Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas HIT

Cupim braseado com mousseline de baroa é eleito o melhor prato em festival

Encontro de chefs promovido pelo Made in Minas Gerais movimentou a Savassi no último domingo (12/6)


15/06/2022 04:00 - atualizado 15/06/2022 08:03

Festival lotou a Praça da Savassi
(foto: Tulio Santos/EM/DA Press)


Durante o Made in Minas Gerais 2022, realizado no último domingo (12/6), na Praça da Savassi, 10 chefs e restaurantes apresentaram ao público o melhor da culinária mineira. Depois de provar as delícias de cada região, as pessoas participaram de votação, via QR Code, para eleger o melhor prato servido durante o evento.

O vencedor – que ganhou o Troféu Dona Lucinha, homenagem a uma das maiores referências da cozinha no estado, que nos deixou em 2019, aos 86 anos – foi o “Cupim braseado com mousseline de baroa”, do Ora Restaurante, do chef Felipe Oliveira.

De pé, todos vestindo calça e camiseta, os chefs Jordane Macedo, Felipe Oliveira e Lucas Badaró exibem troféu e sorriem para a câmera
Jordane Macedo, idealizador do Made in Minas Gerais; o chef Felipe Oliveira, do Ora Restaurante; e Lucas Badaró, sócio do Ora em Divinópolis (foto: Nereu Jr./Divulgação)
Oliveira nasceu em São João del Rei e comanda o Ora Restaurante em Tiradentes e Divinópolis. Com boa parte de sua carreira vivida em Belo Horizonte, o chef acumula passagens por grandes restaurantes da capital mineira. Antes de assumir o Ora, atuou no Tragaluz, em Tiradentes. Além disso, participou do reality “Mestre do sabor” (Globo).

FESTTO
HORA DO TEATRO

Grupos de Teófilo Otoni ( In-Cena), São João Del Rei (Teatro da Pedra), Governador Valadares (Cia de Artes Atrás do Palco) e Uberlândia (Grupontapé) estão na programação do Festival Nacional de Teatro de Teófilo Otoni, que começa nesta quinta-feira (16/6).

A agenda inclui música, cortejos, performances, dança, cinema, literatura, pautas LGBTQIA+, debates, oficinas com foco na formação e empreendedorismo dos profissionais que atuam em diversos setores do mercado artístico e cultural.

NO CINE BRASIL
EMOÇÃO NA PLATEIA

Com delicadeza e gentileza, Ana, da dupla Anavitoria, fez uma homenagem ao parceiro com quem compôs a canção “Tenta acreditar”. "Essa música é muito especial para a gente e é muito especial tocá-la aqui hoje porque o amigo que a assina comigo está aqui", disse, durante a apresentação, na sexta-feira (10/6), no Cine Theatro Brasil. "Para mim ele é Pedro João, para a mãe dele é o João Pedro, para vocês o João Ferreira, da banda Daparte." A plateia vibrou.

• • •

Ana contou que a letra foi escrita por meio de trocas de mensagens. Revelou também que não deu a menor bola ao refrão da canção até o dia em que se encontraram. João o mostrou novamente e a cantora, aí, sim, "gostou demais". Ela elogiou o músico. "Sou admiradora dele, um compositor talentoso. Tá com vergonha com todo mundo olhando?!", brincou com o guitarrista da banda Daparte, que estava na plateia.

• • •

Para a coluna, João disse ter se emocionado com a apresentação, a primeira vez que ele ouviu a música tocada por elas em um show. "Já conhecia do estúdio, do processo de composição e gravação e nunca tinha visto o público cantando também. Fiquei muito emocionado porque,  além de tudo, essa música tem um valor emocional para mim muito grande." João reconheceu o talento da dupla. "Adoro as meninas e era fã antes de conhecê-las. É um símbolo bonito do que a música pode trazer, fazer a gente conhecer gente que a gente admira."

LANÇAMENTO
NA SAVASSI

Andreza Félix marcou para sábado (18/6) o lançamento de seu segundo livro, “Taraxacum”. Manhã de autógrafos a partir das 11h, na Livraria da Rua.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade