Publicidade

Estado de Minas O FATO EM FOCO

Não tranque seu filho gay no armário: abrace-o do lado de fora

Ex comandante do Batalhão de Choque da Polícia Militar fala sobre a homossexualidade do filho e o preconceito que vem da sociedade e até de colegas de farda


12/07/2021 07:40

(foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)


Robson Queiroz tem 51 anos e é pai de Raphael Elias, de 26. Para o coronel, que trabalhou trinta anos na Polícia Militar de Minas Gerais e ocupou postos de comando à frente de vários batalhões, inclusive o Batalhão de Policiamento Especializado, como terá sido receber a informação que seu filho era homossexual?

De um lado, o militar que representava a figura do poder, da força e da masculinidade, que fazem parte do imaginário que se refere aos cargos ocupados; do outro, o filho, jovem, sonhador, com o desafio de contar ao pai sobre a sua orientação sexual. A solução veio por meio de uma carta.

Após a semana em que O Fato em Foco abordou a vida e os desafios da comunidade LGBTQIA+, o militar resolveu abrir o coração e falar sobre a realidade do pai por trás da farda.

Veja na entrevista como o coronel reagiu à declaração do filho sobre a homossexualidade , os desafios do relacionamento familiar, o preconceito e por que o rapaz escreveu uma carta para os pais.




*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade