Publicidade

Estado de Minas

Volvo XC40 elétrico é lobo em pele de cordeiro e conta com muita tecnologia

Com dois motores elétricos, um em cada eixo, SUV tem 408cv de potência e tração integral. Modelo ainda se destaca pelas tecnologias semiautônomas


13/11/2021 04:00 - atualizado 12/11/2021 23:20

Grade
A grade dianteira fechada é um detalhe que identifica a versão elétrica do SUV compacto, que não tem demanda tão grande de arrefecimento e, dessa forma, contribui para o aspecto aerodinâmico (foto: Jorge lopes/EM/D.A Press)


A Volvo declarou que, até 2030, quer toda a sua gama de veículos 100% elétrica. É isso mesmo, a marca sueca quer “enterrar” de vez o motor a combustão interna, e decretou também o fim dos híbridos. O plano é mais ambicioso quando se leva em consideração que o fabricante lançou seu primeiro modelo puramente elétrico, o Volvo XC40 Recharge P8 AWD, no fim do ano passado.
O modelo chegou ao Brasil neste ano e, certamente, será o veículo 100% elétrico mais vendido do país em 2021, com pelo menos 450 unidades. Testamos o SUV compacto fabricado na Bélgica para ver se tem mesmo predicados para ostentar esse título. Pode não parecer para quem olha o veículo por fora, mas se trata de uma pimentinha brava.
 
Traseira
A traseira do XC40 Recharge traz as tradicionais lanternas em formato bumerangue com LED, um spoiler na extremidade do teto e para-choque liso, onde se nota a óbvia ausência da saída do escapamento (foto: Jorge lopes/EM/D.A Press)
 
 
O visual do XC40 não é novidade, um SUV com porte robusto e linhas musculosas. Mas o charme dessa versão elétrica é a grade fechada, já que os elétricos não têm uma demanda tão grande de arrefecimento. Além de enfatizar o aspecto tecnológico, o componente reduz a resistência aerodinâmica e torna o veículo mais eficiente. Outro destaque são as rodas de 20 polegadas. Já a coluna C muito larga atrapalha a visibilidade traseira em manobras.
 
Lado
O SUV tem 4,42m de comprimento e 2,70m de distância entre-eixos (foto: Jorge lopes/EM/D.A Press)
 

A BORDO O visual interno é bastante limpo. Nem botão para ligar o XC40 Recharge Pure Electric tem. Para dirigir, basta deslizar a alavanca de câmbio para o modo D e ir embora. Para desligar, é só apertar o botão P, que não precisa nem acionar o freio de estacionamento. Quase todos os comandos estão disponíveis na tela central de nove polegadas, disposta na vertical, ou pelo quadro de instrumentos digital de 12,3 polegadas.
 
Painel
Painel tem poucos comandos físicos, mas traz multimídia moderna (foto: Jorge lopes/EM/D.A Press)
 
 
No acabamento, os bancos são revestidos com um material chamado microtech, que lembra o couro nas bordas e camurça no centro. É que a Volvo decidiu não usar mais esse derivado animal em seus veículos elétricos. Ainda se destacam no interior do SUV os bancos dianteiros com ajustes elétricos e extensores do assento, além do teto solar panorâmico.
 
Bancos
O banco traseiro acomoda apenas duas pessoas com conforto (foto: Jorge lopes/EM/D.A Press)
 
 
O banco traseiro acomoda bem apenas duas pessoas, já que o túnel do assoalho é bem alto. O porta-malas tem 414 litros, um bom espaço se levarmos em conta que a traseira também conta com um motor. A abertura da tampa do compartimento de bagagens é elétrica, podendo também ser acionada por um “chutinho” abaixo do para-choque, caso as mãos do usuário estejam ocupadas. Abaixo do capô existe um compartimento de 31 litros para armazenar pequenas compras ou objetos menores.
 
porta-malas
O porta-malas tem capacidade de 414 litros, com bom espaço (foto: Jorge lopes/EM/D.A Press)
 

RODANDO O XC40 Recharge P8 AWD traz dois motores elétricos, um em cada eixo, ou seja, a tração é integral. Juntos, os motores somam 408cv de potência e 67,3kgfm de torque, disponíveis sem a necessidade de subir as rotações. Mesmo pesando mais de duas toneladas, a aceleração do modelo até os 100km/h é feita em 4,9 segundos.
 
Motor
Sob o capô, na dianteira, outro compartimento de 31 litros (foto: Jorge lopes/EM/D.A Press)
 
 
O XC40 traz o modo One Pedal Drive, que permite desacelerar o veículo dosando o pé no acelerador, não precisando recorrer ao freio. Além de facilitar a vida do motorista, essa função otimiza a regeneração da energia nas frenagens para recarregar as baterias. Porém, durante nossa experiência, a autonomia do modelo testado não subiu durante o uso urbano, o que costuma ser normal em outros elétricos, devido justamente à regeneração da energia vinda dos freios.

AUTONOMIA As baterias que equipam o XC40 elétrico são de 78kWh, que proporcionam autonomia de 418 quilômetros (ciclo WLTP). É mais do que suficiente para o uso urbano e ainda possibilita fazer pequenas viagens sem se preocupar, caso o destino tenha alguma estrutura para recarga.
A recarga completa desse veículo no Wallbox da Volvo dura entre 7 e 8 horas, ou seja, pode ser feita em uma noite. Quem comprar o modelo até o fim do ano ganhará esse Walbox, que atualmente custa algo em torno de R$ 9 mil. Mas, em um carregador ultrarrápido, é possível recuperar 80% da bateria em 40 minutos.
 
Roda
Rodas de liga de 20 polegadas, com pneus de medidas diferentes (foto: Jorge lopes/EM/D.A Press)
 

TECNOLOGIA Com várias tecnologias semiautônomas, um dos destaques do XC40 elétrico é a combinação do Pilot Assist com o Controle de Cruzeiro Adaptativo. Basta escolher a velocidade máxima que se pretende rodar, a distância em relação ao veículo da frente e deixar o carro te levar, já que ele realiza sozinho até as curvas. Mas, para ter certeza de que você não virou carona, ele pede para colocar as mãos no volante frequentemente. Outro destaque é a nova central multimídia, que usa o sistema operacional Google Automotive Services, que integra ao carro recursos como o comando por voz, navegação e aplicativos.

CONCLUSÃO Vendido em versão única por R$ 389.950, o XC40 elétrico ainda não tem concorrentes diretos no Brasil, nem em tamanho e nem em preço. Além dos bons atributos, o fato de ser o SUV elétrico mais “barato” do país, certamente explica seu bom desempenho de vendas. Ainda assim, o mercado de veículos 100% elétricos engatinha no Brasil. Para se ter ideia, 2021 será o primeiro ano em que esse tipo de veículo vai romper a barreira dos mil emplacamentos.
 
FICHA TÉCNICA

» MOTOR
Dois motores elétricos, um em cada eixo, que desenvolvem juntos potência máxima de 408cv e torque máximo 
de 67,3kgfm

» TRANSMISSÃO
Tração integral

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, McPherson, com barra estabilizadora; e traseira independente, com barra de torção/20 polegadas/235/45/R20 (dianteiros) e 255/40/R20 (traseiros)

» DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica progressiva

» FREIOS
Regenerativos, a discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com sistema ABS

» CAPACIDADES
Porta-malas, 414 litros; de carga (passageiro e carga), ND

» PESO
2.118 quilos

» DIMENSÕES
Comprimento, 4,42m; largura, 1,86m; altura, 1,64m; distância entre-eixos, 2,70m; altura do solo, 17,6cm

» BATERIA
78kWh

» AUTONOMIA*
418 quilômetros (ciclo WLTP)

» DESEMPENHO
Velocidade máxima de
180km/h (limitada)
Aceleração até 100km/h 
em 4,9 segundos

» Dados do fabricante
(*) A autonomia pode variar de acordo com o estilo de condução

» EQUIPAMENTOS

» DE SÉRIE
Airbags frontais, laterais, de cortina e de joelho; alertas de colisão frontal e traseira; frenagem automática; alerta de ponto cego; alerta de tráfego cruzado; alerta de mudança de faixa com assistente de direção; Isofix; sistema de proteção contra impactos laterais, lesões na coluna cervical e em saída de estrada; assistente de partida em aclive e declive; assistente de descidas íngremes; câmera 360 graus; controle de cruzeiro adaptativo; chave presencial; sensor de chuva; faróis Full LED; faróis de neblina; luzes de condução diurna; retrovisor interno com escurecimento; retrovisores elétricos e retráteis; freio de estacionamento elétrico; sistema de monitoramento de pressão dos pneus; abertura e fechamento elétrico do porta-malas; kit reparos dos pneus; carregador para smartphone por indução; ar-condicionado digital de dupla zona; teto solar panorâmico; sistema multimídia com Google Automotive Service; quadro de instrumentos digital; sistema de áudio com 13 alto-falantes.

» OPCIONAL
Não há.

l QUANTO CUSTA?
O Volvo XC40 Recharge Pure Electric P8 AWD é vendido em versão única no Brasil por R$ 389.950. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade