Publicidade

Estado de Minas

Novela Chiquititas volta a ser exibida no SBT/Alterosa

Trama sobre as meninas do Orfanato Raio de Luz emociona público infantil até hoje


postado em 28/06/2020 04:00

"Aprendi muito com o desafio de fazer a mesma personagem anos depois. Tem essa transição do amadurecimento da Benê. Sem falar que, enquanto gravava, o Caetano, meu filho, tinha seis meses"

Daphne Bozaski, atriz

A personagem Benê acompanha Daphne Bozaski desde a época da primeira exibição de Malhação – Viva a diferença, na Globo, entre 2017 e 2018. Atualmente, a história é reprisada em edição especial por causa da pandemia do coronavírus. Mesmo após o fim da novelinha adolescente, a atriz teve a chance de reviver o papel na série As five, com previsão de estreia ainda neste ano, no Globoplay. E quando finalmente estava partindo para um novo projeto, como a Dolores de Nos tempos do imperador, próxima novela das 18h da emissora, seus planos foram interrompidos com a pausa das gravações devido aos graves danos da COVID-19 na sociedade.

"Ainda estava na preparação da Dolores. Não tinha começado a gravar Nos tempos do imperador, mas ela é uma personagem muito diferente, de outra época. É uma menina que não tinha uma força, então vai passar pelo processo que a Benê viveu em Malhação, de se conhecer e se descobrir", adianta Daphne.

Em Nos tempos do imperador, Daphne estará novamente ao lado das atrizes Heslaine Vieira e Gabriela Medvedovski. Elas também protagonizaram Malhação como as personagens Ellen e Keyla, respectivamente, e agora darão vida à vilã Zayla e a mocinha Pilar, que é a irmã de Dolores. Por sinal, a fuga da protagonista de casa para se tornar médica afetará a parente. Afinal, a garota será prometida em casamento a Tonico (Alexandre Nero) no lugar da outra. "Sempre digo: 'Que sorte nós temos!' Nos damos muito bem e somos companheiras. Ter a Gabriela e a Heslaine por perto em qualquer novo desafio me deixa mais fortalecida", confessa.

Enquanto a próxima novela das seis não consegue estrear, Daphne tem assistido às cenas de Malhação – Viva a diferença. De acordo com a intérprete, uma das características que mais marcaram Benê foi a paixão da personagem pela música, que a ajudou a entender seus sentimentos. Além disso, ela também cita a cumplicidade na amizade com as Five e a relação com Guto (Bruno Gadiol) como pontos importantes.

"A Benê, por estar no espectro autista, foi uma personagem, além de desafiadora, com uma riqueza de ensinamentos. A solidão de uma pessoa que não consegue se sociabilizar devido às suas dificuldades e por preconceito dos outros mexeu muito comigo ao vivê-la”, relata.

DESAFIOS 
Desde que a série As five foi anunciada, os fãs de Malhação – Viva a diferença esperam ansiosamente por ela. No entanto, a única informação fornecida pelo Globoplay é que sairá ainda em 2020. Quem também quer ver como ficou o resultado do spin-off é a intérprete de Benê. Segundo Daphne, existe uma responsabilidade ainda maior com o projeto após terem vencido o Emmy Internacional Kids 2018 com o folhetim adolescente.

"Aprendi muito com o desafio de fazer a mesma personagem anos depois. Tem essa transição do amadurecimento da Benê sem perder a essência. Sem falar que, enquanto gravava, o Caetano, meu filho, tinha seis meses. Então, a volta ao trabalho, agora como mãe, foi algo totalmente novo. Eu me descobria mãe e como seria a Benê nessa nova temporada", revela.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade