Continue lendo os seus conteúdos favoritos.
Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Os detalhes do T-Cross

SUV compacto da Volkswagen chega em abril, a partir de R$ 84.990, mas pré-venda já está aberta. Versão de entrada traz conjunto mecânico com motor 1.0 turbo e câmbio manual


postado em 23/02/2019 05:05

Apesar de compacto, novo utilitário-esportivo tem visual robusto(foto: Volkswagen/Divulgação)
Apesar de compacto, novo utilitário-esportivo tem visual robusto (foto: Volkswagen/Divulgação)



A Volkswagen abriu a pré-venda do T-Cross, o mais novo SUV da marca. Apesar de as entregas só estarem previstas para os próximos meses, provavelmente abril, a marca já considera que o modelo está lançado no Brasil (o modelo já chegou a alguns mercados da Europa). Como o utilitário-esportivo já havia sido apresentado ao grande público durante o Salão do Automóvel de São Paulo, no fim do ano passado, a maior curiosidade estava quanto aos seus preços: de R$ 84.990 a R$ 109.990.
Construído sobre a plataforma modular MQB compacta, a mesmo do Polo, o T-Cross nacional é 9 centímetros mais longo que o europeu, tem mais 8,8cm de entre-eixos e é 1,1cm mais alto. Suas dimensões são 4,19 metros de comprimento, 1,56m de largura e 2,65m de entre-eixos. O SUV é fabricado em São José dos Pinhais (no Paraná) e tem 70% de nacionalização. O porta-malas é pequeno para o que se espera de um utilitário-esportivo, 373 litros, mas é possível ampliar seu volume para 420 litros abrindo mão do conforto no banco traseiro, bastando verticalizar o encosto.

MOTORES São duas opções de motor. Os modelos de entrada trazem sob o capô o propulsor 1.0 turbo flex – com potências de 116cv e 128cv (gasolina/etanol) e 20,4kgfm de torque –, com opções de câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas. Já a versão mais sofisticada traz motor 1.4 turbo flex, de 150cv e 25,5kgfm, e câmbio automático de seis marchas. Segundo o fabricante, com esse conjunto mecânico o T-Cross alcança os 100km/h em 8,7 segundos e velocidade máxima de 198km/h. Os freios têm discos nas quatro rodas. A direção tem assistência elétrica.

CONTEÚDO O T-Cross 200 TSI manual (R$ 84.990), versão de entrada do modelo, tem bom pacote de equipamentos, com destaque para seis airbags (frontais, laterais e de cortina), controle de tração e estabilidade, bloqueio eletrônico do diferencial, ajuste de altura e distância do volante, ar-condicionado, assistente de partida em rampa, sensores de estacionamento, sensor crepuscular, Isofix, faróis de neblina com função cornering, luzes diurnas, lanternas em LED, rebatimento do banco do passageiro, suporte para celular no painel com entrada USB, vidros e travas elétricas, retrovisores com ajustes elétricos, volante multifuncional, rack de teto, rodas de liga leve de 16 polegadas e sistema de som Media Plus, com rádio AM/FM, Bluetooth, MP3 player, entradas USB e SD-card.


Já o T-Cross 200 TSI automático (R$ 94.490) adiciona, além do câmbio, controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço central com porta-objetos, volante revestido em couro com aletas para troca de marchas, saídas de ar-condicionado e duas entradas USB para o banco de trás, sistema multimídia Composition Touch com tela de 6,5 polegadas e grade em preto brilhante.


A versão 200 TSI Comfortline automático (R$ 99.990) soma ar-condicionado digital, ajuste lombar para o banco do motorista, câmera de ré, indicador de pressão dos pneus, porta-luvas refrigerado, assoalho do porta-malas com ajuste de profundidade, rodas de 17 polegadas, sensores dianteiros de estacionamento, sistema de frenagem automática pós-colisão, grade com detalhes cromados, colunas B pintadas em preto brilhante e para-choque traseiro com apliques cromados.
A versão de topo, 250 TSI Highline automático (R$ 109.990), adiciona bancos em couro, retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores com rebatimento automático, iluminação ambiente de LED, detector de fadiga, chave presencial, sensor de chuva, rack de teto na cor prata, detalhes cromados nos faróis de neblina, grade dianteira e moldura dos vidros e cobertura dos pedais de alumínio. Entre os principais opcionais, dependendo da versão, estão teto solar panorâmico, painel digital e sistema Discover Media com tela de 8 polegadas e GPS.

PRÉ-VENDA Você que é chegado em uma novidade e não vê problema em pagar por um produto que mal conhece já pode procurar por uma concessionária da marca para ser um dos primeiros a desfilar com uma novidade pelas ruas da cidade, alegria que sempre dura cerca de um mês. Disponível para os dois pacotes mais caros, a pré-venda exige sinal de R$ 5 mil, no boleto bancário ou no cartão de crédito, mas vai ter que esperar para guardá-lo na garagem. Inicialmente, foram reservadas 400 unidades de cada versão. Pelo menos a Volkswagen vai dar brindes para quem comprar o modelo nessa modalidade: um cooler para a versão Comfortline e uma bicicleta dobrável para a Highline.


Publicidade