Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Bolsonaro apoia manifestação e provoca histeria coletiva

Jair Bolsonaro não possui apoio no Congresso. Sequer possui partido, já que implodiu o próprio. Natural, portanto, que busque apoio entre seus eleitores


postado em 28/02/2020 06:00

(foto: Sérgio Lima/AFP )
(foto: Sérgio Lima/AFP )
Como não sou binário e minhas sinapses vão além de dois neurônios, consigo enxergar as conquistas do governo Bolsonaro sem, contudo, me abster de criticar as besteiras que diz o presidente e alguns de seus ministros mais próximos. Porém, desta vez, o Bozo (agora pode, hein!) ‘tá de boas’.
A mais recente treta, que gerou a histeria coletiva desta quarta-feira de coronavírus (quarta-feira de cinzas é coisa do passado), foi o compartilhamento, por WhatsApp, que Bozonaro fez de um vídeo em apoio às manifestações programadas para o próximo dia 15 de março. Em tempo: Bozonaro não é mais ofensa. Palavra do Bozo!

Boa parte da imprensa e do mundo político enxergou, ali, um incentivo à ruptura democrática, já que a manifestação será de apoio ao governo e contra o Congresso. E, como em meio aos manifestantes sempre aparecem aqueles doidos pedindo o fechamento da Casa e do STF, além da já tradicional ‘intervenção militar constitucional’, seja lá o que isso signifique, o furdunço foi criado.

Não acho adequado a um presidente da República esse tipo de atitude, claro, mas não dá para negar que há um exagero enorme por parte dos críticos, sobretudo dos oportunistas de plantão. Bolsonaro fala e age sem freios. É da sua natureza. Prova é que até vídeo de apoio do palhaço Bozo ele compartilha em suas redes sociais. E se foi Bozo que o povo escolheu, que seja Bozo o que o povo receba, ué.

O fato é que, até hoje, não se viu mísera tentativa, por parte do presidente ou seu entorno, de qualquer ruptura democrática. Boa parte dos críticos, ao contrário, sobretudo a oposição, tentaram, inúmeras vezes, emplacar leis que, aí, sim, atentavam contra a democracia. De igual sorte, não deixa de ser curioso assistir a petistas, que apoiam Nicolás Maduro, falarem em ‘venezuelização’ do Brasil.

Com o coronavírus batendo à nossa porta, é muito triste perceber que há mais espaço na imprensa para as declarações de um criminoso condenado pela Justiça (leia-se Luiz Inácio), sobre as besteiras que fala o presidente, do que informações úteis à população sobre um evento tão sério e real, e não mera fofoca de comadres à beira do fogão. 

Sim. Dizer que Jair Bolsonaro incentiva o fechamento do Congresso e do Supremo é fofoca de beira de fogão. E se for machismo de minha parte me referir às comadres, pode trocar por compadres, que dará na mesma. Até porque, adoro cozinhar. E fofocar.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade