Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas JAECI CARVALHO

Galo perde para o Flamengo, mas ainda é líder com sobras

A vantagem do Atlético ainda é gigante, com 10 pontos à frente do Flamengo, que tem dois jogos a menos


30/10/2021 21:04

Jogadores de Flamengo e Atlético disputam a bola
Uma vitória do Galo, praticamente definiria o título para o alvinegro (foto: Pedro Souza / Atlético)
O Galo foi derrotado pelo Flamengo, 1 a 0, gol de Michael, no Maracanã, e viu a distância de 13 pontos, cair para 10, sendo que o rubro-negro tem dois jogos a menos. Foi um jogo ruim, truncado, de marcação e poucas opções. Uma bola na trave do Flamengo, outra do Galo, muitas faltas e pouca qualidade dos dois melhores times do país. Os goleiros praticamente não trabalharam e foram espectadores privilegiados. Tem muito campeonato pela frente, mas o Atlético Mineiro tem uma vantagem grande.

Uma vitória do Galo, praticamente definiria o título para o alvinegro. O Flamengo precisava derrotar o time mineiro, para continuar sonhando com o tricampeonato brasileiro, consecutivo. E para complicar, Rodrigo Caio sentiu e a zaga do rubro-negro seria Gustavo Henrique e Léo Pereira, um problema a mais, pois ambos não são confiáveis.
 
O Galo estava com o que havia de melhor, completo, com Hulk e Nacho, suas principais estrelas. O jogo começou muito disputado no meio-campo. O tempo ficou quente entre Michael e Nathan. As faltas eram exageradas. Faltava melhor futebol dos dois melhores times do país. Falta para o Galo, no rebote, Keno chuta e Arão põe a escanteio. Na cobrança, Alonso cabeceia no primeiro pau, e Diego faz grande defesa. Gustavo Henrique cabeceia para fora.

Cruzamento de Isla, Bruno Henrique toca de cabeça e Michael faz um golaço. Flamengo 1 a 0. A zaga do Galo ficou olhando. Era um jogo de muita marcação e poucas oportunidades. Hulk fez bela tabela com Keno, recebeu na entrada da área e chutou forte, para fora. Belíssima jogada. Nacho bate falta. Diego Alves segura firme. Os goleiros poucos trabalhavam, pois o jogo era amarrado e feio no meio-campo. Não entendo o motivo de em decisões as equipes esquecerem o belo futebol que jogam. Hulk bateu falta com violência. A bola bateu na barreira, no rebote, Guga fuzilou com muito perigo. Quase! E assim terminou o primeiro tempo.

Esperava-se um pouco mais do segundo tempo. Para o Galo um empate ficaria de bom tamanho, pois manteria a grande vantagem. O Flamengo queria mais. Queria matar a partida e garantir os 3 importantes pontos, já que com dois jogos a menos, em caso de vitórias, diminuirá a diferença para 4 pontos. Cuca optou por Diego Costa na vaga do fraquíssimo Guga. Zaracho passou a atuar de lateral-direito. Bruno Henrique chutou sem perigo nenhum, em boa trama com Andreas. O jogo estava um pouco mais aberto.
 
O Galo quase empatou quando Arana cabeceou no travessão, ganhando de Isla pelo alto. Cuca resolveu por Mariano na vaga de Zaracho, Vargas no lugar de Keno, e Savarino no lugar de Nacho. Três mudanças de uma vez, tentando dar mais velocidade ao time. E Savarino já entrou bagunçando pela direita, cruzando para Diego Costa cabecear e Diego defender firme.

Everton Ribeiro tentou de fora da área. Everson quase aceitou. Júnior Alonso salvou o Galo em contra-ataque do Flamengo. Tirou o doce da boca de Michael. E foi Michael quem saiu para a entrada de Thiago Maia. Falta para o Galo. Savarino cruzou na área e Diego Costa cabeceou para fora. Diego Costa ganha mais uma pelo alto. Diego Alves segura firme.  Nathan entrou na vaga de Allan. E Renê no lugar de Ramon, que passou mal. Escanteio para o Galo, Savarino cabeceou e Isla salvou a escanteio, outra vez. Renato pôs Rodinei, Bruno Viana e Vitinho. Saíram Bruno Henrique, Everton Ribeiro e Gabigol.
 
O jogo ficou dramático no final, com o Galo em cima e o Flamengo segurando o resultado. Rodinei chutou na trave. E assim o jogo acabou. A vantagem do Atlético ainda é gigante, com 10 pontos à frente do Flamengo, que tem dois jogos a menos. Caso os vença, o rubro-negro ficará a 4 pontos do líder isolado da competição.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade