Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Quem nasce em Mônaco é monegasco. E quem nasce em Catar?

O país do Oriente Médio tem mania de grandeza. Quem nasce por lá tem dois adjetivos pátrios: catariano e catarense


postado em 18/12/2019 04:00

 (foto: KARIM JAAFAR/afp)
(foto: KARIM JAAFAR/afp)


Recado

“A língua é um conjunto de nuvens no qual cada fantasia vê outras imagens.”

. Jean Paul


Perguntas e respostas

Sabia? A língua é nossa companheira mais antiga. Tão antiga que remete à etimologia da palavra. Companheiro dá ideia de união, proximidade. Na origem, é quem come do mesmo pão com outra pessoa. Antes de nascer, o bebê escuta vozes. Mães generosas contam histórias pra criaturinha que trazem na barriga. Quando vem ao mundo, o recém-nascido está impregnado de vogais e consoantes. À medida que cresce, transforma letras em palavras, palavras em frases, frases em textos. Depois vêm a escola, as leituras, as provas. Mas, apesar da familiaridade, dúvidas surgem aqui e ali. Dicionários, gramáticas, internet estão à mão. Mas nem sempre se pode consultá-los. O jeito, então, é pedir socorro. A coluna recebe os apelos com prazer. Eis alguns.

Crase

“A confissão foi arrancada a fórceps ou à fórceps?” A pergunta é de Antônio que, às voltas com uma revisão árdua, ficou confuso – com acento? Sem acento?

Fórceps é substantivo masculino. O artigo que o acompanha é o. Sem a possibilidade de encontro de dois aa, nada feito. Xô, grampinho! Assim: A confissão foi arrancada a fórceps. Bebê a bordo. Saiu a todo vapor.

Concordância

Marcello Moreira escreve: “Estou em dúvida quanto à correção desta frase: Ao mérito seja dada as honras. Nota 10 ou nota 0?

Esse é o caso mais comum de tropeço na concordância. A ordem inversa confunde. O autor se descuida do sujeito. Se pusermos a oração na ordem direta, o sujeito fica claro como a luz do sol: As honras sejam dadas ao mérito.

Sujeito no plural (honras) exige o verbo no plural. Na ordem inversa também: Ao mérito sejam dadas as honras.

Redação

Uriel Villas Boas encaminhou este e-mail: “Recentemente, chamou minha atenção um cartaz num ônibus da nossa cidade. Era um aviso em relação ao lixo, onde descartá-lo. Mas fiquei em dúvida no uso de duas orações: ‘Contribua com o meio ambiente e contribua com a limpeza da cidade’. Não seria mais adequado juntar as duas frases em uma? Assim: ‘Contribua com a preservação do meio ambiente e a limpeza da cidade’. Parece mais eufônico, não?

Ambas as formas estão corretas. A sugestão dada é mais sintética. Muito elegante. Mas talvez a repetição do verbo seja proposital: para enfatizar a ação de contribuir. E, com isso, conquistar a adesão do leitor.

Colocação de pronome

Vanderlene Rodrigues apresenta duas frases. Em qual delas a colocação do pronome está correta?

a. De que maneira pode-se concretizar a ideia de explicabilidade em sistemas de IA?

b. De que maneira se pode concretizar a ideia de explicabilidade em sistemas de IA?

Na colocação de pronomes, existem palavras que funcionam como ímã. Uma delas é o quê. No caso, o pequenino exige que o pronome vá para a frente do verbo: O livro que me encantou recebeu o Prêmio Buriti. No debate em que Paulo se destacou, havia cientistas de todo o mundo. De que maneira se pode concretizar a ideia de explicabilidade em sistemas de IA?.

Catar

“Quem nasce no Brasil é brasileiro. Quem nasce na França, francês. Quem nasce em Mônaco, monegasco. E quem nasce no Catar?” A pergunta é de Analice Siqueira.

Analice, o Catar tem mania de grandeza. Quem nasce naquele país do Oriente Médio tem dois adjetivos pátrios: catariano e catarense.







*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade