Mais de 10 mil foliões cantaram com Michel Teló em Divinópolis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 410534, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2012/02/21/279268/20120221120751716327a.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': None}]

postado em 21/02/2012 12:00 / atualizado em 21/02/2012 12:07

Simone Lima

Depois de ter agitado Abaeté no último dia 18, Michel Teló esteve mais uma vez no Centro-Oeste de Minas e provou que carnaval tem tudo haver com música sertaneja. Dessa vez o cantor paranaense subiu aos palcos do trio elétrico em Divinópolis, cidade pólo da região. Pelo menos 10 mil pessoas cantaram e dançaram ao som do “Ai se eu te pego” e de outros sucessos.

Ainda na porta do hotel, Teló recebeu o carinho dos fãs. Com cartazes e muita animação, homens, mulheres e crianças aguardavam ansiosos por uma aparição do ídolo. A dona de casa Fernanda Garcia Amaral, de 26 anos, levou a filha Mariana, de 2, para ver de perto o músico. “Ela canta e dança a música dele o tempo todo. Quando vê uma foto, fica apontando para que todos olhem. Tão pequena e já é fã do Michel Teló, assim como a mãe”, brinca.

Teló ficou animado com a recepção. Ele lembrou o início de sua carreira, aos 12 anos de idade e se emocionou ao falar da homenagem que recebeu de Roberto Carlos, que cantou o hit “Ai se eu te pego” no navio Costa Pacífica, no último dia 4. “Quando tinha sete anos, cantei a música ‘Meu querido, meu velho, meu amigo’ na escola. Era uma homenagem para os pais. Depois daquele dia, eu percebi que a música estaria para sempre na minha vida. Então, receber uma homenagem do Rei, é realmente inacreditável”, diz.

Com simpatia e simplicidade, Teló afirma nunca ter imaginado fazer tanto sucesso. O cantor acredita que há algo de “mágico” no “Ai se eu te pego” e afirma que o sucesso da canção está na simplicidade da letra e no ritmo. “É muito difícil fazer uma música simples que se torne popular. Existe uma linha para isso e é extremamente difícil acertar. Acredito que ‘Ai se eu te pego’ conseguiu isso. Ser simples e popular. É uma música que envolve, há algo de mágico nessa canção”, afirma.

Quem conferiu de perto a apresentação do músico, concorda: há realmente algo de mágico no sucesso. O empresário Alexandre Fonseca, de 32 anos, é uma dessas pessoas. Ao lado dos amigos, ele aproveitou a noite para se divertir ao som de Teló. “Está animado demais.

O carnaval está excelente e o show do Michel Teló trouxe muita energia para a cidade”, acrescenta.
Cantando todos os sucessos de Teló, o casal Daniele Cristina de Freitas, de 24 e José Naves, de 28, estavam em clima de romance e descontração. “Viemos para Divinópolis por causa do Michel Teló. Quem não gosta? Está tudo perfeito”, finaliza Daniele.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600