Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Vacine-se! O óbvio precisa ser dito

Não é tolerável o desconhecimento diante do assunto COVID-19


15/10/2021 06:00

Pessoa recebendo vacina
"Devemos usar todas as armas possíveis e disponíveis ao nosso favor" (foto: National Cancer Institute/Unsplah)

Mais uma vez, o nosso presidente se envereda no campo da ciência e não se mostra muito confortável. Vamos pensar: o ano é 2021, ainda estamos em meio à pandemia e escutamos por aí que não vai se vacinar e ainda questiona "vacinar para que? Não tem cabimento". Não é tolerável o desconhecimento diante do assunto COVID-19, é martelado todos os dias. Não tem cabimento a fala do presidente nesta semana. Um autor desconhecido disse que a palavra convence, mas o exemplo arrasta. O sr. Messias está de parabéns se o objetivo é viver ao contrário.

O presidente se baseia no fato de que pessoas que já contraíram o vírus da Covid-19 não precisam se vacinar, mas poxa vida, num momento desse é até melhor ficar calado, né? O grande problema é a adequação e os sucessivos erros: aglomerações, dispensa de máscaras, viajar para Nova York com uma comitiva que se contaminou ou estava contaminada, passar vergonha, é não está fácil.

Tentando não prestar um desserviço como nosso governante, venho essa semana alertar que muitas pessoas já estão sendo convocadas para dose de reforço e você deve ficar atento mesmo que já tenha se vacinado e também contraído a doença. A melhor orientação até o momento é de dose de reforço para todos que forem convocados por comorbidades, atividades ou idade. Teremos resposta para todas perguntas? Ainda não. Mas sabemos que as vacinas podem desencadear respostas imunes diferentes das dos pacientes que se infectaram por COVID-19, com isso, devemos usar todas as armas possíveis e disponíveis ao nosso favor.

Uma forma prática de se raciocinar é tanto a infecção quanto às diversas vacinas podem agir de forma sinérgica para a "capacitação" das células de defesa do corpo, se pudermos treinar mais, por que não?

A deturpação dos conceitos científicos por ignorância ou por canalhice não deve ser postura de um chefe de Estado. Jairzinho mantém-se firme nos seus sofismas, mas dos diversos erros não podemos admitir de nos colocar em risco. Você que já pode tomar sua dose de reforço, vá e se vacine! Você que ainda não se vacinou, vá e se vacine! Você que já contraiu COVID-19 e ainda não se vacinou, vá e se vacine.

O seguro continua morrendo de velho, que tal?

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade