Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas HELVÉCIO CARLOS

A atriz Bárbara Luz e o artista Efe Godoy assinam a seção Trem das cores

No espaço da Coluna Hit, eles dialogam sobre a importância da arte neste momento turbulento da história do país


17/11/2021 04:00 - atualizado 17/11/2021 07:34

TREM DAS CORES
 
Ilustração com uma rosa, um inseto, uma pedra e um band aid
“Acredito que a arte e a cultura sejam a única saída para este mundo de violência e intolerância. Por meio delas, é possível viver a utopia, que nos dá força para enfrentar os dias, curando nossas mais profundas feridas. Arrisco-me a dizer que, nesse momento, estamos todos um pouco feridos. A arte é um suspiro de alívio, uma pontuação necessária para seguirmos nosso caminho; para pararmos, para entendermos que damos voltas. Além disso tudo, vejo a arte como um veículo de memória — me parece que, a cada dia que passa, esquecemos mais o significado dessa palavra.”

Texto: Bárbara Luz, atriz belo-horizontina. Em 2016, estreou como protagonista do filme “Unicórnio”, dirigido por Eduardo Nunes. Em 2021, participou do curta “A primeira perda da minha vida”, uma produção do Grupo Galpão, com roteiro de Eduardo Moreira e direção de Inês Peixoto.

Ilustração: Efe Godoy, artista visual míope, transvestigenere, mineira e atua em múltiplas linguagens. Desde o desenho à performance, todo o seu universo está compartilhado em rede social @efegodoy

>> PUBLICADA ÀS QUARTAS-FEIRAS, ESTA SEÇÃO SE PROPÕE A VALORIZAR AS ARTES, REUNINDO UM ARTISTA PLÁSTICO COM UM ATOR, DIRETOR OU ESCRITOR.

DE OLHO NA FOLIA
COM DEDOS CRUZADOS

Enquanto a PBH não dá o OK para o carnaval, blocos e outras agremiações vão se organizando. O Carnaval do Mirante, por exemplo, já anunciou os convidados de sua festa in door. No line up, Wesley Safadão, Pedro Sampaio, Dennis, Ludmilla, Gilsons, Baiana System, Sorriso Maroto, Belo Hugo e Guilherme estão entre os confirmados.

SERTANEJO
SUCESSO QUE NÃO PARA

O som que ouvíamos em 2011, definitivamente, não é o mesmo que toca hoje nas plataformas de streaming. Relatório do Escritório Central de Arrecadão de Direitos (ECAD), “O que o Brasil ouve”, traz dados curiosos. A preferência musical é um deles. Há 10 anos, o sertanejo estava começando a ocupar espaço. Naquela época, das 20 músicas tocadas nas rádios, 13 eram músicas internacionais, com o sertanejo pipocando. Já no ano passado a grande maioria das 14 canções brasileiras mais ouvidas eram do gênero.

GIRAMUNDO
SALVE OS ORIXÁS

Para marcar o dia Consciência Negra, no próximo sábado (20/11), o Giramundo vai disponibilizar o espetáculo “Os orixás”, na íntegra, em seu canal no YouTube. O espetáculo apresenta a gênese da Terra e do homem, sob a ótica do panteão africano. A trilha sonora é de Sérgio Pererê; e as vozes, de Sérgio Pererê, Maurício Tizumba, Djonga, Fabiana Cozza e Júlia Tizumba.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade