Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

Varejo online dobra de tamanho no Brasil na pandemia

No começo da crise, as vendas digitais respondiam por 4% do varejo brasileiro. No auge das restrições, chegou a 20% e agora está acomodada nos 10%


29/04/2021 04:00 - atualizado 29/04/2021 07:55

Compras pelo celular ajudaram a ampliar a participação do comércio digital no mercado brasileiro na pandemia de coronavírus(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press - 22/12/16)
Compras pelo celular ajudaram a ampliar a participação do comércio digital no mercado brasileiro na pandemia de coronavírus (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press - 22/12/16)
A pandemia mudou para sempre os hábitos de consumo. No começo da crise, as vendas digitais respondiam por 4% do varejo brasileiro. No auge das restrições, chegou a 20% e agora a participação está acomodada nos 10%. Ou seja, os negócios on-line mais do que dobraram em apenas um ano.

Outros países conheceram fenômenos parecidos. Na China, o varejo digital passou de 30% para 50%. Nos Estados Unidos, saltou de 15% para 25%, e os níveis certamente permanecerão elevados. É interessante observar o desempenho das empresas na crise do coronavírus.

Em 2020, a Via Varejo, dona das marcas Casas Bahia e Pontofrio, foi a empresa que mais avançou em participação de mercado no e-commerce brasileiro. Segundo levantamento do banco BTG Pactual a partir de dados da SimilarWeb, no ano passado, a fatia da Via Varejo subiu de 11,4% para 16,22%. Na outra ponta, o Mercado Livre perdeu share, encolhendo de 40% em  março de 2020 para 33% um ano depois.

Mato Grosso assina concessão de rodovias

O governo de Mato Grosso assinará o contrato de concessão de 512 quilômetros de rodovias em 6 de maio próximo. Três consórcios – Via Brasil MT, Via Norte Sul e Primavera MT –  venceram os lotes leiloados em novembro e o prazo de concessão é de 30 anos. Estão previstos investimentos de R$ 1,5 bilhão nesse período, com expectativa de geração de 3 mil empregos diretos e indiretos. O objetivo do programa é melhorar as condições para o escoamento da produção agrícola.

Lyft e Uber desistem de carros autônomos

Os aplicativos de transporte estão desistindo do mercado de carros autônomos. Depois de seis meses de negociações, a Lyft, principal concorrente da Uber nos Estados Unidos, vendeu a sua divisão de veículos autônomos para a japonesa Toyota, em uma transação de US$ 500 milhões. No final do ano passado, a própria Uber transferiu a planta desenvolvedora de automóveis sem condutores para a startup Aurora. A completa automação de carros é o maior desafio da indústria automotiva neste século.

Santo Antônio Energia entrega patrimônio arqueológico

A Santo Antônio Energia finaliza amanhã o repasse e a guarda para a Universidade Federal de Rondônia (Unir) do acervo arqueológico encontrado durante a construção da hidrelétrica no Rio Madeira. Os 300 mil artefatos catalogados, como vasos de cerâmica, instrumentos e adornos produzidos por indígenas, foram transferidos para o novo prédio da Unir, em Porto Velho. Durante as pesquisas, foram identificados 15 sítios arqueológicos do período colonial e republicano e 43 no período do pré-colonial.

RAPIDINHAS

  • A fintech Accredito registrou em março um salto de 173% no número de contratos de crédito na modalidade capital de giro em relação a fevereiro. “Normalmente, esta linha é utilizada para quitar dívidas mais caras, pagar os empregados, fornecedores e impostos e até comprar a matéria-prima do produto”, diz Milton Luiz de Melo Santos, presidente da Accredito.

  • Segundo o executivo, a procura se manterá em níveis elevados, já que a retomada está longe de ser uma realidade para a maioria das empresas. De acordo com estudo recente da Fundação Getulio Vargas, a lacuna entre a oferta e demanda das micro e pequenas empresas ultrapassa a cifra dos R$ 200 bilhões.

  • O avanço da vacinação e a reabertura das atividades econômicas melhoraram o humor de empresas e consumidores. Em abril, o Índice de Confiança do Comércio, calculado pela Fundação Getulio Vargas, subiu 11,6 pontos – foi o maior avanço do ano. Já o otimismo dos consumidores cresceu 4,3 pontos, compensando a queda de 44% do mês anterior.

  • Os Estados Unidos incluíram estudantes e acadêmicos brasileiros na lista de viajantes estrangeiros que podem solicitar a entrada no país, apesar das restrições impostas para frear a COVID-19. A decisão do Departamento de Estado beneficiará também britânicos, chineses (da região de Schengen) e iranianos.

"Vamos ter um período de euforia, e o que estamos passando agora vai virar uma história do passado"

Luis Stuhlberger, sócio da Verde Asset e um dos gestores de maior sucesso da história do Brasil, sobre o impacto da vacinação na retomada econômica


172,7%

foi quanto cresceu o crédito imobiliário com recursos da caderneta de poupança em março de 2021 na comparação com o mesmo mês de 2020, segundo dados da Abecip, entidade que representa as financiadoras

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade