SIGA O EM

Moradores de Bento Rodrigues homenageiam o padroeiro São Bento pela 1ª vez após tragédia de Mariana

As famílias participam de uma missa na Capela de Santa Cruz, no Barro Preto, em Mariana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 11/07/2016 19:03 / atualizado em 11/07/2016 22:08

Gustavo Werneck

Dia de fé, orações e muitas lembranças. Mais de oito meses após a tragédia que destruiu comunidades, matou 19 pessoas e degradou o Rio Doce, moradores de Bento Rodrigues, em Mariana, na Região Central, participam de uma missa na Capela de Santa Cruz, no Barro Preto, na cidade, para homenagear o padroeiro São Bento. Trata-se da primeira vez, no dia dedicado ao santo, que as famílias atingidas não terão o culto em sua igreja centenária, que foi soterrada pela lama vazada da Barragem de Fundão, da mineradora Samarco, em 5 de novembro.

“Em Bento Rodrigues, sempre celebrávamos o dia de São Bento no último fim de semana de julho, mas, com a transferência das famílias para Mariana, decidiu-se pela missa no dia do padroeiro”, informou o empresário Mauro Marcos da Silva. A missa está sendo celebrada pelo padre Armando Godinho. Com o tema São Bento e a comunidade em superação, o louvor ao santo protetor começou sexta-feira com início do tríduo.

A tragédia do rompimento da barragem devastou Bento Rodrigues, povoado que mantinha forte tradição religiosa. Além das residências, a lama destruiu a capela de São Bento, construção do século 18. De fachada simples, a edificação tinha duas janelas em madeira de cor azul, uma cruz latina em cima da cumeeira.

O altar era esculpido em madeira e abrigava a imagem de São Bento, uma obra de arte de 60 centímetros de altura, talhada em madeira e banhada a ouro, que integrava o acervo da capela ao lado das imagens de Senhora do Rosário e Senhor dos Passos e mais 30 peças antigas, algumas banhadas em prata. Uma cruz de prata identificada como pertencente ao acervo foi encontrada quilômetros depois no mar de lama.

RB

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600