Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

No Dia Internacional da Cerveja, veja curiosidades sobre a bebida

Quem disse que a cerveja tem que ser estupidamente gelada? E o copo influencia na degustação da bebida? Confira sete dicas


07/08/2020 04:00

Festival de Cerveja Oktoberfest em Munique: edição 2020 foi cancelada por causa da pandemia, mas consumo da bebida se mantém em alta no mundo(foto: Tobias SCHWARZ/AFP)
Festival de Cerveja Oktoberfest em Munique: edição 2020 foi cancelada por causa da pandemia, mas consumo da bebida se mantém em alta no mundo (foto: Tobias SCHWARZ/AFP)
Nesta sexta é celebrado o Dia Internacional da Cerveja. Tenho pela bebida uma predileção única, provada em todos os cantos do mundo por onde já passei. Como em Munique, onde assisti ao desfile da Oktoberfest, indo parar depois no Bar Hofbräuhaus, local em que Hitler fez seu primeiro discurso incitando os trabalhadores e que existe até hoje com sua ambientação original – como os longos bancos comunitários, com um rego no chão, em que ninguém se levantava para fazer xixi. Os regos estão lá, mas a tradição foi vencida pela modernidade. É preciso ir ao lavatório, porém, as caneconas da bebida são fornecidas o tempo todo por garçonetes que são umas craques, carregando várias delas de uma vez só.

Um dos países mais curiosos para tomar cerveja é a Rússia, principalmente nos meses de inverno. As garrafas ficam em cima das mesas de refeição, passam longe das geladeiras. Essa minha mania, que era pioneira na chamada sociedade mineira, provocou um lance único na então famosa boate do Automóvel Clube. Como preferia cerveja a qualquer outra bebida, ela vinha à minha mesa em jarros de prata para esconder a garrafa.

O Brasil é o terceiro país que mais consome cerveja. Em 2019, o número de cervejarias registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) já ultrapassava os 1.200. Segundo Luiza Lugli Tolosa, sócia-fundadora da cervejaria artesanal paulista Dádiva (nunca provei), em meio à pandemia, o lançamento de novos produtos tem mantido e impulsionado as vendas da fábrica.

Para celebrar essa bebida tão amada no Brasil, leiam abaixo algumas curiosidades sobre ela:

1. Cerveja estupidamente gelada prejudica a degustação
No Brasil, o clima quente nos acostumou a tomar cerveja muito gelada. Isso torna os aromas da bebida menos voláteis e, por isso, menos perceptíveis. Além disso, esse hábito amortece as papilas gustativas, nos impossibilitando de sentir nuances importantes no momento da degustação. “A temperatura ideal para servir a cerveja varia conforme o estilo, mas nunca abaixo de 0°C”, pontua Luiza.

2. A lata é mais sustentável do que o vidro
A consultoria internacional de sustentabilidade Resource Recycling Systems constatou que a lata de alumínio é a embalagem mais sustentável e com maior índice de reciclagem do mundo – 69%, contra 43% do PET e 46% do vidro.

3. Cerveja combina com o frio tanto quanto o vinho 
Associamos muito o frio com o vinho, mas temos estilos de cervejas complexos, encorpados e de alta graduação alcoólica que são perfeitos para o outono/inverno. Algumas receitas, inclusive, contêm ingredientes como café, chocolate e frutas típicas de climas frios.

4. Combinação de cervejas e queijos é maravilhosa
Apesar de o vinho ser visto como complemento ideal de queijos, também nesse papel a cerveja tem um grande desempenho. A carbonatação da cerveja entra como agente de limpeza das papilas gustativas, algo muito útil na combinação com queijos gordurosos. O ideal é pensar de forma bem básica: queijos mais leves com cervejas mais leves; queijos pesados, gordurosos, duros e cascudos combinando com cervejas mais fortes. Uma dica valiosa: procure degustar primeiro o queijo e depois a cerveja.

5. Cerveja e charuto também formam um par perfeito
No caso do charuto, ao contrário, o ideal é saborear a cerveja antes de baforar no charuto e fazer essa combinação lentamente, sem pressa. Em geral, a combinação é feita por semelhança e de forma que os sabores se complementem, embora não seja incomum a combinação por contraste.

6. Algumas cervejas escuras são perfeitas para degustação em dias quentes
Costuma-se associar cervejas escuras aos dias frios, mas são outras características que vão ditar isso, e não a coloração. Existem cervejas claras que trazem sensação de aconchego nos dias frios e cervejas escuras leves que são perfeitas para as estações mais quentes.

7. O copo influencia no momento da degustação
E não é pouco. A taça ou copo em que você coloca a cerveja pode influenciar, inclusive, na retenção de espuma da cerveja e nos aromas que sentimos ao degustá-la.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade