19°/ 29°
Belo Horizonte,
20/ABR/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Leilão da linha de Belo Monte deve ocorrer em 2014

Agência Estado

Publicação: 07/10/2013 13:31 Atualização: 07/10/2013 13:43

O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, afirmou que o leilão de linha de transmissão da hidrelétrica Belo Monte, do Rio Xingu (PA), será realizado ainda no primeiro trimestre de 2014. "O linhão deve ser no início do ano que vem", afirmou o executivo, que participou de seminário promovido pelo Grupo de Economia de Energia (GEE/UFRJ).

Inicialmente, a intenção do governo federal era licitar o linhão de Belo Monte ainda em 2013. Mas a única licitação de transmissão prevista até o fim do ano, marcada para novembro, não ofertará o tronco principal de escoamento da energia da usina. "Porém, está garantido que dá tempo para a linha entrar em operação em janeiro de 2018, quando é o momento que o sistema precisa", afirmou Tolmasquim. O linhão irá trazer a energia da usina para o Sudeste.

Caso a data seja cumprida, a linha de transmissão irá entrar em operação comercial dois anos depois da entrada da primeira turbina de Belo Monte, que é a maior hidrelétrica em construção no País com 11 mil MW de capacidade. A expectativa da Norte Energia, concessionária que está construindo e operará Belo Monte, é de colocar a primeira máquina em funcionamento em 2016.

Isso, no entanto, não significa que a hidrelétrica não conseguirá escoar a sua energia. Por estar próxima da hidrelétrica de Tucuruí, também no Pará, Belo Monte poderá utilizar a infraestrutura de transmissão existente para escoar a sua produção inicial de energia. Além disso, o governo federal vem licitando alguns projetos nos últimos leilões de transmissão conhecidos no setor como o sistema "pré-Belo Monte", os quais permitirão antecipar o escoamento da energia.

Leilão de energia

Tolmasquim ainda se mostrou confiante sobre a participação da hidrelétrica São Manoel, de 700 MW de capacidade, no leilão de energia nova A-5 que será realizado em dezembro, que tem por objetivo contratar a demanda do mercado cativo em 2018. "Fizemos as audiências públicas e foram muito boas. Está tudo ocorrendo para que o projeto seja licitado. Estamos muito otimistas. A parte mais complicada, que eram as audiências públicas, foram feitas com sucesso", afirmou.

O projeto da hidrelétrica São Manoel, do Rio Teles Pires (PA/MT), ainda não dispõe da licença prévia ambiental (LP). Sem este documento, o projeto não poderá ser licitado pelo governo federal no leilão A-5.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.