Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

"Mazé é mulher real", diz Juliana Alves


postado em 02/12/2018 05:03

Em O tempo não para, Juliana Alves contracena com Max Lima (foto: João Miguel Júnior/divulgação)
Em O tempo não para, Juliana Alves contracena com Max Lima (foto: João Miguel Júnior/divulgação)


Juliana Alves interpreta a empoderada Mazé em O tempo não para, novela das 19h da Globo. Na trama, a personagem é ex-mulher de Barão (Rui Ricardo Diaz), com quem teve o filho Omar (Max Lima) ainda na adolescência, aos 16 anos. Guerreira, ela sempre dispensou o dinheiro sujo do antigo companheiro e trabalhou para conquistar sua independência. Para sua intérprete, Mazé é uma mulher real.

“A Mazé se tornou uma grande mãe. Ela é um porto seguro para o Omar. E o seu maior medo é que o filho se espelhe no pai, o Barão. Ela quer tirar o ex de perto do garoto, mas não consegue. Então, nasce o conflito”, explica. Em O tempo não para, Barão já apareceu algumas vezes tentando lavar dinheiro roubado na loja de Mazé. No entanto, a ex-mulher do bandido sempre recusou. Segundo Juliana, a personagem é uma das poucas pessoas na trama que é capaz de enfrentar o filho de Eliseu (Milton Gonçalves). Inclusive, sua postura firme com o criminoso é, principalmente, para defender o filho dos dois.

Juliana completou 15 anos de carreira em 2018 e está celebrando suas conquistas, incluindo a maternidade. A atriz conta que a experiência de ser mãe da pequena Yolanda, de 1 ano, colaborou para a construção de Mazé. De acordo com ela, o seu ritmo de vida mudou completamente. Por causa disso, o olhar para diversas outras questões, como o trabalho, também foi alterado.

“Comecei bebê de colo e agora posso dizer que sou adolescente. Tem muita estrada ainda, coisas para aprender. Nessa novela, percebo que a personagem não veio por acaso nesse momento da minha vida. Ela é mãe. Na preparação, vi que tinha uma bagagem que, talvez, se não fosse mãe, buscaria outras referências”, declara.

HUMILDADE


Aliás, a atriz também confessa que nos últimos 15 anos suas mudanças de visual foram por causa de personagens. E Juliana conta que ficou contente com a opção das tranças para o cabelo de Mazé. Segundo a artista, está sendo divertido voltar às novelas depois de se tornar mãe e o papel é mais um pequeno degrau na carreira.

“Sou focada no trabalho, apaixonada pela vida, pela minha família. Sei que tenho talento, mas não é só isso. Tive sorte, perseverança, disciplina e muita humildade. Quando você não tem humildade, você é aplaudido, ganha prêmio, mas o camareiro e a faxineira não vão jogar uma vibe boa para você. Não vai ter troca, que é o que faz a gente crescer”, acredita. (Estadão Conteúdo)


Publicidade