Publicidade

Estado de Minas RÁDIO VENDIDA PARA RUBENS MENIN

Emanuel Carneiro e Rádio Itatiaia são um coração só

"Emanuel já deixa saudades desde o anúncio da venda da Itatiaia. A Rádio nunca mais será a mesma, ainda que haja um processo de transição"


15/05/2021 12:51 - atualizado 15/05/2021 13:11

Emanuel Carneiro, o 'comandante' da Itatiaia(foto: Rádio Itatiaia/Divulgação)
Emanuel Carneiro, o 'comandante' da Itatiaia (foto: Rádio Itatiaia/Divulgação)


É inimaginável a separação Emanuel Carneiro e Rádio Itatiaia. Um é o coração do outro e não há vida se estiverem separados. Todos fomos surpreendidos com a venda da emissora, semana passada.

Quem disser que nunca ouviu a “Turma do Bate Bola”, comandada por mais de 5 décadas por Emanuel, não sabe o que é futebol em Minas Gerais. Voz pausada, firme, sempre ponderado, o atleticano Emanuel Carneiro jamais pôs a camisa de seu time sobre os fatos. Sempre os narrou com lisura, independência e isenção, como deve fazer um grande jornalista.

Confesso que não sou de ouvir rádio. Quando pequeno, no Rio de Janeiro, ouvia a Rádio Tupi, onde tenho meu comentário, hoje, no Giro Esportivo, comandado pelo brilhante jornalista Wagner Menezes.

Mas, desde que me mudei para BH, ouvir a Turma do Bate Bola, e somente ela, era lei. “Está no ar a Turma do Bate Bola, um programa que comenta o futebol do jeito que o torcedor e a torcedora gostam” é o bordão de Emanuel Carneiro. E ainda será até que ele se desligue totalmente da empresa fundada por seu irmão, Januário Carneiro, e conduzida com maestria por Emanuel.

A Itatiaia é jornalismo, entretenimento e, acima de tudo, futebol. “A Rádio do Futebol em Minas”, é outro bordão famoso. Ali trabalharam grandes amigos e companheiros meus, como o saudoso e mestre Oswaldo Faria, referência no jornalismo mineiro; Fernando Sasso; Afonso Alberto; Luiz Carlos Alves, que nos deixou em 2017, aos 70 anos.

A Itatiaia formou grandes radialistas. Cobriu os principais eventos esportivos pelo mundo, sob a batuta de Emanuel Carneiro e de seu filho, Cláudio Carneiro, outro craque no que faz. Cláudio comandou os principais eventos esportivos da rádio pelo mundo. Costumo dizer que só nos encontramos em coberturas da Seleção Brasileira, Copa do Mundo, Olimpíada e outras competições.

“Vendemos publicidade, não vendemos opinião”, diz a frase na entrada do prédio da Rádio. Uma rádio, que como muito bem disse Emanuel, "não tem partido político e que faz jornalismo", na essência da palavra. Os cruzeirenses sempre chamaram a rádio de “Atletiaia”, numa alusão ao Galo, pois entendem que há uma predileção pelo time de Lourdes. Emanuel, porém, jamais deixou de dar o mesmo espaço aos dois maiores clubes do Estado. Nunca deixou que seu amor pelo clube do coração, falasse mais alto.
Emanuel já deixa saudades desde o anúncio da venda da Itatiaia. A Rádio nunca mais será a mesma, ainda que haja um processo de transição. Não haverá Turma do Bate Bola, sem Emanuel, assim como a cobertura dos clubes nunca mais será igual. Por mais que queiram dizer que nada mudará, vai mudar sim. Jornalismo se faz com amor, com quem é do ramo, com quem realmente tem nas veias o sangue de jornalista, de radialista. Rádio não é um brinquedinho. Aos 78 anos, mais de 50 de rádio, Emanuel tem o direito de curtir sua vida, ao lado dos filhos, netos e da esposa. Trabalhou a vida inteira, de segunda a domingo, conduzindo com maestria a sua rádio, “a Rádio de Minas”.

Seja feliz meu amigo, Emanuel Carneiro. Tenho um profundo respeito por você e uma admiração ímpar. Você é um grande comandante. O coração da Itatiaia está partido. Como escrevi acima, a rádio não vive sem você, e nem você sem ela. Acredito que, a partir da sua saída, o público também partirá para outros caminhos. O rádio já não tem a mesma força de outrora, principalmente com a chegada da internet. Os jovens não ouvem mais rádio. Você vai fazer falta! Sucesso na sua “aposentadoria”. Venha curtir seu apartamento aqui em Miami. Vamos tomar um bom vinho e dar boas risadas. Obrigado por tudo o que você fez pelo futebol mineiro. A Itatiaia sem você, nunca mais será a mesma!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade