Publicidade

Estado de Minas PAGO QUANDO PUDER

Conta de água está alta? 10 formas diferentes de reduzir o valor

Na última segunda-feira foi celebrado o Dia Mundial da Água. Preservar o recurso ajuda o meio ambiente e o seu bolso. Veja mais


25/03/2021 08:16 - atualizado 25/03/2021 08:30

(foto: Pixabay)
(foto: Pixabay)
Parece que sobra mês no seu salário e pagar as contas do dia a dia parece cada vez mais desafiador para você? Bom… Uma coisa podemos dizer: você não está sozinho (a) nessa. Uma pesquisa feita pela Mastercard apontou que 33% dos brasileiros tiveram sua renda reduzida durante o período da pandemia.


É fato que poucos de nós conseguiriam viver bem, sem ter acesso a água potável e de qualidade. Por isso, sabendo da importância de reduzir os gastos de recursos hídricos para a sustentabilidade, e lembrando do fato de que manter a conta de água em dia é necessário para que tenhamos o básico para viver, confira algumas dicas para conseguir economizar no valor que chega mensalmente na conta:

1. Confira regularmente a existência de vazamentos

Se há algo que faz com que seu dinheiro vá “por água abaixo”, é a existência de vazamentos. Pode acontecer que eles sejam bem nítidos e, ao verificar o hidrômetro, ou o valor exorbitante da sua conta, ou mesmo as manchas de mofo em algum lugar da casa, você perceberá.

Só que, infelizmente, essa não é a realidade de todos os casos. Muitas vezes o vazamento pode estar escondido em um canto da casa que você não frequenta muito, ou atrás de um móvel que você não movimenta, ou na torneira que fica vazando água e você jura que vai consertar no próximo fim de semana, e o melhor dia para fazer o conserto nunca chega.

O que acontece nesses cenários é que o gasto pelo desperdício e prejuízos, ao longo do tempo, acaba sendo tão alto quanto na situação em que um vazamento grande é identificado rapidamente.

Por isso, é importante atentar-se aos encanamentos; aos aspectos das paredes, chão e teto; aos vazamentos constantes de chuveiro, torneiras, descargas, entre outros itens.

2. Coloque arejadores e redutores de vazão

Existem dois dispositivos simples, mas pouco conhecidos, que podem reduzir significativamente os gastos de água em torneiras, chuveiros e descargas.

Os redutores de vazão são dispositivos que funcionam com base na compensação na pressão da água que chega nesses lugares e, por isso, impede que um fluxo de água maior que o necessário passe por esses equipamentos.

Já os arejadores são acessórios que podem ser instalados em chuveiros e torneiras. O princípio de funcionamento é simples: promovem uma mistura maior entre o ar e a água e, por isso, aumentam a distribuição de água no espaço, molhando toda a área do objeto ou do seu corpo mais rapidamente.

3. Lave mais quantidade de roupa de uma vez

A máquina de lavar roupas é, com certeza, uma das principais fontes de gasto de água. O cenário fica ainda mais complicado quando, na residência, há o hábito de lavar roupas mais de uma vez por semana.

A mudança de hábitos é muito importante para conseguir economizar. Quando se lava roupas sem usar a capacidade total da máquina, além de gastar muita energia elétrica, gasta-se mais água quando comparado com o uso de uma máquina cheia, uma vez que é mais difícil ter noção da quantidade de água gasta em cada ciclo menor.

E ah: algumas máquinas mais recentes oferecem o modo econômico de lavagem. Priorize esse formato ao lavar itens que não demandam ciclos completos, como roupas de cama ou outras pouco sujas.

4. Reutilize a água da máquina de lavar

A água com sabão que sai da máquina pode servir para diversas finalidades que não demandam uso de água potável, como: lavar varandas, calçadas, veículos, banheiros, janelas, etc.

Esse reaproveitamento é valioso, uma vez que permite o auxílio na limpeza de itens que, em outro contexto, acabariam demandando o uso de água totalmente limpa desnecessariamente. Sem contar que, ao já sair com um pouco de sabão, também economiza o uso de sabão em pó e outros materiais de limpeza.

É importante saber que a água que sai da máquina de lavar não deve ser armazenada por muito tempo, ok?Utilize-a assim que possível. Uma estratégia interessante é conciliar tudo no “dia da faxina”, para que você lave as roupas no dia em que precisará da água.

5. Dê preferência e use corretamente a descarga de duplo acionamento

Já conhecida de muita gente, a descarga de duplo acionamento é uma das mais econômicas do mercado, e seu custo de implantação não é tão alto. Existe o modelo para instalação direta na parede e também para caixas acopladas: vai da preferência do freguês. Ambas são eficientes.

É importante priorizar a instalação desse formato de descarga pois, mesmo no curto prazo, ele já proporciona economias significativas.

Mas não basta só colocar no banheiro de casa: é importante ensinar a todos a pressionarem o botão correto e pelo menor tempo necessário.

6. Limpe a seco antes de usar água

Essa dica vale tanto para a limpeza da varanda quanto das vasilhas na pia. Retire o máximo de impurezas antes de usar água, para evitar o impulso de usar o jato de água como vassoura ou como bucha para retirar o resto de comida da louça.

7. Implemente a captação e reutilização de água da chuva

Essa é uma dica de ouro: atualmente é possível encontrar na internet diversas formas para fazer sistemas de captação de água da chuva de forma bastante eficiente e, ao mesmo tempo, barata.

A água da chuva captada pode ser usada para para limpeza ou para regar as plantas de casa, e pode ser armazenada por mais tempo.

É importante certificar-se de que o reservatório está completamente vedado para que ele não se torne um criadouro para o mosquito da dengue, combinado?

8. Crie um sistema de recompensas em casa

Você já deve ter ouvido falar que o chuveiro é o vilão dos gastos de água e energia elétrica, certo? Pois é. De fato, o equipamento é um dos maiores responsáveis pelo valor que chega na sua conta todo mês.

Só que a gente sabe: é difícil fazer todo mundo colaborar. Mas não é impossível! Que tal implementar um sistema de recompensas, como um jogo, para que as pessoas topem entrar na jornada da economia de água com você?

Crie pontuações para cada ação positiva como, por exemplo, coletar a água fria que sai do chuveiro até ele esquentar; tomar banho de até 5 minutos; desligar o chuveiro para se ensaboar; lavar os cabelos no tanque; etc.

As premiações podem ser feitas mensalmente, até para associá-las às reduções no valor da conta. Algumas ideias são: fazer uma refeição especial escolhida pelo ganhador, combinar a entrega de algum presente, ou qualquer outra coisa que faça sentido para os moradores da casa.

9. Coloque uma bacia na pia ao lavar verduras e legumes

A água que vai pelo ralo ao lavarmos verduras, frutas e legumes é, praticamente, limpa. Sendo assim, deixá-la ir para a estação de tratamento de esgoto, sem reaproveitamento, é sim uma forma de desperdício.

Que tal colocar uma bacia ou uma panela funda para coletar a água durante a lavagem? Você pode reaproveitá-la para regar as plantas, para limpeza, para amolecer sujeiras mais resistentes em algumas vasilhas, entre outras alternativas!

10. Usar um copo para escovar os dentes

Você também fica um pouco angustiado (a) ao ver aquele monte de água sair da torneira do banheiro ao escovar os dentes? Uma alternativa extremamente simples e funcional é usar um copo: tanto para molhar a escova, quanto para enxaguar a boca.

Viu quantas dessas dicas nem precisam de algum investimento inicial? E, mesmo as que precisam, o valor a ser investido não é tão alto. Dá para começar ainda essa semana!

Compartilhe essas dicas com as pessoas da sua família e combinem quais delas vão começar a colocar em prática.

Economia nunca é demais! Veja também dicas práticas para economizar na conta de luz!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade