Publicidade

Estado de Minas

Délio Malheiros (PSD) quer armar todos os guardas municipais de Belo Horizonte

Em campanha no Padre Eustáquio, candidato a prefeito apontou a medida como uma das formas de ajudar a combater a violência na capital mineira. Atualmente, apenas 350 dos mais de 2 mil guardas portam armas


postado em 29/08/2016 14:29 / atualizado em 29/08/2016 14:41

Acompanhado do prefeito Marcio Lacerda (PSB), Délio Malheiros cumprimentou eleitores e pediu votos a eleitores no Padre Eustáquio(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Acompanhado do prefeito Marcio Lacerda (PSB), Délio Malheiros cumprimentou eleitores e pediu votos a eleitores no Padre Eustáquio (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
 

O vice-prefeito de Belo Horizonte Délio Malheiros (PSD) anunciou nesta segunda-feira que, se eleito em outubro, pretende armar todos os 2.090 guardas municipais hoje em exercício na capital. Atualmente, 350 homens usam armas.


“A ideia é aumentar o efetivo e qualificar a todos para portar armas de fogo”, afirmou o candidato a prefeito, ao comentar sobre o combate à violência no bairro Padre Eustáquio, na Região Noroeste de BH, local escolhido por ele para fazer campanha nesta segunda-feira.

O prefeito Marcio Lacerda participou da caminhada pelo comércio local e sugeriu que Délio realize uma consulta popular sobre a fonte de recursos para custear um aumento do efetivo para cerca de 4 mil guardas municipais.

Isso porque, em razão do aperto no caixa, a verba terá que sair de outro setor. “A cidade precisa decidir de onde tirar recursos para aumentar o investimento na Guarda Municipal”, afirmou Lacerda.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade