Publicidade

Estado de Minas

Marcos Caruso usa o humor para relembrar triângulos amorosos de "Pega pega"

Ator diz que reprise da novela tem a missão de divertir. E brinca: ''Estamos em tempo de pentágonos, hexágonos amorosos. Quem não entendeu isso é quadrado"


31/10/2021 04:00 - atualizado 31/10/2021 01:37

Ator Marcos Caruso faz careta
Ator, que está no ar na novela "Pega pega" da Globo, afirma que seu personagem é a imagem do povo brasileiro (foto: Globo/Divulgação)

"Pedrinho é o cara que foi roubado... Só que o personagem era um bon vivant, que continuou achando que estava tudo bem e isto é o que nós não podemos fazer hoje. A lição que fica é: ao sermos roubados, temos de nos revoltar""

Marcos Caruso, ator


Para Marcos Caruso, Pedrinho se acostumou a viver fora da realidade em “Pega pega”. No entanto, na reprise da novela das 19h da Globo, o bon vivant precisa encarar uma nova forma de sobreviver após ter os US$ 40 milhões da venda do Carioca Palace furtados. Mesmo recuperando parte do dinheiro com a prisão dos ladrões, ele perde a fortuna por conta de dívidas. Ainda assim, o avô de Luiza (Camila Queiroz) não desanima e abraça uma vida mais simples ao lado de Arlete (Elizabeth Savala).

"Pedrinho representa todo o povo brasileiro. Ele é o cara que foi roubado. Em tudo o que nós (cidadãos) poderíamos ter, fomos afanados. Só que o personagem era um bon vivant, que continuou achando que estava tudo bem e isto é o que nós não podemos fazer hoje. A lição que fica é: ao sermos roubados, temos de nos revoltar", afirma.

Originalmente exibida em 2017, “Pega pega” continua cumprindo a missão de divertir, segundo Caruso. O ator fala dos bastidores com os colegas de elenco de forma entusiasmada. E também se sente à vontade para brincar sobre o triângulo amoroso de Pedrinho com Arlete e Sabine (Irene Ravache). Sem falar que o patrão de Nelito (Rodrigo Fagundes) ainda tem um breve envolvimento com Lígia (Angela Vieira).

"A novela sobrevive de triângulos, sejam eles isósceles, escalenos ou equiláteros... Hoje, já estamos em tempo de pentágonos, hexágonos, octógonos amorosos. Então, quem não entendeu isso é quadrado", brinca Caruso, aos risos.

Outra relação importante de Pedrinho é com Rúbia (Gabriel Sanches). Por serem grandes amigos na trama, a sócia do Klub Strass chegou a se apaixonar por ele. Porém, logo entendeu que os dois teriam apenas uma forte amizade. Caruso guarda com carinho, na memória, a cena em que a personagem revela ao avô de Luiza ser drag queen e, na verdade, se chamar Flávio.

"Quando a Rúbia fala para o Pedrinho que precisa contar uma coisa, ele faz uma brincadeira, age como se já soubesse e tudo bem. Não era uma questão", assegura.
Atores Elizabeth Savalla e Marcos Caruso sorriem para a câmera
Em "Pega pega", o bon vivant Pedrinho tem um caso com Arlete (Elizabeth Savalla) (foto: Rafael Campos/globo )

NOVOS TRABALHOS 

Enquanto aguarda a estreia do seu próximo trabalho na televisão, a novela “Quanto mais vida, melhor!”, prevista para 22 de novembro na faixa das 19h da Globo, Caruso revive as emoções finais de “Pega pega”. O artista ressalta a boa convivência com os colegas. Alguns, inclusive, também estarão na nova trama, como Elizabeth Savala, Mateus Solano, Gabriel Sanches e Valentina Herszage. Além disso, ele conta como entrou na novela de Claudia Souto.

"A primeira lembrança que vem à minha cabeça, quando se trata de “Pega pega”, é do Luiz Henrique Rios vindo ao meu espetáculo e me chamando para fazer a novela. Nunca vi um diretor de televisão convidar um ator no teatro. Fiquei emocionado", confessa.

Por conta da pandemia da COVID-19, o ritmo de gravações diminuiu nos Estúdios Globo. Para Caruso, a ideia de colocarem reprises na grade de programação, enquanto novos projetos eram produzidos, foi eficaz. Assim, protocolos foram criados e aplicados para que os profissionais pudessem voltar ao trabalho com tranquilidade. Na visão dele, “Pega pega” ficou ainda melhor com os cortes, pois ganhou agilidade.

REPRISE  

“Uma boa novela é a que você, como ator, se emociona quando faz, fica louco para ir gravar e não perde um capítulo. 'Pega pega' é esse tipo de folhetim. A história é ainda mais interessante de ser vista neste momento. Foi enxugada, mas acho que também deveria ser reprisada integralmente no “Vale a pena ver de novo'", aponta Caruso.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade