Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas bomba do jaeci

Manutenção da Copa América mostra fraqueza da Conmebol

Com o país em convulsão social, dirigentes já deveriam ter cancelado a competição e nem aceitar jogos de Libertadores, como o do Atlético


15/05/2021 04:00 - atualizado 15/05/2021 07:27

Proposta de reforma tributária com aumento de impostos levou colombianos às ruas, reprimidos pelas forças do governo (foto: DANIEL MUÑOZ/AFP)
Proposta de reforma tributária com aumento de impostos levou colombianos às ruas, reprimidos pelas forças do governo (foto: DANIEL MUÑOZ/AFP)


A Uefa mostra que tem um presidente sério, independente e correto. Aleksander Ceferin tomou duas decisões que mostraram toda a sua capacidade em gerir o melhor futebol do planeta. Primeiro, ameaçou suspender os clubes que se rebelaram e planejavam criar a Superliga. Ganhou a briga rapidamente. Depois, anunciou que a final da Champions League não será mais em Istambul, dia 29. Mudou o jogo entre City e Chelsea para a Cidade do Porto, em Portugal, no Estádio do Dragão. Tudo isso por causa do aumento da pandemia de coronavírus na Turquia. A gente percebe que na Uefa há comando e sensibilidade.

Não tem comando

Já na Conmebol a situação é inversa. Não há comando nem tampouco sensibilidade. Ao assistirmos ao jogo entre América de Cali e Atlético, em Barranquilla, a gente percebeu claramente que a Conmebol está atrasada, obsoleta e mal comandada. Sabemos que a Colômbia vive uma “guerra civil” por conta de o governo fazer uma reforma tributária, aumentando os impostos em plena pandemia. Como consequência, o povo foi para as ruas reivindicar a suspensão das medidas e uma “guerra” foi instalada. Enquanto América e Galo jogavam, do lado de fora do estádio uma verdadeira praça de guerra era percebida, com o barulho de bombas de efeito moral e muito gás lacrimogêneo, que entrava no estádio e irritava os olhos de jogadores, comissão técnica e arbitragem. Uma vergonha.


Copa América em um mês

E o pior. A Copa América vai começar em um mês na Colômbia. Faltam pulso e comando à Conmebol para cancelar o evento ou trocá-lo de sede. É sabido que os conflitos naquele país não vão parar. Ao contrário, vão se intensificar, pois não há maneira melhor de chamar a atenção quando o futebol está presente. Foi assim nas manifestações no Brasil na Copa das Confederações em 2013, lembram-se? A Conmebol deveria anunciar imediatamente a transferência da sede para outro país ou até mesmo cancelar a competição, que não tem o menor apelo técnico e financeiro. A Copa América é uma competição falida.

(foto: DANIEL MUÑOZ/AFP)
(foto: DANIEL MUÑOZ/AFP)


Duas rodadas de antecedência

O Galo confirmou seu favoritismo de estar num grupo fraquíssimo e se classificou para as oitavas de final da Copa Libertadores com duas rodadas de antecedência. Chegou aos 10 pontos e pode fazer 16, caso vença Cerro Porteño e Deportivo La Guaira, o último, no Mineirão. Sendo assim, poderá ser o maior pontuador da primeira fase e decidir os jogos em casa até a semifinal, já que a final será em partida única, no Estádio Centenário, em Montevidéu. Hulk é o artilheiro do time na Libertadores, com cinco gols. Será que ele vai manter a boa média, caso o Galo enfrente um adversário mais bem qualificado na próxima fase? Se continuar, será mantido como “super-herói”. Caso contrário, será vilão. O torcedor, passional como é, não perdoa!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade