Caixa abre inscrições para concurso público

Editais são para cargos de nível médio e superior. Remuneração inicial varia de R$ 1.744,00 a R$ 7.734,00, mais benefícios

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 02/03/2012 10:35

Estado de Minas

A Caixa Econômica Federal está com inscrições abertas para realização de concurso público em 2012. Os editais preveem concurso para cargos de nível médio e superior, para formação de cadastro de reserva.

Para o cargo de Técnico Bancário Novo (TBN), é exigido nível médio dos candidatos e a remuneração inicial é de R$ 1.744,00, mais benefícios. Para os cargos de nível superior, haverá concurso para as carreiras de advogado, arquiteto e engenheiro – áreas: civil, elétrica, mecânica e agronômica, em âmbito nacional. A remuneração inicial é de R$ 7.734,00, mais benefícios.

As inscrições tiveram início na última segunda-feira (27) e vão até 13 de março. As taxas de inscrição são de R$ 37,00 para os cargos de nível médio e de R$ 73,00 para os de nível superior.

Mais informações, incluindo os editais, estão disponíveis para consulta no site da Fundação Cesgranrio: www.cesgranrio.org.br/concursos/principal.aspx.

Três mil vagas para aprendiz

A Caixa também abriu cerca de 3 mil vagas para o Programa Adolescente Aprendiz. Os interessados devem entrar em contato com as entidades selecionadas, para efetuar a inscrição. É necessário ter de 14 anos e meio a 16 anos incompletos, estar cursando, no mínimo, o 9º ano do Ensino Fundamental e possuir renda familiar per capita de até meio salário mínimo.
 
A contratação será realizada, gradualmente, nas localidades onde houver vaga disponível e de acordo com as necessidades estratégicas da CAIXA. O contrato tem a duração de 24 meses e os adolescentes serão capacitados nas ocupações de contínuo (office-boy), auxiliar de escritório e escriturário.
 
O programa, criado em 2003, já beneficiou mais de 17 mil adolescentes. O objetivo do projeto é promover a inclusão social do jovem, de família em situação de vulnerabilidade socioeconômica, no mercado de trabalho, por meio de sua capacitação profissional em serviços bancários e administrativos.