Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas Anna aos domingos

Jota Dangelo foi eleito o sétimo sucessor da cadeira de número 26 da Academia Mineira de Letras

Posto estava vago desde o falecimento do acadêmico Ângelo Machado, em abril deste ano


02/08/2020 08:00 - atualizado 02/08/2020 08:07

 Ildeu Koscky, Maria Elvira Ferreira e Norma Salvador(foto: marcos vieira/em/d.a press)
Ildeu Koscky, Maria Elvira Ferreira e Norma Salvador (foto: marcos vieira/em/d.a press)

NOVO
imortal

Com unanimidade, o dramaturgo Jota Dangelo foi eleito o sétimo sucessor da cadeira de número 26 da Academia Mineira de Letras, vaga desde o falecimento do acadêmico Ângelo Machado, em abril deste ano. A cadeira, cujo patrono é Evaristo da Veiga e o fundador é José Eduardo da Fonseca, já foi ocupada por nomes como Mário Casassanta, Henriqueta Lisboa, Lacyr Schettino, João Batista Megale, Bartolomeu Campos de Queiroz. Dangelo é um dos nomes fundamentais da cultura mineira há pelo menos seis décadas, sobretudo no campo do teatro. Fundador do Teatro Universitário e ex-secretário de Cultura do Estado, também lecionou na Faculdade de Medicina da UFMG por trinta anos, sendo doutor e livre docente. Em 1990, ele e a mulher, a atriz e também diretora teatral Mamélia Dornelles, fundaram a Casa de Cultura Oswaldo França Junior, com sede em Santa Efigênia e depois em Santo Antônio. Dangelo também foi um dos fundadores da FETEMIG (Federação de Teatro de Minas Gerais). Entre as obras que publicou estão: “Pelas Esquinas” (2015), Os anos heroicos do Teatro em Minas (1950-1990)” (2010), “Doce Gel” (1987), “O sol nascente na Amazônia” (1986), “O humor do Show Medicina” (com Ângelo Machado, 1991), “Anatomia Humana, sistêmica e segmentar” (com Carlo Américo Fatini, 1983), “Ohohoh!!! Minas Gerais” 
(com Jonas Bloch, 1968) e muitos outros.
 
PSICANÁLISE
e vida pós-pandemia

O psicanalista e professor titular do Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), Christian Dunker, participa do Webinário Conversas sobre Perguntas, nesta terça-feira, 4 de agosto, às 17h, com transmissão pelo YouTube do Memorial Minas Gerais Vale. Com o tema “Os novos desafios do eu – psicanálise e vida pós-pandemia”, Dunker comenta alguns dos principais dilemas e possibilidades do indivíduo em meio à reconstrução das formas de convívio. Em seu mais recente e-book, A arte da quarentena para principiantes, ele revela que o Brasil é um dos últimos países no ranking de percepção da própria realidade. O psicanalista defende investimento em educação política, com ênfase nas humanidades. O Webnário vai até o dia 18 deste mês, com curadoria colaborativa da Casa Fiat de Cultura, Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB, Memorial Minas Gerais Vale e MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal, integrantes do Circuito Liberdade. Depois do encontro virtual com Christian Dunker, será a vez da escritora Conceição Evaristo e da crítica de arte Júlia Rebouças (11/8, Youtube Memorial Minas Gerais Vale) e, o encerramento, dia 18/8, será com o físico e astrônomo Marcelo Gleiser, pelo YouTube da Casa Fiat de Cultura. Gratuitas, as palestras serão transmitidas nos canais do YouTube dos espaços culturais. Todos os encontros terão transmissão 
simultânea em libras.
 
TRANS
safras mineiras

A trans Marcella Maia é a nova sensação entre os fashionistas, com matérias e comentários sobre sua beleza e traços realmente exuberantes. A artista teve vida conturbada (depois de sair de Juiz de Fora e ir para Brasília) e muitas aventuras mundo afora, segundo ela conta, quando chegou até a participar de filme ‘Mulher Maravilha’ . Segue a trilha de outra trans, também mineira, a Léa T, que, mais sortuda, começou logo circulando pelo top fashion internacional - levada pelo amigo italiano Riccardo Tisci 
 
 
WARHOL
maneirismos pop

Uma nova biografia do artista norte-americano Andy Warhol foi publicada – e algumas lendas sobre ele desmentidas. O ponto crucial é de que suas atitudes bizarras visavam, apenas, valorizar suas obras. Quanto a essas, algumas realmente tem valor artístico, outras são pura gozação com a loucura consumista dos americanos. Ele ganhou rios de dinheiros com o binômio especulação + desinformação que aflige a maioria dos milionários nos EUA.
 
Os tenistas Lazaro Santana, Adryze Santana, Maria Luiza Dias, Cláudia Machado e Paula Mafra(foto: marcos vieira/em/d.a press)
Os tenistas Lazaro Santana, Adryze Santana, Maria Luiza Dias, Cláudia Machado e Paula Mafra (foto: marcos vieira/em/d.a press)
 
NA MODA
agenda estival

A nova mentalidade fashion de comprar tudo pelo e-commerce, está balançando o tradicional sistema de vendas nas confecções e lojas. No varejo, as donas das lojas fazem a linha blogueira - postando seu próprio vaivém com as novidades nas redes sociais. Funciona. Outras aprenderam a fazer bazar pela internet – vendem bem. Cada um se vira como pode.
 
Nessas mudanças, surgiu um problema inesperado. É que muitos fornecedores (leia-se confecções) também entraram no comércio online vendendo direto ao consumidor e acabaram competindo com o seu próprio revendedor multimarcas. E mais: fazendo promoções fora de época, com preços menores do que as lojas. Um acordo entre as partes já está sendo reclamado pelo menos para que o mark-up (preço para o atacadista) seja menor e, assim, o preço para o lojista fique competitivo. Como se vê, a transição do comércio físico para o virtual está sendo dolorosa.

Uma das gratas surpresas nessa temporada, é a marca Amitee - que lançou uma linha-conforto com toque de sofisticação. As peças são bordadas e podem ir direto da casa para a rua. 
Sucesso de vendas.

Quem também fez uma linha comfy bacana foi a B.Bouclé. Além das roupas confortáveis e criativas, também integram o kit-conforto uma fronha e um par de pantufas. Aliás, as pantufas são a estrela do inverno: no Sul do país o frio home office fizeram as vendas do chinelo quentinho subirem 6000%. Isto mesmo, com três zeros.

Um sucesso a fala do Vander Martins durante a live do Casamoda, em São Paulo, sobre a iniciativa de lançar o verão da Skazi, em julho. Disse que foi movido pela crença no mercado e para mostrar que a moda não deve ficar parada diante da crise atual. Pelo visto, deu resultado pois o lançamento da marca foi um sucesso.

Vale registrar que o salão de negócios Casamoda teve muitas inovações. A principal delas é que as vendas foram feitas tanto sob pedidos, quanto na pronta entrega (para o verão 2021) e, ainda, com as marcas levando mostruário de inverno (para entrega rápida) e fecharem a estação. Super dinâmica. 
 
Samuel Lacerda, Maria da Graça Gomes da Silva, Anna Lúcia Gazzola e Maria Ignez Coutinho(foto: marcos vieira/em/d.a press)
Samuel Lacerda, Maria da Graça Gomes da Silva, Anna Lúcia Gazzola e Maria Ignez Coutinho (foto: marcos vieira/em/d.a press)
 
 
RECLAMAÇÃO BEM
merecida

A coluna recebeu: “ Fiquei surpresa ao ler, no domingo, a nota Arquitetura – Minas sem brilho. A premiação a que se refere cumpriu um edital (que lhe envio em anexo) com várias premissas: as obras selecionadas deveriam ter sido concluídas entre 2018 e primeiro de maio de 2020, estarem localizadas em território nacional, e, principalmente, serem inscritas por seus autores. Não cabia, assim, ao IAB, indicar ou sugerir obras para o certame. O chamamento foi publicado no site do IAB nacional e em outros de grande alcance entre os arquitetos, como a revista ArchDaily. A Comissão julgadora foi composta por 7 profissionais indicados pelo IAB Nacional, e selecionou, entre as 32 obras inscritas, as vinte que considerou mais relevantes. O fato de Minas não se fazer representar, bem como outros estados de inegável importância no cenário da arquitetura brasileira, talvez signifique mais uma falha na publicização da premiação nesses tempos difíceis de COVID do que a ausência da arquitetura mineira no cenário brasileiro e internacional. Um estado que possui arquitetos do quilate de Gustavo Penna e Sylvio de Podestá – só para citar dois exemplos - estará sempre no centro da arquitetura mundial. Abraços cordiais, Iracema Bhering, presidente do IABMG

***

Iracema: você tem mais do que razão. Ainda mais que considero Gustavo Penna, principalmente, um arquiteto de quilate mundial. A quem recorro sempre que preciso. 
E Sylvio Podestá  não fica atrás. 
 
RETORNO
ao batente

O conhecido cardiologista e clínico Ivan Coelho Maciel já superou a quarentena obrigatória e 
voltou a atender em seu consultório. Enquanto estava em casa, aproveitou para terminar o seu segundo livro de memórias.
 
FEIRA
pedras preciosas

Um dos mais importantes eventos do segmento de pedras preciosas é a FIPP - Feira Internacional 
de Pedras Preciosas de Teófilo Otoni, que ocorre anualmente na cidade que é considerada a capital das pedras preciosas do Brasil. Estava programada para o mês de agosto, porém, com a pandemia, a feira foi adiada para o mês de novembro, entre os dias 10 a 14. 
 
NOVA YORK
maçã bichada

Os corajosos que circularam por Nova York nos últimos tempos, chegam contando que a destruição causada pelo coronavírus por lá foi bem maior do que se viu por aqui. Quem anda pela cidade americana, encontra mendigos por todo lado, sujeira espalhada e cenas de filme de terror. E fazem a inevitável comparação: assim como o prefeito Rudolph Giulliani foi drástico para erradicar a violência nos anos 70, agora terão que ser corajosos para a recuperação social da grande maçã.
 
VINHEDOS
franceses

Michel Reybier e sua família, já proprietários do reconhecido Château Cos d'Estournel, acabam de anunciar a compra do Château La Mascaronne, na Provence. A propriedade possui 100 hectares, sendo que 60 deles são de vinhedo situados na denominação Côtes de Provence, que é certificada como orgânica desde 2016. Michel pretende continuar aprimorando o terroir desta vinícola para chegar na excelência já conhecida em todas as suas propriedades vinícolas. Com esta aquisição ficou ainda mais interessante realizar o circuito entre as propriedades do grupo Michel Reybier Hospitality uma vez que a o La Réserve Ramatuelle se encontra a apenas 1h15 de distância do novo Château La Mascaronne. Exigente, perfeccionista, ousado e amante do bom vinho, em 2016 lançou de forma discreta, um champanhe que recebeu seu nome, para competir com marcas como a Dom Perignon. Segundo críticos e enólogos, foi bem-sucedido.

DIA DA AMIZADE
presente de Inhotim

Três seguidores e amigos do Museu de Inhotim foram presenteados na última quinta-feita (30), em comemoração do Dia Internacional da Amizade. O Instituto promoveu um desafio de caça aos posts para seus seguidores do Instagram (@inhotim). Foi postada uma foto com vales-presentes escondidos nas legendas de três posts diferentes, no feed do Inhotim. Os tres primeiros que acharam e comentaram a palavra “achei”. Foram contemplados com duas adesões da categoria Individual do Programa Amigos do Inhotim, válidas por um ano, a partir da reabertura do Instituto à visitação; dois ingressos para visitar o Inhotim após a reabertura, com direito a carrinhos em rotas; duas canecas da coleção Trópicos da Inhotim Loja Design. 
 
CRISE
trilhões da perplexidade

Os contrastes criados pela pandemia do Coronavírus, às vezes, são incompreensíveis para a maioria dos mortais. Um desses pontos são os ganhos bilionários de alguns poucos (como o Jeff Bezos, da Amazon, ou ou Elon Musk, da Tesla), faturando bilhões de dólares na crise. Mas o que impressiona mesmo, é o volume disponível para aplicação entre os investidores mundiais – alcançando cifras que chegam a trilhões de dólares. O dinheiro está parado, sem ter para onde ir,digo, investir – já que ninguém sabe o que virá pela frente. No outro lado da moeda, a miséria aumenta.
 
PÁSSAROS
bicadas frutíferas

Quem gosta de cultivar seu pomar ou suas frutíferas na varanda , já deve ter observado o aumento do número de pássaros rondando as plantas. Não se trata de avanço precoce da primavera, mas consequência da maior proteção da nossa fauna e flora – algo a celebrar. O ‘efeito colateral’ do assunto é que, desta vez, tornou-se difícil encontrar uma fruta que ainda não tenha sido bicada e, portanto, descartada para consumo. Piores, ainda, são bichos mais perigosos invadindo quintais e hortas.
 
POR AÍ...

Pouco comentada por aqui, a morte da fotógrafa Vânia Toledo foi muito sentida no circuito paulistano das artes . Ela clicou os famosos dos anos 70 e 80 e era figura de prestigio na efervescência criativa daquela cidade na época. Embora 
poucos saibam, ela era 
mineira de Paracatu.

O atuante Jorge Domingos Peixoto lançou sua candidatura à uma cadeira no Conselho Municipal de Politica Cultural , na Capital, no setor de moda & vestuário. Ele atuou no Modatec \ Senai, com boas iniciativas. A votação pela internet vai até o dia 9 de agosto e pode ser feita pelo pbh.gov.bh\comuc

Na onda das lives que invadem o circuito fashion, uma das mais interessantes foi ao ar com o Rodrigo Cezário e a Natalie Oliffson, analisando o nosso mercado de moda. Foram além das previsões do e- commerce e mais.

 Depois de dois anos fora do mercado, a marca Luigi Bertolli volta a comercializar seus produtos apenas por e-commerce, na plataforma de outlet Privalia.

O “Letra em cena. Como ler...”, programa literário do Minas Tênis Clube, retoma suas atividades no formato on-line. Nesta terça, às 20h, no Facebook e no Instagram do Centro Cultural Minas Tênis Clube e no canal do Youtube do clube, será realizada a sessão comemorativa do centenário de Clarice Lispector. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade