Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Terapia sexual 'clandestina'


postado em 06/01/2019 05:06

Asa Butterfield e Gillian Anderson interpretam filho e mãe na série Sex education (foto: Sam Taylor/Netflix)
Asa Butterfield e Gillian Anderson interpretam filho e mãe na série Sex education (foto: Sam Taylor/Netflix)

A verdade, sobre sexo, está lá fora. Isso é o que poderiam dizer os fãs da atriz americana Gillian Anderson – estrela de Arquivo X, atração da TV que tinha a frase “A verdade está lá fora” como slogan – sobre seu papel na nova série Sex education, da Netflix, que estará disponível no serviço de streaming a partir de 11 de janeiro.

Gillian interpreta Jean Milburn, terapeuta sexual, mãe de Otis (Asa Butterfield, o garotinho do longa A invenção de Hugo Cabret, de 2011, que está bem crescido). Na série, ele é  um adolescente desengonçado de 16 anos, consideado pária da escola de ensino médio que frequenta.

A série de oito episódios se passa na cidade fictícia de Moordale, na Inglaterra, e a história gira em torno do divertido personagem de Butterfield, de sua rotina com os amigos e seus manuais e conversas sinceras sobre sexo, já que o assunto, para ele – considerando a atividade de sua mãe –, não tem a mesma bruma pudica ou tabu que tem para os demais colegas de classe.

O pulo do gato para o pobre Otis tem início quando a sua vida doméstica é exposta na escola. Em vez de se incomodar com isso, ele decide usar seu conhecimento privilegiado da matéria para ganhar popularidade, montando uma clínica (clandestina) de terapia sexual na escola. Para isso, terá a ajuda de seu melhor amigo, Eric Nevin (Ncuti Gatwa), e da garota-problema da escola, Maeve (Emma Mackey).

Ao longo da trama, ao ouvir os traumas de seus amigos, Otis vai perceber que ele também precisa de uma terapia para lidar com a fobia que tem de encarar a sua própria sexualidade. “Apesar da cumplicidade que Otis desenvolve com a mãe, já que também é sua amiga e confidente, por vezes, ela o assusta com o assunto da sexualidade”, contou Butterfield em entrevista ao portal americano de notícias MSN. “Mas, na maioria das vezes, a relação dos dois é bacana, tocante mesmo. E eu me identifiquei muito com o personagem porque, curiosamente, minha mãe também é terapeuta (mas não sexual)”, revelou o ator britânico. (Estadão Conteúdo)

SEX EDUCATION

Estreia: 11 de janeiro
8 episódios
Netflix


Publicidade