e serviços inovadores, ou mesmo fazendo grandes esforços de vendas, pode, mesmo assim, estar atuando sem a presença de um grande diferencial no mundo dos negócios que é a capacidade de enxergar mais longe e desenhar o seu próprio futuro. Isto se chama visão.

Visão é um estado futuro para o negócio, onde se deseja chegar, o que se quer alcançar em longo prazo, é a definição dos caminhos a serem seguidos e quais os horizontes devem ser desejados pela direção, gestores e funcionários. Estou falando de ações e aspirações para o futuro.

Toda organização precisa de algo que a faça brilhar na mente dos clientes e se tornar diferente em relação aos seus concorrentes, garantindo-lhe vida longa. A empresa deve estar provida de personalidade, e isso deve ser transmitido aos seus clientes e ao público em geral. É questão sine qua non que sejam definidos objetivos de caráter maior, com muita energia organizacional, e um ambiente inspirador.

Falamos aqui não sobre objetivos e metas, que é uma parte importante do planejamento estratégico, mas, sim, de alguma coisa maior, que tenha o poder de transformar o clima da empresa, e que mexa diretamente com os sentimentos das pessoas que dela fazem parte, as quais, dentro desse processo, passam a enxerga-la como uma coisa muito maior do que apenas o lugar onde se ganha o “pão.”

Os colaboradores e líderes precisam ir além e ajudar a empresa a conquistar grandes realizações. Numa organização provida de visão as pessoas tendem a ser mais motivadas, inspiradas e, como consequência disso, mais confiantes e criativas, gerando naturalmente melhores resultados para si é para a organização.

Muitos empresários já sabem que é necessário muito mais do que ganhar uma fatia de mercado, ou lançar um novo produto mais competitivo. Isso passa a ser questão básica nesse mercado tão concorrido, onde a tecnologia está cada vez mais acessível. Eles descobriram que é preciso desenhar um caminho, criar um jeito diferente de trilha-lo, e mais do que isso, definir um sonho a ser conquistado.

Isto vale para as micro, pequenas, médias e grandes empresas, pois, aspirar por algo maior do que já se conquistou, faz parte da natureza humana, podendo ser um passo importante para ascender os ânimos de todos da organização.

Criar e manter uma visão empresarial inspiradora exige que se façam constantemente algumas perguntas importantes, e se reveja o que a empresa representa no mercado para os seus clientes, para os stakeholders e a comunidade como um todo.

Quando se trata de visão empresarial é necessário saber que parcela do mercado se pretende dominar, onde se quer chegar, quais são as suas crenças e desejos mais marcantes, quais delas continuarão sendo cultivadas, quais estão passando por transformações e quais os recursos materiais e capacidades humanas são necessários para que as coisas realmente possam acontecer.

É muito importante que a visão prevalecente numa empresa seja inspiradora e desafiadora, ao ponto de levar a todos a darem o máximo de si, por acreditarem no trabalho desenvolvido, sentindo sempre presente um espírito de futuro e de conquista.

É preciso sempre lembrar que a visão precisa ser realista e inspiradora, e deve se ajustar à capacidade e potencialidades da empresa, devendo ser cristalina, nunca se permitindo que seja transformada numa miragem, numa quimera organizacional, mas, algo palpável e plausível.

Tudo muda o tempo todo, as estratégias se alteram, os concorrentes agem de forma diferente, o mercado tem novas exigências, mas, independentemente disso, a visão precisa ser ampla, abrangente e superior às muitas intempéries do mercado. A mudança de visão pode ocorrer quando for de interesse da organização, em função de suas novas percepções dos cenários de longo prazo e quando quiser partir para a busca de novos horizontes.

Uma empresa sem um espectro adequado pode ficar à deriva, mudando ao sabor dos ventos. Fica frágil sob o ponto de vista estrutural e estratégico, gerando como consequência uma imagem indefinida, o que logo se sente nos resultados operacionais.

O momento está a exigir esta reflexão. Ela é fundamental particularmente neste cenário de incertezas. A hora de mudar os olhares e até os destinos da organização pode ser agora. Porque esperar? Vale a pena reunir a sua diretoria para uma análise da visão. Comece os trabalhos com a seguinte pergunta: A nossa visão é inspiradora?

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade