Publicidade

Estado de Minas

Fake news sobre WhatsApp circula em dia de redes sociais instáveis

Mensagem desinforma que 'novo WhatsApp' terá serviços do Facebook e, para não perder a conta, é preciso enviá-la para vários contatos


postado em 03/07/2019 22:48

(foto: Flickr/Divulgação )
(foto: Flickr/Divulgação )

Em dia de instabilidade no WhatsApp, no Instagram e no Facebook, a circulação de uma mensagem sobre supostas negociações entre redes sociais provocou dúvidas em muitos internautas. A notícia atribuída a Varun Pulyani, suposto diretor do WhatsApp, afirma que Mark Zuckerberg, fundador e dono do Facebook, comprou a empresa por US$ 19 bilhões de dólares e que será preciso encaminhar a mensagem para vários contatos a fim de não perder "seu novo whatsapp com serviços do Facebook."
Confira o "aviso final" na íntegra:



Além de antiga — afinal, o Facebook comprou o WhatsApp em 2014 por US$ 22 bilhões, a desinformação revela erros de pontuação e, como a maioria das notícias falsas, explora o sensacionalismo com ameaças.

Apesar de todos os indicativos de uma fake news, o Holofote tirou a prova com o WhatsApp. A assessoria da rede social encaminhou a seguinte resposta:

"Não é uma mensagem verídica. O WhatsApp não envia mensagens para os usuários via o app"

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade