Publicidade

Estado de Minas MERCADO S/A

A lição de humildade de Lemann

Encorajados pelas redes sociais, empreendedores supervalorizam seus feitos e incorporam o papel de celebridades


postado em 09/07/2019 04:00 / atualizado em 08/07/2019 20:48





 
 
(foto: Reprodução/YouTube)
(foto: Reprodução/YouTube)
 

Principal líder empresarial do Brasil e controlador de empresas como AB Inbev e Kraft Heinz, Jorge Paulo Lemann deu uma lição de humildade nestes tempos de executivos deslumbrados com o próprio sucesso. Durante a XP 2019, maior evento de investimentos do Brasil, realizada nos dias 5 e 6 deste mês, em São Paulo, Lemann disse que é um “dinossauro se mexendo”. Trata-se de uma referência a um discurso feito por ele um ano atrás, quando declarou se “sentir um dinossauro apavorado” diante das inovações que estão transformando o mundo dos negócios. Aos 79 anos, Lemann afirmou que está “correndo atrás” para se atualizar e que mantém o olho atento às investidas das startups. O depoimento não poderia ser mais destoante do que pensam muitos empreendedores das novas gerações. Encorajados pelas redes sociais, eles supervalorizam seus feitos e incorporam o papel de celebridades. Elon Musk, da Tesla, é o exemplo perfeito de empresários com esse perfil.




Delivery por drone vai 
funcionar no Brasil?
(foto: CNH Industrial/Divulgação )
(foto: CNH Industrial/Divulgação )

Há alguns dias, a B2W Digital, dona das marcas Submarino e Americanas.com, anunciou testes para a entrega de mercadorias com drones. A ideia é que eles sejam usados, a partir de janeiro de 2021, no transporte entre os centros de distribuição e as lojas.  A inovação é ótima, mas funcionará no Brasil? Como fica a segurança? Se caminhões são alvo de ataques de criminosos nas rodovias, os drones ficarão imunes à ação dos bandidos? Também é preciso avançar na legislação, ainda incompleta.


Tecnologia contra o desmatamento

A Ong americana World Resources Institute (WRI) lançou uma ferramenta digital capaz de monitorar o desmatamento dentro das cadeias de suprimentos, especialmente commodities agrícolas. Segundo a organização, o sistema identifica fazendas e detecta possíveis agressões ao meio ambiente. O projeto pegou. Tradings como as americanas Cargill e Mondelez International, a anglo-holandesa Unilever e a francesa Louis Dreyfus Company são adeptas do sistema.


Mercado de 
caminhões avança

Se a economia não deslancha, o mercado de caminhões não tem do que reclamar. No primeiro semestre, foram emplacados 46,9 mil veículos, alta de 44% em relação às 32,2 mil unidades vendidas no mesmo período de 2018. Em função desse resultado, a Federação Nacional Distribuição Veículos Automotores revisou para cima a meta de expansão para 2019. “Embora o PIB não esteja reagindo, o setor de caminhões mantém o ritmo de recuperação”, diz Sérgio Zonta, vice-presidente da Fenabrave






R$ 25 mil por mês

é o salário ideal para ser completamente feliz, segundo estudo publicado pela revista americana Nature Human Behavior, que analisou dados de 1,7 milhão de pessoas no mundo inteiro. Com esse valor, diz a pesquisa, é possível realizar sonhos e não ter preocupações financeiras


rAPIDINHAS

» Incerteza econômica (62%), burocracia (56%), potencial redução da demanda (53%) e falta de mão de obra qualificada (51%) são as principais preocupações do empresário brasileiro, de acordo com o levantamento International Business Report (IBR), elaborado pela Grant Thornton em maio e junho.

» Esses fatores justificam a queda de 12 posições do Brasil no ranking global de otimismo, ocupando atualmente o 17º lugar entre as nações. Quando perguntados sobre o desempenho no período de um ano, 44% dos empresários afirmaram que atingiram um crescimento de receita maior de 5%, e 25% relataram o aumento do número de colaboradores também em mais de 5%.

» A coluna recebeu o seguinte comunicado a respeito de uma nota publicada neste espaço: “A Nestlé esclarece que não há rivalidade entre as marcas Starbucks e Nespresso. Pelo contrário. As cápsulas de Starbucks para sistema Nespresso são produzidas pela própria Nestlé e integram o lançamento da marca Starbucks at Home. A Nestlé adquiriu no último ano, pelo valor de R$ 7,15 bilhões, o direito perpétuo de comercializar produtos de Starbucks fora das cafeterias da marca”.

"Dados são o novo petróleo. A diferença 
é que o petróleo 
vai acabar um dia. 
Os dados, não”
(foto: Win McNamee/AFP )
(foto: Win McNamee/AFP )

. Ajay Banga, 
presidente da Mastercard, durante o evento de inovação Master Minds, realizado em São Paulo



Publicidade