Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Bomba Jaeci

Atlético precisa provar que é favorito. E Cruzeiro vai penar

Mesmo com otimismo de seus torcedores, clubes mineiros têm desafios duríssimos nas séries A e B do Campeonato Brasileiro


08/08/2020 04:00

Ajuda Cruzeiro e Atlético

Pedro Lourenço, dono do Supermercados BH, mais uma vez ajudou seu clube do coração, ao completar o dinheiro para o pagamento da dívida do clube na Fifa, contraída quando contratou o atacante Pedro Rocha. Com ele, Régis Campos, pessoa física, também foi um dos que emprestaram dinheiro ao Cruzeiro. Vale lembrar que Pedro Lourenço é um eterno parceiro do Cruzeiro e do Atlético, e já emprestou dinheiro ao alvinegro também. Vi alguns torcedores falando para atleticano não comprar no supermercado dele. Uma bobagem sem tamanho. Pedro Lourenço é mineiro e ajuda o futebol mineiro, independentemente do time pelo qual torce.

Dura caminhada

Gostaria de estar otimista, como muitos cruzeirenses. Porém, o sentimento que tenho é o de que o Cruzeiro terá muitas dificuldades para subir. Primeiro, porque acho o time fraco. Segundo, porque a Série B é sempre muito difícil, ainda mais neste ano, pois os clubes não terão a ajuda dos torcedores. O Cruzeiro vive seu pior momento financeiro e do ponto de vista técnico. O presidente Sérgio Rodrigues faz de tudo para equilibrar as contas e manter os salários em dia. A venda do terreno da Sede da Pampulha, que deverá girar em torno de R$ 15 milhões, dará para quitar várias dívidas, além de ajudar a pagar os salários.

(foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)
(foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)

Mineirão vazio e adversário diferente

Quando Fábio, o Paredão Azul, pisar no gramado do Mineirão hoje, deverá sentir algo diferente. Acostumado a entrar em campo para enfrentar os grandes clubes do Brasil e a fazer defesas que garantem taças, perceberá no Botafogo-SP uma equipe de Segunda Divisão, um adversário não comum. O time mineiro, quatro vezes campeão brasileiro, seis da Copa do Brasil e duas vezes da Libertadores, vai encarar uma nova realidade. Por sorte, a estreia é em sua casa, no Mineirão, mas durante a competição vai amargar campos ruins e adversários sofríveis. Com a China Azul presente, não tenho dúvidas de que o Cruzeiro ganharia, mas sem a presença dela, por causa da proibição de torcedores nos estádios, a coisa pode se complicar.

(foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)
(foto: JUAREZ RODRIGUES/EM/D.A PRESS)


Um dos favoritos?

O Atlético estreia amanhã no Brasileirão contra o Flamengo, no Maracanã. O rubro-negro, heptacampeão, defende a taça, ganha ano passado. Com ele, Grêmio, Palmeiras e Internacional são apontados como favoritos ao título. Há muita gente apostando que o Galo vai entrar nessa seleta lista, por ter um bom técnico, Sampaoli, e por ter gasto R$ 85 milhões em contratações. Deu para notar nos jogos contra o América que o futebol já é outro, mais competitivo, de toque de bola e de qualidade. Porém, tenho minhas dúvidas, pois acho difícil um técnico encaixar um time heterogêneo, em pouco tempo. E vale lembrar que o Galo não contratou nenhuma estrela. O jogador mais conhecido entre os novos empregados do clube é Keno, que era reserva no Palmeiras e não tem nome no futebol, aos 30 anos de idade. De toda forma, a torcida alvinegra está na expectativa do título que não vê há 50 anos.

(foto: THIAGO RIBEIRO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)
(foto: THIAGO RIBEIRO/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDO)


Palmeiras x Corinthians

O primeiro jogo decisivo entre as duas equipes pelo Paulistão foi um filme de terror. Os dois goleiros pouco trabalharam, pois os ataques nada criaram. O Palmeiras é apontado como favorito ao título brasileiro por ter como técnico Vanderlei Luxemburgo, pentacampeão brasileiro. Porém, até agora a equipe não mostrou futebol em condições de levantar o caneco. Já o Corinthians vive seu calvário de dívidas e time ruim. Neste sábado, teremos o último e decisivo jogo, no campo do Palmeiras. Se for campeão, Luxemburgo terá voltado exatamente para dar a taça ao Porco, que na última vez em que venceu o Paulista tinha justamente ele como técnico.



*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade