Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DO JAECI

Em qual planeta vive Jorge Sampaoli?

Ele deve dar explicações aos seus superiores, sobre o motivo de futebol tão aquém do desejado


12/01/2021 15:02 - atualizado 12/01/2021 15:11

Técnico atleticano considera que o time está perto do ideal(foto: Bruno Cantini/Atlético)
Técnico atleticano considera que o time está perto do ideal (foto: Bruno Cantini/Atlético)
O técnico Jorge Sampaoli disse que “gostou do Atlético no jogo contra o Bragantino, e que o time está perto do ideal”. Em qual planeta vive esse argentino? O Atlético jogou pedrinha, um time que não cria no meio-campo; que vive de uma única jogada, com Keno pela esquerda, e que os adversários já aprenderam como marcar: um homem dá o combate, e outro fica na sobra. Simples assim.

A defesa tem tomado gols aéreos em quase todos os jogos, e os atacantes não fazem o que deles se espera: gols.

Eu sempre disse que o Atlético tem um time limitado e nenhum grande jogador. São medianos. Tirando Arana, que está acima da média, os demais são bem comuns. Guga é o de sempre: domina a bola e toca para trás. Não consegue executar um cruzamento decente, não sabe dar um passe em profundidade. Allan Franco não cria nada, e, dessa forma, o Galo fica bem previsível.

Gastaram quase R$ 200 milhões em contratações. Sasha, Vargas e outros menos votados. Curiosamente, o melhor jogador que é Marrony, fica no banco e só entra quando Sampaoli não tem mais opção.

Não digo nem pelo resultado, o empate com o Bragantino, mas sim pelo péssimo jogo que o Atlético fez. Se isso é estar perto do ideal para Sampaoli, o torcedor pode desistir que, com ele, o Galo não será campeão de nada.

Até me causa espécie perceber que o Atlético treinou durante duas semanas e só apresentou aquele futebol pobre. É muito pouco para um técnico que ganha R$ 1,6 milhão mensais e que é tão exigente.

Ele deve dar explicações aos seus superiores, sobre o motivo de futebol tão aquém do desejado. E olha que o campeonato está horroroso. Ninguém consegue disparar, parece que todos estão recusando a taça.

Sampaoli exige muito e dá muito pouco em troca. Quando ele foi contratado, eu avisei que ele não sabia ajustar os compartimentos de uma equipe. Um técnico sem títulos e sem história. E, cá pra nós, seu único e mais relevante título, a Copa América com o Chile, aconteceu na fase em que a equipe chilena teve sua melhor geração, depois daquela de Marcelo Sallas e Zamorano. Aquele time não precisava de um técnico e sim de um entregador de camisas, e isso Sampaoli fez muito bem.

Curioso que tudo o que falei quando ele foi contratado está sendo comprovado agora, e muitos que me criticavam enfiaram a viola no saco e agora concordam.

Não estou dizendo que ele deve ser demitido. Nada disso. Só acho que deve haver uma cobrança mais dura em cima do seu trabalho.

Marrony, quando contratado, brilhava no Vasco. Com Sampaoli, o cara não joga. É estranho! Houve um barulho tremendo na imprensa, dizendo que técnicos brasileiros não prestavam mais. Eu sempre disse que há os que merecem respeito, e são eles que estão fazendo grandes trabalhos: Abel Braga e Cuca, no Inter e Santos, respectivamente, e Luxemburgo, que deixou o Palmeiras montado para o português, Abel Ferreira, brilhar.

Luxemburgo pegou o Vasco no Z-4 e já faturou 4 pontos em 6 possíveis. Por isso digo: respeitem a história dos treinadores brasileiros, afinal, somos pentacampeões com eles no comando.

Sou até a favor da chegada de um estrangeiro, para mudar o sistema de jogo desde a base do time canarinho, mas tudo a seu tempo e com responsabilidade.

O problema é que a geração “nuttela”, essa que anda se aglomerando em festas e praias, levando o coronavírus para casa, matando seus familiares e amigos, não se importa com nada. Estamos vivendo um mundo de ódio, desrespeito e falta de Deus no coração. Que mundo é esse!?

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade