Publicidade

Estado de Minas MARKETING

Como serão as inovações, as mudanças e ações de marketing das empresas?

Os clientes são a maior referência e o motivo mais importante para que as empresas inovem os seus produtos e aperfeiçoem o seu relacionamento


postado em 31/05/2020 06:00 / atualizado em 31/05/2020 08:36

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)

Estamos num mundo em que o desenvolvimento acelerado de novas tecnologias está revolucionando todos os segmentos de negócios. A análise preditiva, a aprendizagem das maquinas, os veículos autônomos, a internet das coisas, bem como os drones, e a impressão 3D, dentre outras evoluções, estão começando a fazer diferença e a marcar o seu lugar num futuro muito próximo. 

É marcante as mudanças que ocorrem paralelamente no mundo do marketing. Os consumidores assumem novos comportamentos e são eles que efetivamente mostram para onde deve se direcionar a tecnologia, as inovações e os investimentos das empresas. 

Há distintas inovações nos processos de compras tais como o omnichannel, que é uma abordagem multicanal que providencia aos clientes uma costumer experience integrada, ou seja, eles se movimentam facilmente entre os diversos canais de compras, que se tornam cada vez mais integrados e de fácil acesso pelos diversos perfis de clientes.  A omnicanalidade é uma tendência global e uma resultante das exigências cada vez mais complexas dos consumidores.    

Aumenta a todo momento o grau de exigência das pessoas em relação àquilo que compram. Seja do produto mais simples, ao mais complexo ou sofisticado, os clientes desejam rapidez na entrega, querem ser surpreendidos positivamente, esperam serviços de pós-vendas de alto padrão que cheguem no nível da customização, quase afetuosidade, e muito estão dispostos a pagar por isto.
 
O futuro será efetivamente definido pelas necessidades e desejos dos mercados, e as empresas não podem se esquecer disso. Elas precisam se preparar, desenvolvendo uma gestão flexível, moderna, orientada pelo mercado e pelas demandas novas que vão surgindo, cada vez em menor tempo e maior aperfeiçoamento. 

Tudo o que as organizações são e o que elas virão a ser é deliberado pelo mercado consumidor. Alta tecnologia, inovações e investimentos somente terão qualquer sentido se forem desenvolvidos com base nos comportamentos, expectativas e exigências dos clientes. Elas devem de alguma forma se adiantarem às novas demandas, num trabalho que precisa ser desenvolvido a partir de um processo de planejamento bem elaborado, que envolva todas as áreas de atuação, num um processo integrado.  
 
O sucesso está em ganhar mercado e não somente vender um produto ou serviço. Isso significa desenvolver relações com os clientes e fazer mais do que apenas vender coisas e receber dinheiro. A verdadeira tarefa do marketing será sempre servir às necessidades dos clientes e comunicar o que a empresa pode fazer para atendê-los de maneira mais simples e eficaz. É preciso priorizar o oferecimento de inovações, associadas a serviços, e a partir daí, atingir um nível de customização efetivo.

As empresas precisarão lembrar que os clientes possuem perfis diferenciados de comportamento. Às vezes eles se comportam como parte de um grupo específico, tendo preferências e atitudes comuns a um determinado grupo, em outros momentos agem independentemente do grupo que pertencem e adotam atitudes totalmente diferentes do esperado, e sempre procuram por empresas que possam satisfazer os seus desejos.

Sabe-se que os compradores têm padrões de consumo, mas, pela sua própria natureza, mudam esses padrões. O futuro está em reconhecer a necessidade da mudança, conviver de forma ativa com ela, adiantar-se a ela, e reconhecer que mercados diferentes possuem níveis de energia de consumo distintos e estágios de desenvolvimento em fases diferentes, devendo, então, dar atenção direcionada a cada um deles. 

O amanhã está na capacidade de convivência com a mudança. Na competência de reconhecer que um produto tende naturalmente a surgir, ser absorvido, dissipar e depois sair do mercado. Isso exige que as empresas parem de lutar contra as forças da mudança e passem a usá-las de forma favorável, enxergando-as, inclusive, como fonte de inspiração. 

As novas exigências dos consumidores precisam ser vistas como um convite, uma oportunidade. Devem servir como uma referência e inspiração para todos da organização. Para a direção devem ser entendidas como possibilidades de investimentos e melhores fontes para negócios de grande retorno. 

Aos profissionais do marketing especificamente, as novas exigências devem servir sempre de referência para gerarem mudanças na definição e atualização dos produtos, modernização na comunicação, definição de novas estratégias de merchandising, e, além disso, usadas para criar táticas diferenciadas de atendimento e de relacionamento pós-venda.  

O futuro é definido pelos clientes. Eles querem conforto e conveniência em suas vidas. Cabe às empresas saberem lidar com as mudanças e inovações, aproveitá-las estratégica e taticamente, repassando tudo para o seu público-alvo. O bom é começar já, afinal é como diz Mark Strand: "O futuro sempre está começando agora”. 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade