SIGA O EM

Homem com suspeita de embriaguez bate em viatura da PM em BH

Segundo informações dos militares, o carro com a guarnição estava parado no bairro Lourdes quando foi atingido por um Fusca em alta velocidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1111134, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Leonardo Alvarenga/ Divulga\xe7\xe3o ', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/03/20/855653/20170320120658229303u.jpeg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 20/03/2017 08:58 / atualizado em 20/03/2017 12:07

Estado de Minas

Leonardo Alvarenga/ Divulgação
Uma batida envolvendo um veículo e uma viatura do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas da PM – Rotam deixou dois policiais e um homem ferido.

O acidente ocorreu no início da madrugada desta segunda-feira, no Bairro Lourdes, Região Centro Sul da capital.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), a viatura estava parada em um semáforo no cruzamento da Avenida Bias Fortes e Rua Gonçalves Dias, no sentido Praça da Liberdade, quando um veículo, de modelo Fusca em alta velocidade, bateu na traseira do carro em que estavam os quatro policiais.

O cabo Thiago Marques Pereira, de 32 anos que conduzia a viatura e o sargento Rafael Souza Pereira, de 26 anos, passageiro no banco da frente, ficaram feridos e foram encaminhados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu a um centro de saúde. O cabo se queixou de dores na cabeça e região torácica e foi submetido a exames de imagem.

O sargento, com dores na cabeça e nas costas, também foi encaminhado aos médicos para exames. O condutor do Fusca, Fabrício Meyer Godoy, de 38 anos, estava inconsciente durante o socorro do Samu e foi encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro João XXIII, com suspeita de traumatismo craniano, devido ao impacto da batida, e com ferimentos pelo corpo.

Ainda de acordo com a corporação, o homem apresentava indícios de dirigir após ingerir bebidas alcoólicas. Com o estado de inconsciência, não foi possível realizar o teste do bafômetro, mas, segundo os policiais, o homem – um Psiquiatra, apresentava forte hálito alcoólico.

O homem teve a carteira de habilitação recolhida e o veículo foi removido e entregue em um pátio da BHTrans. Foi feita, também, uma autuação de infração de trânsito e o registro da ocorrência foi realizado em uma delegacia da Polícia Civil no Detran.

Os outros dois policiais que estavam no banco de trás da viatura, não ficaram feridos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600