SIGA O EM
 col-xs-12

Ao completar 350 anos, Correios reforça imagem de empresa cidadã

Empresa garantiu o terceiro lugar geral das marcas mais prestigiadas em Minas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/11/2013 15:48 / atualizado em 14/11/2013 16:49

O terceiro lugar geral das marcas mais prestigiadas em Minas foi conquistado pelo Correios, instituição que também ocupa a primeira posição no segmento Serviços públicos. Reconhecida pela qualidade de seus produtos e serviços e por sua longa história e evolução, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) subiu quatro posições no ranking, em relação ao ano passado, e figura ainda entre as empresas mais admiradas e confiáveis entre os mineiros. “Estar novamente no ranking das marcas mais prestigiadas pelos mineiros é o reconhecimento da população em relação ao esforço continuado que os milhares de colaboradores dos Correios despendem todos os dias para assegurar uma alta qualidade na prestação de serviços, combinada com a nossa atitude empresarial social e ambientalmente responsável”, ressalta o diretor regional, Pedro Amengol.

Esse reconhecimento não poderia se dar em um ano mais especial. Afinal, criados em 25 de janeiro de 1663, os Correios completaram 350 anos de atividade no Brasil. Uma data histórica que está sendo comemorada com uma extensa agenda de atrações por todo o país. A programação oficial, que foi aberta em janeiro e se estenderá até 31 de dezembro, inclui a realização de shows, de exposições, do 1º Concurso Nacional de Fotografia “Vá mais longe” e do 1º Prêmio Correios de Jornalismo, entre outras.

DEDO DE MINEIRO

A proposta é levar cultura e entretenimento à população, reforçando a imagem dos Correios como uma empresa cidadã e comprometida com a responsabilidade e o desenvolvimento social brasileiro. Para os mineiros, essa comemoração tem um ‘ tempero’ ainda mais especial. Isso porque a logomarca dos 350 anos foi idealizada por um dos funcionários da estatal: Helton Lúcio da Silva Soares, atendente comercial em Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

A imagem simboliza o papel dos Correios como importante integrador do território nacional por meio de elementos combinados da bandeira nacional. As curvas transmitem a ideia de avanço, dinamismo e capilaridade da empresa, além de fazer alusão à topografia brasileira. Já o desenho de uma folha na marca é referência à sustentabilidade, um dos valores também praticados pela estatal.

EFICIÊNCIA

 

Entre os motivos para os Correios estarem entre as marcas mais queridas pelos mineiros, alguns se destacam. O diretor regional lembra que os serviços postais no Brasil apresentam índices de qualidade e eficiência comparáveis aos melhores correios do mundo. “Além disso, somos uma empresa inovadora, que está sempre buscando formas de promover o melhor atendimento à população para proporcionar ao cidadão a máxima conveniência e possibilidade de inclusão”, frisa.

Amengol afirma que a presença maciça dos Correios em todo o país mostra a preocupação social da estatal. “Ao disponibilizar serviços postais nos mais distantes rincões, a empresa está ‘entregando inclusão social’ ao cidadão. O Banco Postal é também um exemplo que evidencia esse direcionamento dos Correios para uma atuação socialmente responsável, ao oferecer serviços bancários a toda a população.”

Outro aspecto que merece ser destacado é o fato de os carteiros, além de responsáveis pela distribuição das correspondências, serem também agentes difusores de importantes campanhas governamentais, voltadas para a conscientização dos brasileiros. Entre elas, campanhas de combate à dengue e à exploração sexual infantil, bem como de incentivo ao aleitamento materno e à doação de sangue e de medula óssea.

SERVIÇOS AMPLIADOS

 

Com um volume diário de 4,3 milhões de entregas em Minas, o Correios tem investido em infraestrutura, melhoria e modernização de sua rede de atendimento no estado, onde funcionam 936 agências. Com a aprovação da Lei 12.490/11, a estatal se fortaleceu e se modernizou como empresa pública. Agora, pode atuar no exterior, incrementar a oferta de serviços postais eletrônicos, financeiros e de logística integrada. Além disso, pode constituir subsidiárias, adquirir participação acionária em outras empresas e firmar parcerias para agregar valor à rede e à marca.

“Estamos sempre investindo em pessoal, infraestrutura e tecnologia. Este ano, iniciamos testes com motocicletas elétricas. Procuramos ampliar nossas linhas de negócios, oferecendo mais serviços postais eletrônicos, financeiros e de logística integrada. Para o controle de qualidade, além do uso de indicadores internos, fazemos pesquisas para mensurar a satisfação da população com os nossos serviços”, esclarece o diretor.

CONFORTO

 

Eleita nesta quarta edição da pesquisa como uma das 10 melhores empresas para trabalhar, a ECT contratou, desde 2011, mais de 20 mil trabalhadores por concurso. Investiu R$ 810 milhões na compra de 16 mil veículos, na construção, reforma, manutenção e ampliação de 1,5 mil unidades, e também na aquisição de computadores e equipamentos para a área operacional.

“Do orçamento total destinado aos Correios em Minas em 2013, quase 65% dos recursos estão sendo direcionados a novas instalações de unidades. O valor representa cerca de R$ 20 milhões em investimentos, que visam proporcionar melhores condições de trabalho aos empregados e mais conforto aos clientes. Até o fim deste ano e para 2014 estão previstas obras em mais 30 unidades operacionais no estado”, conclui Pedro Amengol.

Satisfação avaliada

Em paralelo à vertente social, os Correios oferecem soluções com tecnologia de ponta para atender as necessidades de comunicação das empresas e instituições em um mercado cada vez mais globalizado e competitivo. É o caso do Sedex. Criado em 1982, tornou-se um dos principais produtos da empresa e lidera o setor de encomendas expressas no Brasil. Nos últimos anos, o serviço passou a contar com outras modalidades, como o e-Sedex, Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje e Sedex Mundi, acelerando ainda mais a entrega de encomendas.

Presente no dia a dia de toda a população, os Correios mantêm diferentes canais de interação com o público. Além da central de atendimento, via telefone e e-mail, e do portal Fale com os Correios (sistema Fale Conosco e Ouvidoria), também oferece atendimento por meio das agências e área de vendas. Diariamente, a central faz, por amostragem, uma pesquisa de satisfação sobre o atendimento recebido pelos usuários. A cada dois anos, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) realiza pesquisa de satisfação de imagem institucional da empresa. Nela, os clientes são convidados a atribuir nota à eficiência dos Correios, inclusive sobre o seu grau de satisfação em relação aos canais de atendimento.

NOVAS MÍDIAS

 

A comunicação no ambiente virtual também tem avançado, focando especialmente o público jovem. Uma das iniciativas é o Blog dos Correios, canal de interação com a sociedade criado em 2011 e que atingiu, em setembro deste ano, mais de 5 milhões de acessos. “Temos ainda, voltado para esse mesmo público, o programa Jovem aprendiz dos Correios, que se propõe a preparar jovens, entre 14 e 20 anos, para o mercado de trabalho.

Já o programa Cidadania em ação, criado em 1991, oferece a pessoas com deficiência a oportunidade de adquirir conhecimentos e habilidades para inserção no mercado de trabalho. O ingresso se dá por meio de contratos entre os Correios e instituições sem fins lucrativos. O participante é empregado da instituição parceira e desempenha atividades administrativas e de apoio operacional nas agências dos Correios por um período de até cinco anos.

CENTRAL BRAILLE

 

Outro serviço que demonstra o compromisso social dos Correios no atendimento à população é a Central Braille, que comemorou seis anos de atividade em outubro. Ela funciona em Belo Horizonte e atende todo o país. O serviço, idealizado pelo advogado Mário Alves de Oliveira – que perdeu a visão ainda na adolescência – funciona da seguinte maneira: os clientes enviam sua correspondência, que pode ser escrita em braille ou de forma convencional, e a central a converte para a linguagem de domínio do destinatário. Só em 2013, foram convertidas mais de 2.719 mensagens. Desde a sua criação, já são mais de 13,6 mil mensagens transcritas. Os Correios têm ainda convênios com diferentes concessionárias para a emissão de contas em braille.

Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 20/11/03


Papai Noel Solidário

Os mineiros são grandes parceiros da tradicional campanha “Papai Noel dos Correios”. A cada ano, o número de cartas apadrinhadas no estado aumenta, confirmando a vocação solidária da população. Em 2012, foram 115.667 correspondências recebidas e 108.943 pedidos de presentes atendidos. Tudo começou em 1989. Os carteiros de Belo Horizonte recebiam cartinhas destinadas ao bom velhinho, tendo como endereços “rua do céu, rua da esperança” e não sabiam o que fazer para atendê-las. No início, a maioria dos pedidos era para a doação de cesta básica, material de construção e empregos. Em 2009, a Diretoria Regional MG serviu de piloto-nacional para a campanha, ao implantar o critério de receber cartinhas de escolas, uma alternativa para garantir o ‘cunho infantil’ dos pedidos. No ano seguinte, a campanha tornou-se um programa corporativo, estabelecendo parcerias com escolas públicas, creches e abrigos que atendem crianças em situação de risco social. Nos últimos três anos foram recebidas quase 4,5 milhões de cartas em todo o Brasil. Desse total, 2 milhões atendiam os critérios da campanha e 71% delas foram apadrinhadas.

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600